NUMERAL CARDINAL E NUMERAL ORDINAL

0
13508
DICAS PARA ANALISAR, COMPREENDER, E INTERPRETAR TEXTOS

NÚMERO CARDINAL
Número Cardinal: Os números cardinais designam a quantidade em si mesma (numerais substantivos) ou relacionada a substantivos(numerais adjetivos):

Exemplo: Cinco menos três são dois.
Cinco oradores revezaram-se naquela noite.

Flexionam-se em gênero os cardinais um, dois, ambos e as centenas a partir de duzentos: uma, duas, ambas, trezentas, oitocentas etc.

Os cardinais milhão, bilhão (ou bilião), trilhão etc. flexionam-se em número: milhões, bilhões (ou biliões), trilhões etc. Os outros numerais cardinais são invariáveis.

Os numerais quartoze, dezesseis, dezessete e dezenove apresentam as formas variantes catorze, dezasseis, dezassete e dezanove, as três últimas empregadas normalmente em Portugal. São condenáveis as formas: “douze”, “cincoenta”, “treis”e “hum”.

Em princípio, os cardinais designam quantidade precisa, mas freqüentemente são empregados em hipérboles, exprimindo indeterminação exagerada:

Exemplo:
Depois do céu azul, chuvas mil.
Já lhe disso um milhão de vezes.
Trilhões de asneiras.

Intercala-se a conjunção e nas centenas, dezenas e unidades ; mas deve ser omitida entre as seqüências de três algarismos, isto é, não deve ser empregada no intervalo que coincide com o ponto de separação:

Exemplo:
46 = quarenta e seis
146 = cento e quarenta e seis
1.146= mil cento e quarenta e seis

(Mas: mil e cem, mil e duzentos, mil e trezentos etc.)

845.916.336.146= oitocentos e quarenta e cinco bilhões,novecentos e dezesseis milhões, trezentos e trinta e seis mil cento e quarenta e seis.

NUMERAL ORDINAL
O numeral ordinal designa a ordem de sucessão ocupada numa série pelos objetos, seres etc. Podem ser substantivos ou adjetivos:

Exemplo:
Somos os primeiros a questioná-la.
Os primeiros colocados receberão prêmios.

Os ordinais variam normalmente em gênero e número: primeiro, primeira, primeiros, primeiras ; centésimo, centésima, centésimos, centésimas etc.São também muito freqüente as derivações sufixais(aumentativas, diminutivas e superlativas) de alguns ordinais na linguagem coloquial:

Exemplo:
Primeirão !
Ela foi a primeirinha a chegar.
Isto é de primeiríssima qualidade !
Agora o seu time disputará a Segundona (Segunda Divisão de futebol).

Cognato de primeiro(a) o latinismo primo(a) é empregado em alguns casos: obra-prima, matéria-prima, números primos, meu primo, minhas primas, de prima (de primeira) etc.

Por derivação imprópria, alguns ordinais, convertidos em adjetivos, não denotam ordem, senão qualidade (superior ou inferior).

Exemplo:
É um material didático de primeira.
Você comprou um produto de segunda.
Aquilo era um colégio de terceira.

Os ordinais até décimo devem ser usados na designação de séculos, papas, soberanos, partes de obras etc., quando pospostos ao substantivo. A partir de onze, empregam-se os cardinais:

Século I (primeiro)
João Paulo II (segundo)
Henrique VIII (oitavo)
Canto V (quinto)
Parte I (primeira)
Tomo III (terceiro)
Capítulo IX (nono)
ATO III (terceiro)

Uma pequena diferença ocorre na numeração de artigos de portarias, decretos, leis: usam-se os ordinais até o nono ; daí em diante, empregam-se os cardinais:

Artigo I (primeiro)

Anteposto ao substantivo, deve-se usar o numeral ordinal:

décimo primeiro século
vigésimo segundo papa

COMPARTILHAR
Artigo anteriorDIFERENÇA ENTRE PREDICATIVO DO OBJETIVO E ADJUNTO ADNOMINAL
Próximo artigoCLASSIFICAÇÃO DOS FONEMAS
Marcelo é um profissional de Informática interessado em Internet, Programação PHP, Banco de Dados SQL Server e MySQL, Bootstrap, Wordpress. Nos tempos livres escreve nos sites trabalhosescolares.net sobre biografias, trabalhos escolares, provas para concursos e trabalhos escolares em geral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here