31.7 C
Sorocaba
quinta-feira, dezembro 1, 2022

Massa Equivalente

Autoria: Edilson Amarante

O uso dos termos átomo-grama, molécula-grama, peso-fórmula, íons- grama, entre outros, é desaconselhado pela IUPAC desde 1971. Assim também a normalidade como unidade de concentração, que é fundamental no nº de equivalentes em massa de de soluto contidos em um litro de solução, vem sendo desaconselhada desde aquela data, devendo-se usar apenas a concentração em quantidade de matéria (mol/l).

Então por que estudar? A unidade normal e conseqüentemente o conceito de massas equivalentes, assim como o princípio da equivalência, são ainda largamente empregados em laboratórios industriais de análises químicas pela sua rápida e fácil aplicação, não sendo necessários conhecimentos sobre a estequiometria da reação envolvida.

Portanto, considerando a formação de técnicos que irão trabalhar essencialmente em laboratórios industriais, e que deverão estar par dos principais métodos de análises e unidades de concentração empregados, é que a unidade normal continua a ser ensinada.

Equivalente em Massa ou Massa Equivalente

Como o próprio nome já diz, corresponde a uma massa de uma substância que se combina invariavelmente, na mesma proporção, com outras substâncias.

O conceito de massas equivalentes deriva da lei das combinações químicas. O cálculo da massa equivalente de uma substância irá depender da substância ou da reação da qual ela participa.

Massa Equivalente de Elemento Químico

Corresponde à massa do elemento que se combina com 8 g de oxigênio.

Observação: O oxigênio é considerado o padrão das massas equivalentes por ser o elemento que se combina com quase todos os outros da tabela periódica.

Regra Prática: Massa equivalente de um elemento corresponde ao quociente entre a massa molar do elemento e a sua respectiva valência.

E =
M

v

Atenção:

Elementos que podem apresentar mais de uma valência terão mais de uma massa equivalente.

Massa-equivalente de substâncias simples (em suas formas alotrópicas normais) coincide com a massa-equivalente dos elementos correspondentes.

Massa Equivalente de Ácidos

Corresponde à massa de ácido capaz de liberal 1 mol de íons H+.

Observação: Na definição de massa-equivalente de ácidos e bases emprega-se o conceito de ácido e base de Arrehnius.

Regra Prática: Massa equivalente de um ácido corresponde ao quociente entre a massa molar do ácido e o número de hidrogênios ionizados.

E =
M

v

Atenção:

Hidrogênios “ionizáveis” são aqueles ligados a O ou halogênios (F, Cl, Br, I).

Ácidos polipróticos apresentam mais de um equivalente grama.

Massa Equivalente de Bases

Corresponde à massa de base capaz de liberal 1 mol de íons OH-.

Observação: Na definição de massa-equivalente de ácidos e bases emprega-se o conceito de ácido e base de Arrehnius.

Regra Prática: Massa equivalente de uma base corresponde ao quociente entre a massa molar da base e o número de hidroxilas dissociadas.

E =
M

v

Massa Equivalente de Sais Normais

Corresponde à massa do sal capaz de liberal 1 mol de carga positiva (cátion), ou 1 mol de carga negativa (ânion).

Regra Prática: Massa equivalente de um sal normal corresponde ao quociente entre a massa molar do sal e a valência total do cátion ou do ânion.

E =
M

v

Atenção:

A massa-equivalente de sais hidratados é calculado da mesma forma que um sal normal.

A massa-equivalente de óxidos também é calculado como se fosse um sal normal.

A massa-equivalente de sais ácidos, básicos ou duplos depende da reação em que o sal está participando. De maneira geral, teremos que massa-equivalente deste tipo de sal será calculado pelo quociente entre a massa molar do sal e a valência total dos radicais que reagiram (ou foram substituídas).

Outros trabalhos relacionados

Isótopos

Autoria: Rafaela Neves Freitas Isótopos As bombas atômicas, cujo princípio se baseia nas gigantescas quantidades de energia desprendidas durante as reações de fissão nuclear, utilizam como...

Bases

Característica de uma Base Quando dissolvidos em água, os hidróxidos sofrem dissociação iônica, isto é, têm os seus íons separados. O cátion é em geral...

Metalurgia Extrativa do Ouro

Autoria: Alanderson F. SUMÁRIO INTRODUÇÃO.............................................................................................. 01 1. HIDROMETALURGIA............................................................................... 02 1.1. Processo de cianetação......................................................................... 02 1.2. Recuperação do ouro dissolvido............................................................ 04 1.2.1. Adsorção com carvão ativado.............................................................. 04 1.2.2. Precipitação com zinco........................................................................ 04 1.2.3....

Oxigênio

Autoria: Márcia Miriam Gomes Ocorrência O oxigênio é o elemento mais abundante da natureza. As principais ocorrências são: a) 21% na atmosfera (em volume); b) 89% na água...