18.4 C
Sorocaba
quarta-feira, setembro 28, 2022

Modelos Atômicos (2)

Autoria: Fernanda Medeiros

MODELOS ATÔMICOS
– Dalton:
Dalton foi o primeiro cientista a desenvolver uma teoria atômica, segundo a qual a matéria se compõem de pequeníssimas partículas indestrutíveis chamadas átomos. De acordo com essa teoria, os átomos de determinada substância ou elemento são idênticos entre si, mas são diferentes dos átomos dos outros elementos.
Verificou ainda que as reações químicas não passam de uma redisposição dos átomos, e que, para se obter um composto de substâncias diversas, é preciso formar átomos compostos contendo um número definido de átomos de cada elemento. Essa teoria já está ultrapassada hoje em dia.
– Rutherford:
Propôs um modelo atômico: o átomo seria como um sistema solar em miniatura, cujo “sol” – o núcleo – concentra quase toda a massa e toda a carga positiva do sistema; gravitando em torno do núcleo, em órbitas elípticas, estão os elétrons, cuja soma de cargas negativas é igual a carga positiva nuclear com o que se tem o equilíbrio elétrico e a consequente estabilidade do conjunto. O dinamarquês Bohr deu uma fundamentação teórica ao modelo.
– Bohr:
Sugeriu que um átomo de hidrogênio consistia em umm único elétron perfazendo uma órbita circular ao redor de um próton central (o núcleo), sendo a energia do próton quantizada (isto é, o elétron poderia carregar apenas uma quantidade bem definida de enrgia). Com esse modelo, conseguiu explicar a origem das bolsas espectrais.

NÚMERO MÁXIMO DE ELÉTRONS NOS NÍVEIS DE ENERGIA
Os elétrons da eletrosfera distribuem-se em sete camadas eletrônicas que são designadas pelas letras do alfabeto: K,L,M,N,O,P,Q. Os elétrons de cada uma das camadas possuem uma quantidade de energia sempre inferior à da camada seguinte. A quantidade de energia dos elétrons determina um nível de energia que recebe ummvalor numérico denominado número quântico. Cada número quântico corresponde a uma camada eletrônica.
CAMADA – N° MAX. ELET.
K – 2
L – 8
M – 18
N – 32
O – 32
P – 18
Q – 2
Seja qual for a última camada de um átomo, ele nunca pode possuir mais de 8 elétrons. A penúltima camada geralmente tem 8 ou 18 elétrons. Quando um átomo se combina com outro, há uma tendência a completar-se o n° máximo de elétrons da última camada.

ISÓTOPOS, ISÓBAROS, ISÓTONOS
– isótopos:
São átomos do mesmo elemento químico, com o mesmo número atômico (prótons representado por Z), porém n° de massa (prótons + nêutrons, representado por A) diferentes. Ex: O carbono 12 é isótopo do carbono 14, porque o 12 tem Z=6 e A=12, e o 14 tem Z=6 e A=14.
– isóbaros:
São átomos com diferentes n°s atômicos. Portanto, Pertencem a elementos químicos diferentes, mas tem o mesmo número de massa. Ex: O potássio 40 é isóbaro do cálcio 40, porque o potássio 40 tem Z=19 e A=40, e o cácio 40 tem Z=20 e A=40.
– isótonos:
São átomos de elementos químicos diferentes, de diferentes números atômicos, diferentes números de massa, e mesmo número de nêutrons. Ex: o hidrogênio 3 é isótono do hélio 4, porque o H tem Z=1 e A=3, então tem 2 nêutrons (A-Z), e o hélio tem Z=2 e A=4, então também tem 2 nêutrons.

Outros trabalhos relacionados

Massa Equivalente

Autoria: Edilson Amarante O uso dos termos átomo-grama, molécula-grama, peso-fórmula, íons- grama, entre outros, é desaconselhado pela IUPAC desde 1971. Assim também a normalidade como...

RADIOATIVIDADE – CHERNOBYL, GOIÂNIA, CÉSIO 137

RADIOATIVIDADE - CHERNOBYL, GOIÂNIA, CÉSIO 137 Em 1895 Wilhelm Roentgen fez a primeira descoberta de uma radiação que ele chamou de raio X. Logo após,...

Alotropia

É a propriedade que tem um mesmo elemento químico de formar duas ou mais substâncias simples diferentes. Exemplos: a) 02 (gás oxigênio) e 03 (ozônio). O gás...

Alquimia

É derivante da palavra árabe al-khimia que significa química, ou seja, era a química praticada na Idade Média. Os alquimistas acreditavam que todos os...