PANCREATITE AGUDA

0
1715
DICAS PARA ANALISAR, COMPREENDER, E INTERPRETAR TEXTOS

DR. Severino Rodrigues de Figueiredo

Na gravidez sua incidência varia de 0,01 a 0,1%, com maior incidência em multíparas,no terceiro trimestre da gravidez e no puerpério(Coblett&Michell 1972 e3 Wilkson 1973)
O pâncreas é uma glândula de secreção mista, tem função endócrina e exócrina, produzindo insulina , glucagon, suco pancreático. Anatomicamente esta dividida em 3 porções: cabeça, corpo e cauda. Pesa aproximadamente 110 gramas.

A inflamação do pâncreas denominada de pancreatite
A sintomatologia da pancreatite varia de paciente de acordo com o comprometimento do pâncreas que tem uma lesão leve, até uma necrose pancreática.
Para o lado anatomopatolgico, temos as formas leves, que são as mais freqüentes, até as formas necrohemorragicas.

Etiologia Litíase biliar
Pos operatório
Traumatismo
Alcoolismo
Drogas, corticoides, furosemida, tiazidicos, teteraciclinas, estrógenos, metronidazol

Infecções

Tem uma incidência de 1 a 1,5% dos casos de abdomem agudo. Quadro clinico
Dor abdominal com irradiação para as costas, vômitos, pode não haver sinais de irritação peritonial, febre, sinal de Cullen positivo.

Fatores de risco para pancreatite

Alcoolismo.
Colelitiase
Traumatismo abdominal
Cirurgia abdominal.
Picada de escorpião
Infecção virais, caxumba, hepatite

Como critérios de avaliação o paciente com os antecedentes acima relacionados, deve ser rotulado com um quadro de abdomem agudo.
A amilase aumentada até 4 vezes o seu valor normal, porem pode estar normal, embora exista a presença da patologia
Não existe correlação entre a amilase plasmática e a gravidade da doença.
A PCR esta elevada, presença de leucocitose, glicemia elevada.hipocalcemia, dosagem de uréia, creatinina, gasimetria, TGO TGP, fosfatase alcalina aumentada
A tomografia computadorizada é o padrão ouro para o diagnostico.A ultrasonografia também é utilizada pela facilidade e inocuidade do método.

Diagnostico Diferencial:

Deve ser feito com os quadros de abdomem agudo, ulcera perfurada, trombose mesenterica., neoplasias do pâncreas, estomago e colon.

Complicações:

Hemorragias
Cisto pancreático, fleimão
Abcesso pancreático
CID
Insuficiência respiratoria

Tratamento:

De acordo com profissional assistente que vai avaliar as condições iniciais do paciente no momento de admissão(alcoolismo, ou não) segundo os critérios de Ranson, para prognostico e futuras conduta.

Bibliografia

Condutas Medicas- Revinter
Medicina Interna Básica- Cecil
Terapêutica em Gastroentrologia-Antonio Frederico N. Magalhães
Laboratório para o Clinico- Atheneu.
Obstetrícia Básica- Neme.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorVIOLÊNCIA SEXUAL NA MULHER
Próximo artigoINCONTINENCIA URINÁRIA
Marcelo é um profissional de Informática interessado em Internet, Programação PHP, Banco de Dados SQL Server e MySQL, Bootstrap, Wordpress. Nos tempos livres escreve nos sites trabalhosescolares.net sobre biografias, trabalhos escolares, provas para concursos e trabalhos escolares em geral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here