32.3 C
Sorocaba
quarta-feira, janeiro 25, 2023

MOEDA COMEMORATIVA DOS 300 ANOS DE OURO PRETO

MOEDA COMEMORATIVA DE OURO PETRO – PATRIMONIO HISTÓRICO DA HUMANIDADE – UNESCO

O Banco Central do Brasil e a Casa da Moeda do Brasil lançou no dia 01 de Julho de 2011, a “Moeda Comemorativa de Ouro Preto – Patrimônio Histórico da Humanidade – Unesco” e a “Medalha Comemorativa do Tricentenário das Vilas Mariana, Ouro Preto, Sabará – 1711-2011”. O evento de lançamento aconteceu na Casa dos Contos de Ouro Preto, em Minas Gerais.

A moeda é fabricada em prata e tem valor de face de R$ 5. No entanto, quem quiser comprar a moeda terá que desembolsar R$ 140. A tiragem inicial será de 2.000 peças, mas a produção pode ser ampliada, dependendo da procura, e chegar a 10 mil unidades.

O objeto poderá ser adquirido a partir do dia 4 de julho de 2011, com pagamento em dinheiro, nos guichês de atendimento do Departamento do Meio Circulante do BC. Também é possível comprar a moeda pela internet no endereço do Banco do Brasil (http://www.bb.com.br/). Neste caso, a moeda poderá ser adquirida com débito em conta (para os correntistas do BB) ou com boleto bancário.

A moeda tem, de um lado, uma composição representando a arquitetura da cidade, com seu casario e igrejas. Destacam-se as construções de São Francisco de Assis, ao centro, e a de Nossa Senhora das Mercês e Perdões, à esquerda. No verso, há um conjunto de três anjos tipicamente barrocos, retirado do medalhão da fachada da Igreja de São Francisco de Assis.

A moeda de Ouro Preto faz parte da série numismática Cidades Patrimônio da Humanidade no Brasil. De acordo com o BC, ainda serão homenageadas as cidades e os centros históricos brasileiros que detêm o título da Unesco: centro histórico de São Luís, centro histórico de Diamantina, centro histórico de Salvador, Olinda e centro histórico da Cidade de Goiás.

HISTÓRIA DE OURO PRETO

Uma fabulosa e linda cidade setecentista encravada num vale profundo das montanhas mineiras. Anacrônica, espantosa, fascinante… Ouro Preto ressurge como uma visão, uma miragem em meio à densa névoa matutina. A sensação para os visitantes de primeira viagem é empolgante. De repente parece que a viagem no tempo é uma realidade. Uma romaria de vivos se mistura a uma romaria de mortos. Figuras históricas e/ou anônimas se confundem aos contemporâneos. Esbarram e semeiam falácias.

Ouro Preto está acima do bem e do mal. Quem não pensa assim não aproveita bem a cidade. é extremamente humana, por isso mesmo corajosa e cruel. A crueldade está escrita nas paredes entumecidas pela queima de óleo de baleia das antigas minas de ouro. Os escravos eram forçados a entrar em pequenas aberturas e lá ficavam praticamente o dia inteiro, respirando a fumaça das tochas, o suor exausto e o sufocante exalar de urina e fezes. Já a coragem repousa resplandecente no Panteão da Liberdade, onde descansam os restos daqueles que um dia sonharam a independência de Minas Gerais e também, e por que não, do Brasil.

Em Ouro Preto não há lugar para maniqueísmos. Devemos apenas nos remeter a uma época sem leis; uma sopa caótica de interesses que tomou forma e deu origem à primeira sociedade com características modernas do Brasil. Se nosso país nasceu em algum ponto do litoral, sua concepção como nação se deu em Minas. E sua mãe foi Vila Rica e seu alimento o ouro.

CIDADE HISTÓRICA DE OURO PRETO

A Cidade Histórica de Ouro Preto situa-se em Minas Gerais, Brasil. Foi fundada através da fusão de diversos arraiais, fundados por bandeirantes, em 1711. A cidade de Ouro Preto foi o primeiro sítio brasileiro considerado Patrimônio Mundial da UNESCO, título que recebeu em 1980. Foi considerada patrimônio estadual em 1933 e monumento nacional em 1938.

Os principais monumentos de Ouro Preto são:

    • Igreja de Nossa Senhora do Pilar;
    • Igreja de São Francisco de Assis;
    • Igreja de Nossa Senhora do Rosário;
    • Igreja de Nossa Senhora da Conceição;
    • Igreja de Nossa Senhora do Carmo;
    • Museu da Inconfidência (Antiga Câmara e Cadeia);
    Teatro Municipal.

Outros trabalhos relacionados

DIREITO ECONÔMICO NA RELAÇÃO EMPRESARIAL

UCB – UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO GESTÃO DE PROCESSOS GERENCIAIS DIREITO EMPRESARIAL DIREITO ECONÔMICO NA RELAÇÃO EMPRESARIAL Dircéia Rodrigues César Pólo: Venda Nova/BH/MG Belo Horizonte 2º Semestre de 2010 TEMA Direito Econômico na Relação...

A ESTRATEGIA DO OCEANO AZUL NA EMPRESA NACIONAL

AMILTON BRASIL A ESTRATEGIA DO OCEANO AZUL NA EMPRESA NACIONAL. SALVADOR 2010 UNIJORGE AMILTON BRASIL Encontrar uma estratégia competitiva eficaz no mercado é um grande desafio sobre muitos aspectos. Não...

TEORIAS DE TAYLOR, FORD, FAYOL E WEBER

TEORIAS DE TAYLOR, FORD, FAYOL E WEBER São Paulo 2013 Sumário 1Introdução 2 Frederick Winslow Taylor 2.1 Princípios de Taylor 3 Henry Ford 4 Jules Henri Fayol 4.1 Princípios Básicos 4.2 Funções Administrativas 5 Maximillian...

CARACTERÍSTICAS DO MERCADO FUTURO DE TAXAS DE JUROS NA BMF&F

Características do Mercado Futuro de Taxas de Juros na BMF&F Definição de Mercado Futuro É um acordo entre duas partes, que obriga uma a vender e...