21.4 C
Sorocaba
quarta-feira, novembro 24, 2021

Ginática Hipopressiva

Autor: Yara Achôa – Cyber Diet – Fitness / online – Ginástica – 11/06/2007

Ginástica Hipopressiva

Ela trabalha o abdômen e a cintura pélvica, mas não visa a beleza e sim a saúde: combate a constipação intestinal e os problemas posturais. E a barriga definida vem de brinde… Conheça a novíssima

Na Europa, em países como Bélgica e França, a ginástica hipopressiva é um bem popular. Até porque o método nasceu naquela região, idealizado pelo fisioterapeuta Marcel Caufriez. No Brasil, ela ainda é pouco conhecida pela grande maioria das pessoas. Afinal, sua indicação mais usual é para a incontinência urinária e o tratamento de problemas posturais. Você deve se perguntar: se a tal ginástica tem fins específicos de saúde, por que a revista Dieta Já! está falando dela? Simples: porque esses “probleminhas” têm muito mais a ver com quilos extras do que você imagina…

Os exercícios – que trabalham basicamente a respiração e a postura – são feitos para reduzir a pressão intra-abdominal. Assim, protegem, reforçam e estimulam os músculos do assoalho pélvico (que controlam o fluxo de urina e a contração da vagina), evitam dores lombares e constipações intestinais (prisão de ventre) e pubalgias (condições inflamatórias dolorosas envolvendo ossos do púbis).

Toda a postura é modificada dando ainda beleza, harmonia e fortalecimento muscular à região abdominal. E, pode acreditar, com um pouco de dedicação, mas sem o esforço monumental que os exercícios abdominais clássicos exigem, a barriga tanquinho aparece.

“O principal objetivo da ginástica é restabelecer a anatomia pélvica, melhorando a função muscular do abdômen e do períneo e, conseqüentemente, o posicionamento dos órgãos internos. Mas, com a prática, foram se observando efeitos estéticos na definição do abdômen e melhora da função gastrintestinal, principalmente nos casos de constipação”, reforça a especialista.

Até pessoas que vão se submeter à cirurgia de redução do estômago podem se beneficiar da hipopressiva, especialmente porque quando se perde muito peso rapidamente é comum a incontinência se manifestar. “Mas é preciso avaliar o melhor período – pré ou pós-operatório – para que os exercícios surtam o efeito desejado e para que possam ser realizados pelo paciente”, avalia Liris Wuo.

É bom saber que o excesso de gordura na região abdominal pode dificultar a execução dos movimentos, mas não é um fator limitante. “Há pessoas acima do peso que têm grande mobilidade para os exercícios e magrinhos que não conseguem realizálos. Depende da consciência corporal de cada um.”

Ao trabalhar vigorosamente a respiração, essa ginástica também leva mais ar para os pulmões, melhorando a capacidade deles. Quer mais? Pode dar um up na vida sexual… Segundo os especialistas, os pacientes relatam esse “algo a mais” após algumas sessões.

“Além de fortalecer os músculos e órgãos da região pélvica, o que já melhoraria na hora da relação, a ginástica hipopressiva traz maior consciência para essa área do corpo, que também concentra muita tensão. E, ao liberá-la, a pessoa começa a ter mais prazer. Ou seja, trabalha também a a energia sexual”, explica a fisioterapeuta.

quanto praticar?
O ideal é que os exercícios sejam feitos em pequenas séries, três vezes por semana. Inicialmente podem ser realizados duas vezes no consultório do fisioterapeuta e uma vez em casa. Ganhando habilidade, o praticante passa a fazer duas vezes em casa e uma vez no consultório. Se os movimentos forem realizados corretamente, os resultados aparecem em três meses
qual é a diferença?

O exercício abdominal comumente realizado para o fortalecimento dos músculos dessa região favorece o aumento da pressão intra-abdominal e, com isso, há um aumento da sobrecarga no períneo e na coluna. A ginástica hipopressiva, por sua vez, auxilia no maior controle dos diferentes músculos abdominais, uma vez que estimula mais percepção da região abdominal e de seus órgãos. Os resultados, porém, ficam restritos à capacidade do praticante de realizar corretamente as séries, uma vez que essas exigem mais concentração e consciência corporal.

onde e com quem?
A ginástica hipopressiva é realizada por um grupo restrito de profissionais, porque para trabalhar com a técnica é necessário fazer um curso ministrado pelo fisioterapeuta francês Marcel Caufriez, que vem ao Brasil a cada dois anos. Mas alguns fisioterapeutas que atuam em reabilitação pélvica fazem uso da terapia para casos de incontinência urinária. Então, os interessados em realizar o tratamento devem procurar profissionais com essa formação específica.

A hipopressiva tem como origem os exercícios de purificação da ioga. Movimentos semelhantes também são encontrados em antigos ritos tibetanos.

Outros trabalhos relacionados

A Relação entre Agilidade e Velocidade no Voleibol

INTRODUÇÃO No Campeonato Mundial do Japão em 1998, o voleibol sofreu uma série de transformações de ordem técnica e tática devido e mudando as regras...

Fisioterapia

Autoria: Nelson Soares Estudos realizados sobre a doença isquêmica do coração demonstraram que há uma relação entre a coronariopatia e o sedentarismo, por outro lado...

REGULAMENTO DE CONTROLE DE DOPAGEM

REGULAMENTO DE CONTROLE DE DOPAGEM RESOLUÇÃO Nº 02, DE 5 DE MAIO DE 2004 (Ministério do Esporte e Conselho Nacional de Desporto) - Institui Normas...

Paradigma do Estilo de Vida

Autoria: Eduardo Gobeth O paradigma do Estilo de Vida Ativa “Paradigmas são as realizações científicas universalmente reconhecidas que, durante algum tempo, fornecem problemas e soluções modelares...