23 C
Sorocaba
quinta-feira, fevereiro 29, 2024

Hidrocarbonetos

Características e Nomenclatura de Hidrocarbonetos Alifáticos

– Alcanos ou parafinas: são hidrocarbonetos alifáticos saturados, isto é, apresentam cadeia aberta com simples ligações apenas.
Fórmula geral; CnH2n+2

– Alquenos, alceno ou olefinas: são hidrocarbonetos alifáticos insaturados que apresentam uma dupla ligação.
Fórmula geral: CnH2n

– Alquinos ou alcinos: são hidrocarbonetos alifáticos insaturados por uma tripla ligação.
Fórmula geral: CnH2n-2

– Alcadinos ou dienos: são hidrocarbonetos alifáticos insaturados por duas ligações duplas.
Fórmula geral: CnH2n-2

Hidrocarbonetos Cíclicos

– Cicloalcanos, ciclanos ou cicloparafinas: apresentam cadeia fechada com simples ligações apenas.
Fórmula geral: CnH2n

– Cicloalquenos, cicloalcenos ou ciclenos: são hidrocarbonetos cíclicos insaturados por uma dupla ligação.

– Aromáticos: são hidrocarbonetos cuja estrutura existe pelo menos um anel benzênico ou aromático, nos quais se verifica o fenômeno da ressonância.

Grupos Orgânicos Substituintes e Radicais

Cisão de ligações; as ligações covalentes podem ser rompidas pelo fornecimento de energia. A cisão irá ser de duas maneiras diferentes devido à quantidade de energia.

• Heterólise; quebra da ligação em que uma das espécies ganha elétrons e a outra perde.
• Homólise; quebra da ligação sem ganho e nem perda de elétrons.

Radicais; são agrupamentos ou átomos eletricamente neutros que apresentam pelo menos um elétron de valência livre, podendo ser representados geralmente por R—.

Grupos substituintes; os compostos orgânicos também têm a capacidade de originar radicais, quando essas espécies orgânicas aparecem substituindo um ou mais átomos de hidrogênio de uma estrutura orgânica, elas são denominadas Grupos orgânicos substituintes.

Nomenclatura de Hidrocarbonetos Ramificados

Alcanos

Regra 1 Determinar a cadeia principal e seu nome.
Regra 2 Reconhecer os grupos e dar nomes a eles.
Regra 3 Numerar a cadeia principal de modo que se obtenha os menores algarismos possíveis para indicar as posições dos grupos.
Grupos iguais Os nomes devem ser precedidos de prefixos que indicam suas qualidades: di, tri, tetra, etc.
Grupos diferentes É recomendável que os grupos sejam escritos em ordem alfabética. Os prefixos sec, terc, di, tri não são considerados para efeito de ordem alfabética.

Alquenos

A nomenclatura desses hidrocarbonetos seguem basicamente as mesmas regras utilizadas para os Alcanos. A única diferença está na presença de insaturações que devem obrigatoriamente fazer parte da cadeia principal.

Cicloalcanos e aromáticos; o ciclo ou anel é considerado a cadeia principal.

Cicloalcanos

As regras são as mesmas dos demais, considerando-se a quantidade e a posição dos grupos substituintes. Quando o ciclo apresentar um único radical, não há necessidades de indicar sua posição.

Aromáticos

Quando sua cadeia principal apresentar apenas um anel benzênico, ela é chamada benzeno e pode apresentar um ou mais grupos substituintes. Quando houver um único radical, seu nome deve proceder à palavra benzeno, sem numeração.

Outros trabalhos relacionados

Nomenclatura do Ácido

Autoria: Rosemarie Heyden Os ácidos possuem sabor azedo ou cáustico, facilmente identificado em frutas cítricas, como limão, laranja e maçã. Têm a capacidade de alterar...

TABELA PERIÓDICA E AS PROPRIEDADES PERIÓDICAS DOS ELEMENTOS

TABELA PERIÓDICA AS PROPRIEDADES PERIÓDICAS DOS ELEMENTOS A física e a química têm tanto em comum que hoje é mais fácil enxerga-las como duas especialidades da...

POLUIÇÃO HIDRICA

Atividades econômicas como agricultura, industria e também de forma muito significativa a urbanização descontrolada e mal planejada, geram uma enorme quantidade de efluentes originados...

Lei das Combinações Químicas

Autoria: Alanderson F. INTRODUÇÃO Este trabalho nos mostra as Leis das Combinações Químicas e como o estudo da química como ‘ciência’ começou com estas leis. Iremos ver...