23.4 C
Sorocaba
quarta-feira, abril 17, 2024

Música do Parnazo – Botelho de Oliveira

Música do Parnazo – Botelho de Oliveira

É o primeiro livro impresso de autor brasileiro. A obra apresenta poesias em português, espanhol, italiano, latim e duas comédias em espanhol. Escreveu o poemeto “A Ilha da Maré” apontado como precursor do nativismo pitoresco. A maior parte da sua obra e, talvez, a melhor parte foi escrita em espanhol. O autor embora considerado de pouca expressão literária dentro do barroco é um marco da nossa literatura. Obs.: – A “Enciclopédia e Diccionário Internancional” – W. M. Jacksn Editor diz: Manoel Botelho de Oliveira. Poeta brasileiro nascido na Bahia em 1636 e m. em 1711. Formado em direito pela Universidade de Coimbra, dedicou-se à advocacia; Foi fidalgo da Casa Real, capitão mor de ordenanças e vereador municipal. Publicou em 1705 um livro de poesias , com o título: Música do Parnaso; Nalgumas delas descreve cenas do país e particularmente da Bahia; este livro encerra também duas comédias em verso: Hay amigo para amigo, e Amor enganos e zelos. Escreveu também a canção Sobre os males originados pelo ouro, e a Ode à Ilha da Maré.

Outros trabalhos relacionados

Moreninha – Joaquim Manuel de Macedo

Moreninha - Joaquim Manuel de Macedo Augusto, Leopoldo e Fabrício estavam conversando, quando Filipe chegou e os convidou para passar um fim de semana na...

Comédias da Vida Privada – Luís Fernando Veríssimo

Comédias da Vida Privada - Luís Fernando Veríssimo São 101 crônicas - pequenas estórias sobre as ironias do cotidiano- humor - piada crônicas divididas...

VIDA E MORTE DE M. J. GONZAGA DE SÁ – Lima Barreto

VIDA E MORTE DE M. J. GONZAGA DE SÁ - Lima Barreto " ... o Acaso, mais do que outro qualquer deus, é capaz de...

POESIA ATEMPORAL – MANUEL BANDEIRA

Poesia Atemporal - Manuel Bandeira A poesia está na vida; o poeta é aquele que é sensível o suficiente para captá-la. No momento da percepção,...