DICAS PARA ANALISAR, COMPREENDER, E INTERPRETAR TEXTOS

Autoria: Fabiane

Paleolítico Superior.

As informações e conhecimentos que temos deste tempo foi, resultado de pesquisas de historiadores e antropólogos.
Eles que reconstituíram o modo de viver dos homens que viveram nesta época, onde deixaram registrada a sua cultura a partir de objetos encontrados em várias partes do mundo e de pinturas achadas nos interiores de cavernas.
As primeiras manifestações artísticas foram registradas neste período, elas se consistiam em traços feitos nas paredes de argila das cavernas ou das mãos em negativo.
O Naturalismo da arte paleolítica se dá pelo modo que os “artistas” demonstravam apenas o que viam, ou seja, o “artista” pintava os seres, um animal, do modo como o via, reproduzindo a natureza da forma que ele a captava através da visão.
Os historiadores, supõem que estas pinturas faziam parte de uma “crença”, onde o pintor tinha o poder sobre o animal verdadeiro, desde que o representasse ferido mortalmente em um desenho.
Havia outros tipos de pinturas, as feitas em rochedos e paredes de cavernas, onde interpretavam a natureza, eram imagens de animais temidos carregados de traços que revelam força e movimento, como os desenhos dos bisontes e outras feras; já as das renas e dos cavalos os traços eram de leveza e fragilidade, essas pinturas eram chamadas de pinturas rupestres.
Eles também, faziam trabalhos em esculturas, com a predominância das figuras femininas, transferindo a idéia de fertilidade.

Neolítico

Este período foi adotado a técnica de construir armas e instrumentos com pedra polida mediante atrito, se deu também o início da agricultura, da domesticação de animais, onde transformou profundamente a história humana.
No período Neolítico foram desenvolvidas as técnicas de tecer panos, fabricação de cerâmicas e das construções das primeiras moradias, eles construíam suas próprias moradias, que são conhecidas como nuragens e outras construções que são conhecidas como dolmens, se deu também a produção do fogo por atrito, e o início do trabalho com metais.
A diferença do período Neolítico para o Paleolítico foi que o homem deixou de ter o seu estilo naturalista, onde foi substituído pela abstração e racionalização, com figuras de um estilo simplificador e geometrizante.
Neste período foi destacadas as representações da vida coletiva, as pessoas eram representadas em suas atividades cotidianas, com o movimento de figuras mais leves, ágeis, pequenas e de pouca cor, pois a preocupação dos artistas era de dar idéia de movimento em suas produções.
As primeiras formas de escrita, a escrita pictográfica, e a produção de cerâmicas, foram outros pontos importantíssimos deste período, eles também começaram a usar o metal em seus trabalhos e em esculturas representando guerreiros e mulheres.

Egito

O ponto principal da arte no Egito é que a arte dedicada à morte, onde tudo no Egito era orientado por ela, a religião influenciou toda a vida egípcia, na sua organização social e política determinando o papel de cada classe social, orientando toda a produção artística da época.
A arte egípcia concretizou-se, desde o início nos túmulos, nas estatuetas, nos vasos deixados junto aos mortos e nas construções mortuários.
A arte era usada para atestar a grandiosidade e a importância do poder político e religioso do Faraó, era também muito limitada, ou seja, padronizada, pois ela estava ligada à religião e servia de veículo para a difusão dos preceitos e das crenças.
As regras aplicadas aos artistas eram de manter a lei da frontalidade, que era rigidamente obrigatória, onde determinava que o tronco da pessoa fosse representado sempre de frente, e sua cabeça, suas pernas, seus pés eram vistos de perfil, mas sempre colocavam os olhos vistos de frente, ou seja, faziam uma composição entre aquilo que viam e o que não viam, mas sabiam que existia.
As esculturas neste período desenvolveram uma expressividade, elas revelam dados particulares do retratado como a fisionomia; seus traços raciais e a condição social, mais o conservadorismo das técnicas de criação voltaram a produzir esculturas e retratos estereotipados e não seu aspecto real.
No novo império, houve algumas mudanças, passaram-se a usar pinturas e criações artísticas mais leves, de cores variadas, a postura rígida é abandonada, ocorre também à desobediência à lei de frontalidade, elas apresentam mais movimentos, e eles usavam elementos da natureza como o Papiro e a flor de Lótus.
Outra característica da arte egípcia foi à grandiosidade, dos templos, pirâmides e Esfinges, pois para eles a idéia de grandeza em suas obras arquitetônica, era dada como demonstração do seu poder, riqueza e soberania.
Em relação ao mobiliário, os egípcios faziam móveis de cores vivas e de diversos materiais, eram utilizados o ouro, pedras preciosas, madeira, pedra, marfim, couro, tecidos, junco.
Os móveis que os historiadores tem conhecimento são:
Camas, cadeiras, cadeiras de braço, bancos, mesa, mesa portátil, arca, armações de leitos, divãs, dossel, vasos, apoio de cabeça, trono.
O estilo, a forma, o desenho se dava de várias formas, pois variava nos períodos das dinastias; mais no geral os móveis eram baixos, eram muitas vezes revestidas de ouro, as pernas de camas ,cadeiras, bancos, representavam algum animal, como por exemplo, patas de touro, patas de leão e patas de gazela; eram muito usados móveis de assento ripas de madeiras de assento côncavo ou de curva dupla e pés cruzados onde tinham forma de pescoço e do bico de um pato.
As arcas eram usadas para guardar peças de vestuário, cabeleiras, objetos de toalete, e também para uso geral, elas eram decoradas com pinturas e embutidos e faziam suportes para vasos de pernas elegantemente curvadas e afastadas.
Usava-se também nos dosséis cortinas finas como mosquiteiros, cortinas grossas para proteção de correntes de ar e para a privacidade. Os dosséis eram decorados com ouro baço, interiormente com folha de ouro martelada e gravada com hieróglifos que indicavam os títulos do marido, no caso das rainhas.

Grécia

Os gregos apresentaram uma produção cultural mais livre em relação ao Egito, eles valorizavam as ações humanas, pois tinha o homem como criatura mais importante do universo.
Os artistas gregos não estavam submetidos a regimentos; a escultura pode evoluir livremente e o artista, ou melhor, o escultor esculpia estátuas que representava o homem não apenas como seu semelhante, mais o lado belo em si mesmo. Assim o escultor grego passou a dar movimento as estátuas e não manteria uma postura rígida e forçada.
Os escultores, faziam esculturas de mármore, que posteriormente foi substituído pelo bronze, pois era mais resistente e não se quebravam como as de mármore e também facilitava o trabalho do artista em expressar melhor os movimentos.
As esculturas do séc.IV a. C. apresentava traços bem característicos, como o crescente naturalismo, onde os seres humanos não eram representados apenas de acordo com a idade e personalidade, mas também com as suas emoções e seu estado de espírito no momento, neste período também foram utilizados outros conceitos de sentimentos como o amor, a paz, a liberdade, a vitória e também o surgimento do nu feminino.
No séc. III a. C.as esculturas expressavam maior mobilidade e poderiam ser observadas pelo um olhar circular em torno delas.
Houve também a preocupação da representação não só de uma figura, mas de grupos de figuras que mantivessem a sugestão de mobilidade, e que pudessem ser belos e observados por todos os ângulos.
Na arquitetura o que mais se destacaram foram os templos, onde eram usados para proteger dos efeitos climáticos as esculturas dos seus Deuses e Deusas gregos.Suas arquiteturas, eram constituídas de colunas e paredes, sobre três degraus, as colunas sustentavam um entablamento horizontal formado por três partes; as colunas apresentavam capitéis enfeitados, o friso também era decorado por uma faixa esculpida em relevo, o frontão era intensamente ornamentado com esculturas.
No período helenístico passaram a substituir seus sentimentos de cidadãos por sentimentos individualistas, a resposta desta mudança se refletem na arquitetura de suas moradias, elas eram modestas e apenas os edifícios públicos eram construídos com suntuosidade, as casas começaram a receber um cuidado maior e com o tempo foram ganhando mais espaço e conforto.
Não temos muitas indicações sobre o mobiliário usado na Grécia neste tempo, onde não é possível ter muitas idéias dos interiores da época.
Sabemos que as matérias usadas eram: a madeira, madeira de teixo, Marfim, cerâmicas , ouro, cristais, junco, vime, ébano.
Possuímos algumas informações do período arcaico sob a forma de modelos de terracota, esculturas e principalmente pinturas de vasos.
Existiam os leitos, que era usado para dormir e os homens reclinavam-se nele para comer, e as mulheres sentavam-se em cadeiras durante as refeições. Os suportes dos leitos eram por vezes torneados, e a parte de cima da perna tinha a forma de um sino pesado e côncavo.
O estilo foi mudado por pernas retangulares decoradas com palmitos e ovais.
Do lado da cabeceira,as pernas terminavam muitas vezes num par de volutas, onde a cabeceira ficava numa altura superior a dos pés. O colchão era assentado em tiras ou cordas fixas à armação da cama.
As mesas usadas eram retangulares com duas pernas e eram guardadas por debaixo dos leitos para o aproveitamento de espaço.
Havia também os tronos que eram cadeiras cerimonial com ou sem braços, decorados, pernas torneadas ou zoomórficas, como por exemplo patas de leão ou de touro.
Os gregos utilizavam os mesmos métodos de encaixe dos egípcios, utilizavam figuras de pessoas casadas aos móveis, houve o desenvolvimento do torneado, com as quatro faces trabalhadas, eles também se dedicaram fabricação dos móveis metálicos e em pedra.
As arcas ou baús com incrustações em madeiras ou marfim com ornamentação geométrica ou elementos da flora.
A Grécia foi a primeira a fazer as primeiras peças do mobiliário infantil, pois eles se preocupavam com as necessidades da criança, diferente do Egito que considerava a criança como se fosse um adulto em miniatura.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorA história das máscaras
Próximo artigoFuturismo

Marcelo é um profissional de Informática interessado em Internet, Programação PHP, Banco de Dados SQL Server e MySQL, Bootstrap, Wordpress. Nos tempos livres escreve nos sites trabalhosescolares.net sobre biografias, trabalhos escolares, provas para concursos e trabalhos escolares em geral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here