17.4 C
Sorocaba
quarta-feira, outubro 13, 2021

CONSCIÊNCIA NEGRA

INTRODUÇÃO

De 1550 a 1888, pelo menos 3 milhões de africanos foram brutalmente enviados ao Brasil pelos mercadores de escravos, o que significa quase metade de todos os escravos levados à América do Sul. A maioria deles veio de Angola e Moçambique, que eram então colônias portuguesas na África, e foi submetida ao trabalho escravo nas plantações de cana-de-açúcar no nordeste.
Durante os anos da escravatura, milhares conseguiram escapar montando colônias livre conhecidas como quilombos. O mais famoso de todos foi o Quilombo dos Palmares, em Alagoas, liderado por um escravo fugitivo conhecido como Zumbi, que veio a se tornar símbolo de resistência por defender o povoado contra as forças coloniais. Zumbi foi assassinado em 1695 e no aniversário de sua morte, 20 de novembro, o país renova sua permanente luta contra a discriminação.

O DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

O Dia da Consciência Negra é celebrado em 20 de novembro no Brasil e é dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira.
A data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695. Apesar das várias dúvidas levantadas quanto ao caráter de Zumbi nos últimos anos (comprovou-se, por exemplo, que ele mantinha escravos particulares) o Dia da Consciência Negra procura ser uma data para se lembrar a resistência do negro à escravidão de forma geral, desde o primeiro transporte forçado de africanos para o solo brasileiro (1594).
Algumas entidades como o Movimento Negro (o maior do gênero no país) organizam palestras e eventos educativos, visando principalmente crianças negras. Procura-se evitar o desenvolvimento do auto-preconceito, ou seja, da inferiorização perante a sociedade.
Outros temas debatidos pela comunidade negra e que ganham evidência neste dia são: inserção do negro no mercado de trabalho, cotas universitárias, se há discriminação por parte da polícia, identificação de etnias, moda e beleza negra, etc.
O dia é celebrado desde a década de 1960, embora só tenha ampliado seus eventos nos últimos anos; até então, o movimento negro precisava se contentar com o dia 13 de Maio, Abolição da Escravatura – comemoração que tem sido rejeitada por enfatizar muitas vezes a “generosidade” da princesa Isabel, ou seja, ser uma celebração da atitude de uma branca.
A semana dentro da qual está o dia 20 de novembro também recebe o nome de Semana da Consciência Negra
Ela existe ate hoje por causa do preconceito racial

A pobreza não leva em consideração a cor da pele do cidadão.

Segundo os noticiários da TV, a demanda por mão-de-obra qualificada é crescente!

O modelo educacional do ensino público atual está equivocado. Alguns querem acreditar que o sistema de cotas raciais é a solução para o problema histórico dos excluídos da sociedade, isto não é verdade! A pobreza não leva em consideração a cor da pele do cidadão.

A faixa etária integral que deveria receber “atenção especial” do governo situa-se entre 14 e 25 anos. As empresas atualmente estão à procura de técnicos já empregados. Haveremos de “importar” técnicos e operários da Europa? O trabalho especializado não constitui um ideal ou motivação para juventude. O vestibular sim! O Brasil corre o risco de ter grande número de cidadãos com nível superior, sem trabalho ou trabalhando em subempregos.

As escolas públicas há muito deveriam oferecer uma profissão junto ao diploma de conclusão do 2° grau / ou ensino médio – por exemplo o modelo Chileno de Educação Pública). Li no jornal que o ensino público em São Paulo, já neste ano de 2010, está oferecendo cursos técnicos! Se fosse possível acreditar em boa-vontade, eu diria que os alunos já formados nas escolas técnicas federais, de acordo a experiência devidamente comprovada, poderiam ser contratados sem concurso para trabalharem como professores, monitores ou mestres de ofícios na rede municipal e estadual (do ensino médio) trazendo verdadeiro benefício ao Estado Brasileiro. Lógico que as oficinas ou laboratórios teriam de ser gradualmente montados com os equipamentos necessários aos trabalhos práticos e/ou experimentais. Outra solução bastante inteligente seria o Estado oferecer e divulgar anualmente e com urgência, número determinado de matrículas gratuitas no SENAI, SEBRAE, SESC, acompanhando o bolsista durante o período de seu treinamento.
A demanda por mão-de-obra qualificada é crescente. A formação e diploma atual oferecido é demagógico.

Quando tudo aconteceu:

      – 1600: Negros fugidos ao trabalho escravo nos engenhos de açúcar de Pernambuco, fundam na serra da Barriga o quilombo de Palmares; a população não pára de aumentar, chegarão a ser 30 mil; para os escravos, Palmares é a Terra da Promissão.

– 1630: Os holandeses invadem o Nordeste brasileiro.

– 1644: Tal como antes falharam os portugueses, os holandeses falham a tentativa de aniquilar o quilombo de Palmares.

– 1654: Os portugueses expulsam os holandeses do Nordeste brasileiro.

– 1655: Nasce Zumbi, num dos mocambos de Palmares

– 1662 (?): Criança ainda, Zumbi é aprisionado por soldados e dado ao padre António Melo; será baptizado com o nome de Francisco, irá ajudar à missa e estudar português e latim.

– 1670: Zumbi foge, regressa a Palmares.

– 1675: Na luta contra os soldados portugueses comandados pelo Sargento-mor Manuel Lopes, Zumbi revela-se grande guerreiro e organizador militar.

– 1678: A Pedro de Almeida, Governador da capitania de Pernambuco, mais interessa a submissão do que a destruição de Palmares; ao chefe Ganga Zumba propõe a paz e a alforria para todos os quilombolas; Ganga Zumba aceita; Zumbi é contra, não admite que uns negros sejam libertos e outros continuem escravos.

– 1680: Zumbi impera em Palmares e comanda a resistência contra as tropas portuguesas.

– 1694: Apoiados pela artilharia, Domingos Jorge Velho e Vieira de Mello comandam o ataque final contra a Cerca do Macaco, principal mocambo de Palmares; embora ferido, Zumbi consegue fugir.

– 1695, 20 de Novembro: Denunciado por um antigo companheiro, Zumbi é localizado, preso e degolado.

Dia da Consciência Negra – Morgan Freeman


Uma mensagem muito bonita deixada pelo Sr. Freeman acerca da discriminação racial.

Em inglês, a tradução literal de Dia da Consciência Negra seria “Black Awareness Day”. No entanto, nos Estados Unidos e Canadá existe o “Black History Month” (Mês da História Negra), que é celebrado todos os anos em Fevereiro.

Apesar de ter sido uma data instituída e ser celebrada por muitas pessoas, outras discordam totalmente com a sua existência. Esse é o caso do mundialmente conhecido ator Morgan Freeman, vencedor de um Oscar de Melhor Ator Coadjuvante pelo filme “Menina de Ouro”, que em uma entrevista descreveu o Mês da História Negra como “ridículo”.

Bibliografia:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2011/Lei/L12519.htm

Outros trabalhos relacionados

O Brasil Atual

A exploração de petróleo na plataforma submarina, da bem uma visão do grau de aprimoramento do Brasil atual, visto o desenvolvimento que caracteriza os...

Formação da Europa Medieval

Durante o Baixo Império, Roma foi sendo atingida por uma longa crise social, econômica e política. Entre os fatores que contribuíram para isso, estavam: O...

SALAZARISMO

Introdução. A presente pesquisa visa apresentar de forma compacta e concatenada, porém sem perder suas peculiaridades, a respeito da Era Meiji, do Fraquismo e do...

HISTORIA DO ANTIGO EGITO

Economia: A economia egípcia era baseada principalmente na agricultura que era realizada, principalmente, nas margens férteis do rio Nilo. Os egípcios também praticavam o comércio...