Renascimento Cultural

0
2837
DICAS PARA ANALISAR, COMPREENDER, E INTERPRETAR TEXTOS

Autoria: Lays Rodrigues

Durante os séculos XV e XVI intensificou-se, na Europa, a produção artística e científica. Esse período ficou conhecido como Renascimento ou Renascença. As características principais deste período são as seguintes :
– Valorização da cultura greco-romana. Para os artistas da época renascentista, os gregos e romanos possuíam uma visão completa e humana da natureza, ao contrário dos homens medievais;
– As qualidades mais valorizadas no ser humano passam a ser a inteligência, o conhecimento e o dom artístico;
– Enquanto na Idade Média a vida do homem devia estar centrada em Deus (teocentrismo), nos séculos XV e XVI o homem passa a ser o principal personagem (antropocentrismo).
– A razão e a natureza passam a ser valorizados com grande intensidade. O homem renascentista, principalmente os cientistas, passam a utilizar métodos experimentais e de observação da natureza e universo.

Renascimento Cultural

Durante os séculos XIV e XV as cidades italianas como, por exemplo Gênova, Veneza e Florença, passam a acumular grandes riquezas provenientes do comércio. Estes ricos comerciantes começam a investir nas artes, aumentando assim o desenvolvimento artístico e cultural. Por isso, a Itália é conhecida como o berço do Renascimento. Porém, este movimento cultural não se limitou à Península Itálica. Espalhou-se para outros países europeus como, por exemplo, Inglaterra, Espanha, Portugal, França e Países Baixos.
Principais representantes do Renascimento Italiano e suas principais obras:
– Michelangelo Buonarroti (1475-1564)- destacou-se em arquitetura, pintura e escultura.
obras principais: Davi, Pietá, Moisés, pinturas da Capela Sistina.
– Rafael Sanzio (1483-1520) – pintou várias madonas (representações da Virgem Maria com o menino Jesus).
– Leonardo da Vinci (1452-1519)- pintor, escultor, cientista, engenheiro, físico, escritor, etc obras principais :Mona Lisa, Última Ceia.
Na área científica podemos mencionar a importância dos estudos de astronomia do polonês Nicolau Copérnico. Este defendeu a revolucionária idéia do heliocentrismo (teoria que defendia que o Sol estava no centro do sistema solar).Copérnico também estudou os movimentos das estrelas.
Nesta mesma área, o italiano Galileu Galilei desenvolveu instrumentos ópticos, além de construir telescópios para aprimorar o estudo celeste. Este cientista também defendeu a idéia de que a Terra girava em torno do Sol. Este motivo fez com que Galileu fosse perseguido, preso e condenado pela Igreja Católica, que considerava esta idéia como sendo uma heresia. Galileu teve que desmentir suas idéias para fugir da fogueira.

Contexto Histórico
As conquistas marítimas e o contato mercantil com a Ásia ampliaram o comércio e a diversificação dos produtos de consumo na Europa a partir do século XV. Com o aumento do comércio, principalmente com o Oriente, muitos comerciantes europeus fizeram riquezas e acumularam fortunas. Com isso, eles dispunham de condições financeiras para investir na produção artística de escultores, pintores, músicos, arquitetos, escritores, etc.
Os governantes europeus e o clero passaram a dar proteção e ajuda financeira aos artistas e intelectuais da época. Essa ajuda, conhecida como mecenato, tinha por objetivo fazer com que esses mecenas (governantes e burgueses) se tornassem mais populares entre as populações das regiões onde atuavam. Neste período, era muito comum as famílias nobres encomendarem pinturas (retratos) e esculturas junto aos artistas.

Foi na Península Itálica que o comércio mais se desenvolveu neste período, dando origem a uma grande quantidade de locais de produção artística. Cidades como, por exemplo, Veneza, Florença e Gênova tiveram um expressivo movimento artístico e intelectual . Por este motivo, a Itália passou a ser conhecida como o berço do Renascimento.

Michelangelo

Pintor, escultor, arquiteto e poeta italiano.
Nasceu em Caprese, Itália, em 6 de março
de 1475 e morreu em Roma, em
18 de fevereiro de 1564.

Em 1488, entra para a academia do pintor
Ghirlandaio, em Florença. Gênio criador, mestre de
sua geração e um talento de renome universal, é
considerado o mais ilustre representante do
movimento Renascença Italiana. Fez os
afrescos da Capela Sistina. Seu trabalho
mais famoso em escultura é “David” – a partir dai
é chamado para decorar juntamente com Leonardo
da Vinci, a sala do Grande Conselho,
em Florença.

Davi (uma das mais conhecidas esculturas
de Michelangelo)

Toda a arte italiana sofreu influência de Michelangelo
e a ele é atribuída a criação do estilo barroco. Seu
estilo não encontrou uma definição própria,
muitos consideram Michelangelo como o
maior artista do Maneirismo.

Criação de Eva

Numa época em que não se falava em Anatomia.
Michelangelo fez estudos admiráveis nesse setor.
Sendo um grande escultor. Suas obras mostram
uma grande paixão pela linha e pela forma. Na
sua opinião o corpo humano era uma obra divina.
Obras mais importantes: a “Cúpula de São Pedro
de Roma”. o “Túmulo de Júlio II”. o “Cristo Sustentando a Cruz”, esculturas de “David” e “Moisés”, “Vida
Contemplativa” e “Vida Ativa” e outras.
Deixou um livro de poesias intitulado “Coletânea de Rimas”.
Seus restos estão na Igreja de Santa Croce, em Florença.
Seu nome completo era Michelangelo Buonarroti.

Tondo Doni

Outras obras do artista

Leda

Afresco da Capela Sistina

A Madona dos degraus

Conclusão

O Renascimento traz como principais características o florescimento das artes, e um vigoroso despertar de todas as formas de pensamento. A redescoberta da antiga filosofia, da literatura, das ciências e a evolução dos métodos empíricos de conhecimento caracterizam todo este período que inicia-se no século XV e prolonga-se até o séc. XVII. Em oposição ao espírito escolástico e ao conceito metafísico da vida, busca-se uma nova maneira de olhar e estudar o mundo natural. Esse naturalismo vincula-se estreitamente à ciência empírica e utiliza suas descobertas para aplicá-las nas obras de arte. Os novos conhecimentos da anatomia, da fisiologia e da geometria são prontamente incorporados, possibilitando, por exemplo, a representação do volume pelo uso da perspectiva, dos efeitos de luzes e cores. Do ponto de vista filosófico, surge uma nova concepção do mundo e do destino do homem, uma visão mais realista e humana dos problemas morais.

Artigo anteriorRodin
Próximo artigoRealismo
Marcelo é um profissional de Informática interessado em Internet, Programação PHP, Banco de Dados SQL Server e MySQL, Bootstrap, Wordpress. Nos tempos livres escreve nos sites trabalhosescolares.net sobre biografias, trabalhos escolares, provas para concursos e trabalhos escolares em geral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here