Projeto Descobrindo o Sabor de Cozinhar com Amor

0

1.INTRODUÇÃO

Esse projeto trata da implantação de curso profissionalizante no município de Nioaque.
A concentração de uma população de baixo nível de renda e escolaridade, e a falta de uma base econômica capaz de absorver parte da força de trabalho, são fatores que agravam o quadro de carência e exclusão social.
O Projeto Descobrindo o Sabor de Cozinhar Com Amor, buscará contribuir para a melhoria das condições de vida da população, com o intuito de inserir famílias/indivíduos em situação de risco social em atividades de capacitação e geração de trabalho e renda, garantindo autonomia e elevação do padrão de qualidade de suas famílias, contribuindo, dessa forma, para a abertura de frentes de trabalho compatíveis com a vocação econômica do município.
Tendo em vista que a economia de Nioaque baseia-se na criação de bovinos, com pecuária de corte e leite e agricultura de sobrevivência, com poucas atividades comerciais e industriais, boa parte da população fica alheia ao mercado de trabalho, tendo de desenvolver outras atividades para obter renda. Aliado ao mercado de trabalho escasso, a população nioaquense apresenta baixa escolaridade, o que dificulta sua inclusão. Ante a realidade posta, o curso de geração de renda busca oportunizar essa população para que desenvolvam uma profissão e dela obtenham renda.
Inicialmente será realizado curso de culinária. A quantidade de pessoas que serão potencialmente beneficiadas pelo projeto é de aproximadamente 40 pessoas, que serão qualificadas para o mercado de trabalho e para o auto-emprego. 
Para definição dos critérios de elegibilidade e na indicação das beneficiárias, o Centro de Referência da Assistência Social CRAS, considerará o público dos programas sociais do Governo Federal e Estadual que estão inseridos no CadÚnico.

2.JUSTIFICATIVA

Localizado a 161 km da capital do estado, o município de Nioaque conta com uma população de 18.064 habitantes (IBGE, 2006). Dentre essa população,
Historicamente a cidade vem oferecendo poucas oportunidades de trabalho e renda para seus moradores, identificamos que há no município bastante força de trabalho sem qualificação, que estão sem exercer atividade laboral rentável. Além disso, existem mulheres que realizam atividades autônomas, trabalhando como salgadeiras, mas que não realizaram cursos, tendo pouca qualificação encontramos pessoas que exerce atividades autônomas em diversos trabalhos, mas que não tem seus produtos valorizados, sem organização conjunta, sentem dificuldade para comercialização, ou seja, na geração de renda. 
A família/indivíduo carente, com menos acesso a qualificação, necessita se profissionalizar nas diversas áreas, para prestar serviços de qualidade que satisfaçam à população.
Nesse sentido, o Projeto Descobrindo Sabor de Cozinhar Com Amor, tem muito a contribuir para a elevação da qualidade de vida das famílias em situação de vulnerabilidade social no município, uma vez que oportunizará em média 40 mulheres com participação no curso de Doces e Salgados.
Que atendem seus próprios anseios e que irá qualificá-las para realizar atividades laborais que gerem renda. 
A partir desse projeto, pretende-se posteriormente, utilizar das Feiras do pequeno agricultor aos sábados e implantar barracas de comercialização e venda dos Doces e Salgados, fomentando a divulgação e comercialização e incentivando as potencialidades que existem no município.
Com este projeto acreditamos que as beneficiárias terão além de uma profissão, um aumento na renda familiar, tendo melhores condições para viver.

3.OBJETIVOS

3.1 Objetivo geral:

Contribuir significativamente para melhoria das condições de vida da população socialmente vulnerável, promovendo o desenvolvimento humano e social.

3.2 Objetivos específicos:

– Promover a qualificação profissional de aproximadamente 40 mulheres criando alternativas para geração de trabalho e renda, contribuindo para a construção da autonomia econômica das famílias beneficiadas;
– Criar condições para estimular a participação e o convívio social a fim de desenvolver/recuperar a auto-confiança e auto estima, tornando as beneficiárias protagonistas;
– Subsidiar, financeira e tecnicamente iniciativas que lhes garantam meios, capacidade produtiva e de gestão, viabilizando a transição de pessoas/famílias e grupos em situação de vulnerabilidade e risco de autonomia, garantindo as condições mínimas de sobrevivência e elevação do padrão de qualidade de vida.

4.METODOLOGIA

4.1 Seleção das beneficiárias:

– As inscrições serão realizadas no Sindicato Rural, com o preenchimento de cadastro.
– A seleção das potenciais beneficiárias será realizada pela SMAS/CRAS tendo como referência o Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), com base no Índice Geral de Potencialidade Socioeconômica (IGPS).

4.2 Preparação para realização dos cursos:

– O local para realização dos cursos trata-se do prédio do Sindicato Rural, contendo 01 salão com várias mesas, e uma cozinha e dois banheiros. 
– Curso será ministrado pelas acadêmicas, com apoio de profissionais da região com experiência na área para ministrar cursos;
– Serão adquiridos equipamentos e materiais necessários para implantação do projeto, como materiais de consumo;
– Será definida, na palestra com o grupo de beneficiárias, a proposta de trabalho e cronograma de atividades, sendo que o curso será realizado no período matutino e vespertino com carga horária 08 horas diária com duração de no máximo cinco dias.

4.3 Execução do Projeto será no Estágio III:

– Serão realizadas, durante a execução do projeto, dinâmicas, palestras, trabalhos em grupo, a fim de provocar a participação, a motivação, recuperar a auto-estima, incentivar o protagonismo, entre outros. Para tanto, buscaremos outros profissionais, além da equipe do CRAS, para desenvolver essas atividades.
O desempenho e a participação das beneficiárias serão acompanhados através do controle de freqüência;
– Serão promovidas ações para a mobilização da sociedade e do comércio local e regional no intuito de abrir portas aos futuros profissionais, uma vez que, verifica-se que há no município e região, padarias e lanchonetes necessitam de profissionais, podendo ser uma forma para que as beneficiárias possam desenvolver a profissão que aprenderam, além de poderem também empreender seu próprio negócio, individualmente ou em grupo. 
– Posteriormente para incentivar a comercialização na feira do pequeno agricultor que acontece aos sábados na praça central, será feita divulgação na rádio comunitária local;
– Este projeto será acompanhado diretamente pela Secretaria Municipal de Assistência Social e pela equipe técnica do CRAS e estagiarias que executou o projeto. Pretende-se realizar as ações com a participação das beneficiárias na tomada de decisão.

4.4 Cronograma de Execução 

4.5 Metas:

– O Projeto Descobrindo Sabor de Cozinhar com Amor pretendem realizar curso de qualificação como: Forno e Fogão (Doces e salgados), para um público estimado em 40 mulheres no período de 05 dias.

4.5Orçamento Detalhado:

5. EXECUÇÃO DO PROJETO NO ESTÁGIO SUPERVISIONADO – III, NA SEMANA 23 À 27/08/2010.

5.1 Equipe Técnica:

Luciene Paz Mendonça Secretária Municipal de Assistência Social:
Caberá à Secretária Municipal articular as ações de geração de trabalho e renda no município, buscando apoio da administração municipal para viabilizar o projeto; além de contratar os profissionais para realização dos cursos e acompanhar a execução.

5.2 Cristina de Souza Assistente Social CRAS e Supervisora de Campo

Coordenar o projeto: acompanhar todas as etapas para implantação e execução do projeto, tais como: adaptações no local no espaço físico, divulgação do projeto, seleção das beneficiárias, elaboração da proposta de trabalho, elaboração e realização das atividades com o grupo, acompanhamento e orientação às beneficiárias, buscar parcerias para promover a participação e divulgação, visando à emancipação das beneficiárias, acompanhar o andamento e continuidade do projeto, realizar a avaliação do projeto, e acompanhar as beneficiárias após o término do curso, entre outras atribuições.

5.3 Ilca Corral Mendes Domingos, Lucilene dos Santos Costa, Marlene Terezinha da Costa, Odília Echeverria Gil e Ramona Regina Aguillar Vieira Acadêmicas do Curso Serviço Social:
Apoiar a coordenação: na seleção das beneficiárias, elaboração da proposta de trabalho, elaboração e realização das atividades com o grupo, acompanhamento e orientação às beneficiárias, realização da avaliação do projeto, entre outras.

7.RESULTADOS ESPERADOS

Com a execução do 1º objetivo almeja-se obter profissionais qualificados para o mercado de trabalho e para o auto-emprego; com pelo menos 50% das beneficiárias exercendo a atividade que aprenderam, tendo uma renda ou aumento da mesma em aproximadamente R$130,00/mês. (Esse valor é uma base para avaliação, pois devemos levar em consideração que á formação terá seus custos e demandas distintas).
Em relação ao 2º objetivo que trata do estímulo à participação e ao convívio social, o que se busca é a elevação da auto-estima das beneficiárias, potencializando um círculo virtuoso capaz de fomentar a expansão destas e de outras atividades geradoras de emprego e renda para outras pessoas do município. Assim como maior autonomia das beneficiárias do projeto frente ao seu processo de trabalho.
Com o 3º objetivo pretende-se alcançar a participação e aproveitamento satisfatório dos cursos visando à capacidade de iniciativa, de pelo menos 60% das participantes, visando ainda à ampliação da capacidade de autogestão econômica e social das beneficiárias, como também maior comercialização dos produtos.

8.SUSTENTABILIDADE

Para que o projeto tenha continuidade, a Secretaria Municipal de Assistência Social manterá as atividades de capacitação através de recursos municipais e além de recursos municipais, a Secretaria de Assistência Social poderá utilizar o recurso Federal do Índice de Gestão Descentralizada (IGD).
A pretensão é que após a formação dos profissionais, adquiram experiência de trabalho onde a renda adquirida será utilizada para compra de material para continuidade de suas atividades e o restante para uso pessoal. 
O projeto executado pelas Acadêmicas do 5º semestre Curso Serviço Social da Universidade Anhanguera, tem total apoio da administração municipal, e o que se almeja é a implantação de outros cursos para profissionalizar a população.

9.MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO

O monitoramento e avaliação serão realizados pela equipe técnica do CRAS juntamente com as acadêmicas e contemplará formas participativas com as beneficiárias. Os meios de verificação se interligam entre os objetivos propostos. 
Para realizar o monitoramento e avaliação do Projeto se utilizará de relatórios técnicos e fotográficos, controle de freqüência, ficha de registro de atividades em cumprimento com cronograma e orçamento.
A participação e o aumento da auto-estima serão acompanhados e avaliados a partir das listas de presença nas reuniões e palestras com as beneficiárias, dos cadastros com os registros de acompanhamento individual e desempenho. 
Para monitorar e avaliar o alcance do terceiro objetivo se utilizará dos relatórios mensais das atividades e pesquisa quali-quantitativa, buscando verificar o desenvolvimento das beneficiárias no que tange a iniciativas, envolvimento e perspectivas, assim como suas opiniões e sugestões.

RECEITAS MACAÚBA

Receitas Desenvolvidas: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS
Centro Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico CNPq

RECEITAS DE MACAÚBA

1.Vitamina de macaúba
Ingredientes: Farinha de macaúba; leite; açúcar.
Modo de preparo: fazer a mistura na porção de um copo de leite para um a colher de sopa de farinha. Deixar em infusão por cerca de meia hora antes de bater bem a mistura no liquidificador. Servir gelado.

2.Sorvete I
Ingredientes:
2 colheres (sopa) de farinha de macaúba
1 litro de leite 
Rapadura ou açúcar
Liga de sorvete 
Modo de preparo: Ferver o leite com a farinha de macaúba. Colocar açúcar a gosto. Deixar bem e engrossar com a liga de sorvete. Bater no liquidificador e em seguida levar ao congelador. Retirar e bater mais três vezes, sempre retornando ao congelador.

3.Bolo de macaúba I
Ingredientes: 
2 xícaras de farinha de trigo 
2 xícaras de açúcar 
1 xícara de farinha de macaúba 
1 xícara de leite
2 colheres (sopa) de manteiga
1 colher (sobremesa) em pó
2 ovos
Modo de preparo: bata o açúcar e a manteiga até obter um creme, acrescente os ovos e continue a bater o creme. Adicione a farinha de trigo, a farinha de macaúba e o leite, alternadamente. Adicione o fermento. Coloque para assar em uma forma untada e polvilhada. Leve ao forno com temperatura de 180°C por aproximadamente 30 minutos ou até dourar o bolo.

4.Sorvete II 
Ingredientes: 
Polpa de 24 bocaiúvas 
2 litros de leite
2 colheres (sopa) de maisena
1 colher (sopa) de liga de sorvete
Açúcar a gosto
Modo de preparo: Colocar a polpa de macaúba no liquidificador. Acrescentar meio litro de leite e bater bem. Levar o restante do leite com açúcar e maisena ao fogo para fazer um creme. Deixar cozinhar, misturar esse creme com a polpa batida e a liga de sorvete e bater no liquidificador. Levar á geladeira, deixar congelar e bater mais três vezes.

5.Bolo de macaúba II
Ingredientes: 
1 xícara (chá) de manteiga; 
2 xícaras (chá) de açúcar;
1 xícara(chá) de farinha de macaúba;
1 xícara (chá) de liete;
4 ovos; 
3 xícaras (chá) de farinha de trigo;
1 colher (sopa) de fermento em pó;
Modo de preparo: bata a manteiga com o açúcar, coloque a farinha de macaúba e torne a bater. Junte as gemas e bata novamente. Coloque o leite. A farinha de trigo peneirada com o fermento em pó e por ultimo as claras batidas em neve. Torne a bater e coloque em forma untada e polvilhada. Leve ao forno para assar.

6.Cocada em tablete
Ingredientes: 1 medida de amêndoa; 2 medidas de rapadura em raspa 
Modo preparo: quebrar os cocos e retirar as amêndoas. Pilar ou passar no liquidificador. Juntar a rapadura do fogo. Mexer até aparecer o fundo da panela. Retirar do fogo e bater bem. Colocar em superfície lisa e deixar esfriar, depois cortar em tabletes.

7.Creme de macaúba
Ingredientes: farinha de macaúba, leite; rapadura ou açúcar.
Modo de preparo: misturar o leite com o açúcar a gosto. Em seguida acrescentar a farinha de macaúba. Levar ao fogo e mexer até engrossar.

8.Pudim de bocaiúva
Ingredientes: 
½ litro de leite; 
6 ovos; 
4 colheres de farinha de Bocaiúva; 
½ copo de trigo; 3 copos de açúcar; 
1 colher de margarina; 
4 colheres de coco ralado
Modo de fazer: Bata tudo no liquidificador, coloque em forma caramelizada e leva para assar em banho-maria por 50 min.

9.Farofa pantaneira
Ingredientes:
250g. de carne de sol
250g. de torresmo
250g. de linguiça de porco
200g. de farinha de bocaiúva ou 200g de castanha de bocaiúva torrada.
01 Cebola Grande
Alho e sal á gosto
01 xícara de óleo
01kg de farinha de mandioca
Modo de fazer: Frite todos os ingredientes separados, por último misture as farinhas 
Obs. Serve para rechear peixe.

10. Patê salgado de bocaiúva
Ingredientes:
02 xícara de leite
01 peito de frango cozido e batido no liquidificador com leite.
Com o leite e 02 colheres da farinha de bocaiúva;
Sal á gosto
Modo de Fazer: Frite dois dentes de alho com duas colheres de manteiga e depois coloca tudo na panela e leve ao fogo baixo para cozinhar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui