DICAS PARA ANALISAR, COMPREENDER, E INTERPRETAR TEXTOS

Autoria: Evelyn Pontes

Não existe chuva totalmente pura, pois ela sempre arrasta consigo componentes da atmosfera. O próprio CO2, que existe normalmente na atmosfera, como resultado da respiração dos seres vivos e da queima de materiais orgânicos, ao se dissolver na água da chuva já a torna ácida, devido à reação: CO2 + H2O -> H2CO3. Como o ácido carbônico formado é muito fraco, a chuva contaminada tem pH = 5,6. A situação se complica em função dos óxidos de enxofre e dos óxidos de nitrogênio, existentes na atmosfera.

SO2 e SO3

O SO2 natural é proveniente de erupções vulcânicas e da decomposição de vegetais e animais e o artificial é proveniente principalmente da queima de carvão mineral e do petróleo. Na atmosfera, o SO2 reage com a água da chuva formando o ácido sulfuroso (SO2 + H2O -> H2SO3), que é um ácido fraco, mas quando o SO2 é oxidado a SO3 ( 2SO2 + O2 -> 2 SO3), este reage com a água da chuva produzindo ácido sulfúrico (SO3 + H2O -> H2SO4), que é um ácido muito forte.

NO e NO2

O NO existe naturalmente na atmosfera. Em dias de tempestade, os raios provocam a reação N2 + O2 -> 2NO. Os óxidos de nitrogênio são produzidos naturalmente por decomposição de animais e vegetais, por bactérias do solo e artificialmente nas combustões dos motores de automóveis, aviões, etc. Na atmosfera, o NO é facilmente oxidado a NO2 (2NO + O2 -> 2NO2 ). O NO2 é responsável pela neblina de cor castanha que se observa nas cidades em dias de muita poluição. Além disso, o NO2 reage com a água da chuva (2 NO2 + H2O -> HNO2 + HNO3 ), produzindo o HNO2, que é um ácido fraco, e o HNO3 que é um ácido forte. Aliás, o próprio HNO2 se oxida a HNO3 ( 2 HNO2 + O2 -> 2 HNO3).

Em grandes cidades, devido às indústrias e ao número de automóveis, e em regiões muito industrializadas, o ar acaba se carregando de H2SO4 e HNO3, e a chuva conduz esses ácidos para o solo, dando origem ao fenômeno chamado CHUVA ÁCIDA, cujo pH é menor do que 5,6, podendo chegar a 4,5 e até 2 em regiões populosas e industriais. Como exemplo, 80% dos lagos na Noruega já são ácidos. Isso pode provocar a destruição da vegetação aquática, a morte de peixes em lagos, morte de árvores em florestas devido à destruição das células respiratórias, e empobrecimento de solos, pois a acidez retira do solo muitos nutrientes tais como cálcio e magnésio. Cerca de 67% das florestas inglesas já foram destruídas desta forma. Nos prédios podemos observar a corrosão do concreto e do ferro utilizado nas construções. Os monumentos, como o Cristo Redentor, também são atingidos, principalmente os de mármore e outras pedras calcáreas (CaCO3 + H2SO4 -> CaSO4 + H2O + CO2). As estátuas de cobre e outros objetos deste metal, vão lentamente se cobrindo de verde de malaquita cuja reação pode ser representada pela equação química: 2Cu + H2CO3 + O2 -> Cu2CO3(OH)2.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCenoura
Próximo artigoCiclo da Água
Marcelo é um profissional de Informática interessado em Internet, Programação PHP, Banco de Dados SQL Server e MySQL, Bootstrap, Wordpress. Nos tempos livres escreve nos sites trabalhosescolares.net sobre biografias, trabalhos escolares, provas para concursos e trabalhos escolares em geral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here