23 C
Sorocaba
quinta-feira, fevereiro 29, 2024

DIABETES TIPO 2

Sabe-se que o diabetes do tipo 2 possui um fator hereditário maior do que a diabetes tipo 1. Além disso, há uma grande relação com a obesidade e o sedentarismo. Estima-se que 60% a 90% dos portadores da doença sejam obesos. A incidência é maior após os 40 anos.

Uma de suas peculiaridades é a contínua produção de insulina pelo pâncreas. O problema está na incapacidade de absorção das células musculares e adiposas. Por muitas razões, suas células não conseguem metabolizar a glicose suficiente da corrente sangüínea. Esta é uma anomalia chamada de “resistência Insulínica”.

O diabetes tipo 2 é cerca de 8 a 10 vezes mais comum que a diabetes tipo 1 e pode responder ao tratamento com dieta e exercício físico. Outras vezes vai necessitar de medicamentos orais e, por fim, a combinação destes com a insulina.

Principais Sintomas:

    • Infecções freqüentes;
    • Alteração visual (visão embaçada);
    • Dificuldade na cicatrização de feridas;
    • Formigamento nos pés;
    Furunculose.

Outros trabalhos relacionados

PSORÍASE É UMA DOENÇA DE PELE INCURÁVEL?

PSORÍASE É UMA DOENÇA DE PELE INCURÁVEL? A psoríase é uma doença inflamatória da pele, benigna, crônica,sendo hereditariamente transmissível pelos genes do psoriático, piora principalmente...

CENTRIFUGAÇÃO EM OPERAÇÕES UNITÁRIAS

1 – Introdução A introdução deste trabalho propõe-se a mostra a visão geral dos aspectos abordados, para um perfeito entendimento e assimilação de todo seu...

LEIS DOS TRANSPLANTES

LEIS DOS TRANSPLANTES - INUMAÇÃO - EXUMAÇÃO - CREMAÇÃO - EMBALSAMENTO Índice 1. Introdução 2. Lei dos Transplantes 3. Inumação 4. Exumação 5. Cremação 6. Embalsamamento 7. Referência bibliográfica 1. Introdução O propósito desta...

QUAIS OS BENEFÍCIOS DA HEMOTERAPIA?

A compensação para quem faz essa terapia é um estímulo imunológico. "É um método facílimo, com custo baixíssimo. Basta apenas uma seringa. O sangue...