18.1 C
Sorocaba
domingo, maio 19, 2024

CONCORDÂNCIA NOMINAL

Regra geral: O adjetivo e as palavras adjetivas (artigo, numeral e pronome) concordam em gênero e número com o substantivo a que se refere.
Ex: Revistas novas. (Feminino – Feminino, Plural – Plural).
– Um só adjetivo qualificando mais de um substantivo.
– Adjetivo posposto aos substantivos.
1º. Caso:
Quando o adjetivo é posposto a vários substantivos do mesmo gênero, ele vai para o plural ou concorda com o substantivo mais próximo.
Ex: Tamarindo e limão azedos (azedo).

2º. Caso:
Se os substantivos forem de gêneros diferentes, o adjetivo pode ir para o plural masculino ou pode concordar com o substantivo mais próximo.
Ex: Tamarindo e laranja azedos (azeda).

3º. Caso:
Quando o adjetivo posposto funciona como predicativo, vai obrigatoriamente para o plural.
Ex.: O tamarindo e a laranja são azedos.

Adjetivo anteposto aos substantivos:

1º. Caso:
Quando o adjetivo vem anteposto aos substantivos, concorda com o mais próximo.
Ex.: Ele era dotado de extraordinária coragem e talento.

2º. Caso:
Quando o adjetivo anteposto funciona como predicativo, pode concordar com o substantivo mais próximo ou pode ir para o plural.
Ex: Estavam desertos a casa e o barraco.
Estava deserta a casa e o barraco.

Um só substantivo e mais de um adjetivo:

1º. Caso:
Ex.: O produto conquistou o mercado europeu e o americano.
O substantivo fica no singular e repete-se o artigo.

2º. Caso:
Ex.: O produto conquistou os mercados europeu e americano.
O substantivo vai para o plural e não se repete o artigo.

Outros casos de concordância nominal:

1º. Caso:
Bastante:
– Função adjetiva: Variável – refere-se a substantivo.
– Função adverbial: Invariável – refere-se a verbo, adjetivo e a advérbio.
Ex.: Ele tem bastantes amigos (substantivo).
Eles trabalham (verbo) bastante.
Elas são bastante simpáticas (adjetivo).
Obs.:
– Nessa regra, podemos incluir ainda as seguintes palavras: meio, muito, pouco, caro, barato, longe. Só variam se acompanhar o substantivo.

2º. Caso:
Palavras como: quite, obrigado, anexo, mesmo, próprio, leso e incluso são adjetivos. Devem, portanto, concordar com o nome a que se referem.
Ex.: Nós estamos quites com o serviço militar.
Ela mesma fez o café.
Obs.: A expressão “em anexo” é invariável.
Ex.: As cartas seguem em anexo.

3º. Caso:
Se nas expressões: “é proibido”, “é bom”, “é preciso” e “é necessário”, o sujeito não vier antecipado de artigo, tanto o verbo de ligação quanto o predicativo ficam invariáveis.
Ex.: É proibido entrada.
– Se o sujeito dessas expressões vier determinado por artigo ou pronome, tanto o verbo de ligação quanto o predicativo variam para concordar com o sujeito.
Ex.: É proibida a entrada.

4º. Caso:
As palavras: alerta, menos e pseudo são invariáveis.
Ex.: Os vestibulandos estão alerta.
Nesta sala há menos carteiras.

Caso:
Nas expressões “o mais … possível” e “os mais … possíveis” , o adjetivo “possível”concorda com o artigo que inicia a expressão.
Ex.: Carro o mais veloz possível.
Carros os mais velozes possíveis.
Carros o mais velozes possíveis.

Outros trabalhos relacionados

DICAS DE PORTUGUÊS

Obrigado ou Obrigada? Tenho bastante problemas ou Tenho bastantes problemas? Bastante, como muito, pode funcionar seja como advérbio, sendo então invariável, seja como adjetivo, devendo então...

Análise do Poema “Ser” de Carlos Drummond de Andrade

O filho que ele não teve. O autor questiona durante todo o poema lugares e coisas que poderia ter realizado, se assim tivesse tido...

PREDICAÇÃO

A predicação é o tipo de relação que o verbo mantém com o sujeito da oração. De acordo com essa relação, há dois grupos...

Emprego da Crase

Crase é a fusão (ou contração) de duas vogais idênticas numa só. Em linguagem escrita, a crase é representada pelo acento grave. Exemplo: Vamos à...