DICAS PARA ANALISAR, COMPREENDER, E INTERPRETAR TEXTOS

Inscrições para SiSU começam às 6h desta quarta-feira dia 15/06/2011, segundo MEC.
Prazo vai até as 23h59 de domingo (19).
Sistema usa Enem para selecionar candidatos para universidades públicas.

As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (SiSU) do segundo semestre começam às 6h desta quarta-feira (15) e vão até as 23h59 de domingo (19), segundo o Ministério da Educação. As inscrições ocorrerão exclusivamente pela internet.

O que é o SiSU?

O SiSU oferece vagas em universidades estaduais e federais e institutos de educação profissional. O sistema foi criado pelo MEC para unificar a oferta de vagas em instituições públicas.

Neste semestre, serão oferecidas 26.336 vagas em 19 universidades federais, 23 institutos federais, dois centros federais de educação tecnológica (Cefet) e quatro universidades estaduais. No segundo semestre de 2010, 35 instituições participaram, com de 16 mil vagas. No primeiro semestre deste ano, o sistema teve um milhão de inscrições e ofereceu 83 mil vagas.

De acordo com o MEC, serão oferecidas 10.552 vagas em cursos noturnos, 9.324 em cursos em período integral, 3.526 são para cursos matutinos e 2.934 para cursos vespertinos.

Somente poderão se inscrever no processo seletivo do segundo SiSU de 2011 os candidatos que tenham participado da edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) referente ao ano de 2010 e que, cumulativamente, tenham obtido nota acima de zero na prova de redação.

O SiSU ficará disponível para inscrição dos candidatos das 6h às 23h59 de cada dia de inscrição (horário de Brasília). Não haverá cobrança de taxa de inscrição.

O processo seletivo terá duas chamadas sucessivas. A primeira chamada será em 22 de junho e a segunda chamada sai em 2 de julho. De acordo com o texto, a matrícula dos selecionadas na primeira chamada ocorre em 27 e 28 de junho. A matrícula da segunda chamada será em 5 e 6 de julho.

Segundo o edital, as instituições de ensino superior poderão fazer o lançamento da ocupação das vagas no SiSU referentes à primeira chamada em 27, 28 e 29 de junho e referentes à segunda chamada em 5, 6 e 7 de julho.

Quem pode participar do SISU?

Todos os que participaram do Enem 2010 poderão participar. As notas obtidas no Enem 2009 não são validas no Sisu 2010.

Para participar da lista de espera, o candidato deverá manifestar seu interesse por meio do SiSU entre os dias 2 e 7 de julho. O candidato somente poderá manifestar interesse na lista de espera para o curso correspondente à sua primeira opção de vaga. Não poderá participar da lista de espera o candidato que tenha sido selecionado para o curso correspondente à sua primeira opção de vaga em qualquer das chamadas do processo seletivo.

Segundo o edital, a lista de espera não observará as eventuais reservas de vagas e bônus atribuídos à nota do candidato no SiSU pelas instituições de ensino superior.

A lista de espera será usada prioritariamente pelas instituições de ensino superior participantes para preenchimento das vagas eventualmente não ocupadas nas duas chamadas do sistema.

Os procedimentos de chamada para preenchimento das vagas deverão estar definidos em edital próprio de cada instituição de ensino superior participante.

As instituições podem redefinir a lista de espera do sistema em decorrência da consideração dos critérios referentes às suas políticas de ações afirmativas originalmente adotadas em seu termo de participação. Nesse caso, a instituição deverá explicitar em edital próprio a forma de redefinição da lista.

As universidades podem convocar os candidatos da lista de espera para manifestação de interesse presencial, em número superior ao número de vagas disponíveis.

Confira abaixo a lista das instituições

Universidades federais

Fundação Universidade Federal De Ciências Da Saúde De Porto Alegre – 408;

Fundação Universidade Federal De Viçosa – 636;

Fundação Universidade Federal Do ABC – 1.700;

Fundação Universidade Federal Do Pampa – 2.725;

Fundação Universidade Federal Do Tocantins – 402;

Fundação Universidade Federal Do Vale Do São Francisco – 1.330;

Universidade Federal Da Paraíba (UFPB) – 809;

Universidade Federal De Alfenas – 1.037;

Universidade Federal De Goiás (UFG) – 206;

Universidade Federal De Itajubá – 990;

Universidade Federal De Juiz De Fora – 176;

Universidade Federal De Lavras – 591;

Universidade Federal De Mato Grosso (UFMT)– 5.168;

Universidade Federal De Mato Grosso Do Sul (UFMS)– 3.920;

Universidade Federal De Ouro Preto – 1.218;

Universidade Federal De Pelotas – 3.076;

Universidade Federal De Pernambuco (UFPE)– 25;

Universidade Federal De Roraima (UFRO)– 202;

Universidade Federal De São Carlos – 2.553;

Universidade Federal De São João Del Rei – 166;

Universidade Federal De São Paulo (UFESP)– 2.041;

Universidade Federal De Uberlândia – 312;

Universidade Federal Do Acre – 70;

Universidade Federal Do Amazonas – 1.864;

Universidade Federal Do Ceará – 5.724;

Universidade Federal Do Estado Do Rio De Janeiro – 1.195;

Universidade Federal Do Maranhão – 1.918;

Universidade Federal Do Paraná – 524;

Universidade Federal Do Piauí – 2.893;

Universidade Federal Do Recôncavo Da Bahia – 1.320;

Universidade Federal Do Rio De Janeiro – 4.925;

Universidade Federal Do Rio Grande – 2.439;

Universidade Federal Do Rio Grande Do Norte – 245;

Universidade Federal Dos Vales Do Jequitinhonha E Mucuri – 691;

Universidade Federal Fluminense – 863;

Universidade Federal Rural De Pernambuco – 1.639;

Universidade Federal Rural Do Rio De Janeiro – 1.910;

Universidade Federal Rural Do Semi-Árido – 1.015;

Universidade Tecnológica Federal Do Paraná – 3.150.

Institutos Federais

Centro Federal De Educação Tecnológica Celso Suckow Da Fonseca – 602;

Centro Federal De Educação Tecnológica De Minas Gerais – 75;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Baiano – 390;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Catarinense – 870;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Da Bahia – 547;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Da Paraíba – 930;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia De Alagoas – 311;

Instituto Federal De Educação, Ciencia E Tecnologia De Brasilia – 10;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia De Goiás – 160;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia De Pernambuco – 310;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia De Rondônia – 3;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia De Roraima – 210;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia De Santa Catarina – 494;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia De São Paulo – 900;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia De Sergipe – 310;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Do Acre – 150;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Do Amapá – 160;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Do Amazonas – 160;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Do Ceará – 1.750;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Do Espírito Santo – 766;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Do Maranhão – 1.110;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Do Norte De Minas Gerais – 345;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Do Pará – 695;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Do Paraná – 220;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Do Piauí – 1.070;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Do Rio De Janeiro – 960;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Do Rio Grande Do Norte – 350;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Do Rio Grande Do Sul – 560;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Do Sertão Pernambucano – 549;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Do Sudeste De Minas Gerais – 374;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Do Sul De Minas Gerais – 285;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Do Tocantins – 289;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Do Triângulo Mineiro – 44;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Farroupilha – 183;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Fluminense – 200;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Goiano – 307;

Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Sul-Rio-Grandense – 150;

Instituto Federal De Mato Grosso Do Sul – 80.

Universidades estaduais e escolas nacionais

Universidade Do Estado Da Bahia – 532;

Universidade Estadual De Mato Grosso Do Sul – 2.350;

Universidade Estadual Do Norte Fluminense Darcy Ribeiro – 526;

Universidade Estadual Do Rio Grande Do Sul – 422;

Centro Universitário Estadual Da Zona Oeste – 220;

Escola Nacional De Ciências Estatísticas – 120.


Faça sua inscrição

Fonte: Site do MEC

COMPARTILHAR
Artigo anteriorGEOLOGIA GERAL
Próximo artigoMÉTODO SKANDIA: UMA VISÃO DO CAPITAL INTELECTUAL

Marcelo é um profissional de Informática interessado em Internet, Programação PHP, Banco de Dados SQL Server e MySQL, Bootstrap, Wordpress. Nos tempos livres escreve nos sites trabalhosescolares.net sobre biografias, trabalhos escolares, provas para concursos e trabalhos escolares em geral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here