CONJUNTIVITE

0
2094
DICAS PARA ANALISAR, COMPREENDER, E INTERPRETAR TEXTOS

Uma Conjuntivite é um processo inflamatório da conjuntiva que pode ter origem traumática (presença den corpo estranho no olho, golpe de vento) ou infecciosa, por acção local de bactérias. Consoante a sintomatologia e as características objectivas que apresenta, distinguem-se vários tipos:

– conjuntivite catarral aguda – variedade mais frequente. Pode ser provocada por causas físicas e infecciosas. Em regra é bilateral. As conjuntivas aparecem avermelhadas e cobertas de secreções mucosas e mucopurulentas, as pálpebras estão inchadas e o paciente queixa-se de fotofobia.

A terapêutica desta forma de conjuntivite consiste na aplicação local de pomadas antibióticas e colírios, acompanhada de lavagens frequentes com soluções de ácido bórico.

Se a conjuntivite catarral aguda não for bem tratada pode facilmente reincidir ou passar à forma crónica, que se manifesta por rubor da conjuntiva e ardor constante.

– conjuntivite das piscinas – atinge os frequentadores de piscinas públicas. Cura-se sem complicações.

– conjuntivite purulenta – em geral de origem blenorrágica, é caracterizada peça presença de um exsudado francamente purulento.

Existem outras variedades de conjuntivite, que tomam o nome do agente etiológico que as causa ou do aspecto que a lesão apresenta: diftérica, tracomatosa, sifilítica, folicular, etc. Nestas situações, a terapêutica consiste essencialmente em tratar a causa que as provocou.

Formas sistemáticas de conjuntivite são as que habitualmente se associam a todas as doenças exantemáticas (sarampo, escarlatina, varicela, rubéola, etc…).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here