CONHECIMENTO FILOSOFICO

0
6917
DICAS PARA ANALISAR, COMPREENDER, E INTERPRETAR TEXTOS

O conhecimento filosófico

1 – A tarefa da filosofia

A tarefa da filosofia é um modo de pensar, transformando-a em postura diante do mundo e da realidade, procurando a reflexão a partir de teorias, indo além dos aspectos fenomenais, buscando sempre as suas raízes e seus contextos que abrange os valores coletivos, morais, históricos, econômicos e políticos.

Trata-se de um jogo insolente, partindo do que é real, colocando tudo indefinível, abrindo possibilidades de outros mundos e outros modos de percepção da vida.

A filosofia importuna porque questiona a maneira de ser das pessoas, ela está envolvida em tudo, agora entendemos porque Sócrates condenava a leitura de Karl Marx no Brasil, ambos eram revolucionários ao pesquisar a respeito da verdade, referindo-se a sua época.

2 – O nascimento da filosofia

Foi na Grécia, que surgiu a reflexão filosófica, a passagem da consciência mítica e religiosa para a racional e filosófica não aconteceu repentinamente. Ambas conviveram na sociedade grega.

3 – O pensamento filosófico

O surgimento da filosofia reunia tanto a pesquisa filosófica quanto o conhecimento científico. O filósofo tentava responder perguntas como: “porque”.

O método cientifico foi aperfeiçoado após o século XVII, com Galileu, começaram a se estudar tipos diferentes de ciências. É considerada realidade na filosofia, o que parte de uma visão de conjunto, ou seja, quando falamos de um determinado assunto, temos que considerar toda e qualquer questão relacionada a ele.

Fica sob responsabilidade do filósofo refletir sobre o que é ciência, método cientifico, cabe a ele refletir a respeito da condição humana atual, a respeito da educação imposta. A filosofia procura o mais forte significado dos fenômenos, ou seja, ela vai além daquilo que é, para apresentar o que poderia ser.

4 – Características do pensamento filosófico

Refletir é o mesmo que pensar minuciosamente o que já foi pensado. Segundo “Demerval Saviani”, o pensamento deve ter origem, coerência e um conjunto de fatos, devendo permanecer sempre assim.

5 – Ceticismo e Dogmatismo filosóficos

O cético é aquele que desconfia de tudo, para ele não existe verdade absoluta, ele desconfia de todas as possibilidades de se chegar a um pensamento verdadeiro.

Já o dogmático é aquele que acredita ser o dono da verdade, recusando-se ao diálogo, não aceita que questionem o que ele diz. Historicamente, o dogmatismo é a postura dos primeiros filósofos.

6 – Conclusão

A filosofia é o ato de pensar com crítica, a reflexão filosofia ao contrário da científica, deve ser radical, rigorosa e de conjunto, ou seja,

deve se observar a origem, a coerência e a visão de conjunto, não devendo partir de atitudes descrentes. Ela possui um árduo problema, que causa desordem, pois ela busca a verdade total que o mundo não aceita.

Aquele que se dedica a filosofia, escuta o que o homem diz, olha o que ele faz e se interessa por sua palavra e ação.

7 – Bibliografia

ARANHA, Maria L. de Arruda

MARTINS, Maria H. Pires, Temas de filosofia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here