16.7 C
Sorocaba
sexta-feira, junho 21, 2024

NUTRIÇÃO NA INFÂNCIA

O bebê, no começo, só distingue quatro sabores: doce, salgado, amargo e azedo. O paladar é o menos desenvolvido dos sentidos da criança ao nascer, até porque ela não precisa dele, uma vez que a natureza preparou-a para apenas um tipo de alimentação: o leite materno.

Na maioria das crianças, o leite materno é suficiente para preencher todas as necessidades do bebê até o 6º mês de vida. Caso a curva de crescimento do bebê apresente problemas, pode-se iniciar o processo de desmame entre o 4º e 6º mês de vida.

Deve-se oferecer alimentos novos a criança aos poucos. Um tipo diferente por vez, e em pequenas quantidades que poderão ser aumentadas progressivamente. Inicialmente os novos alimentos devem ser os líquidos, depois os pastosos, podendo assim chegar aos alimentos em forma de pedacinhos e/ou grãos.A introdução desses novos alimentos deve primeiramente ser em complementação ao leite materno, ou seja, mesmo dando outros alimentos à criança, deve-se continuar mamando. Esse processo deve ser feito com cuidado para que a criança se mantenha sadia e possa ganhar bons hábitos alimentares, pois são esses que ela utilizará por toda sua vida……….

.O ideal é dar preferência aos alimentos nutritivos, que façam parte dos hábitos alimentares da família, que sejam disponíveis no local. Além disso, que estejam no período de safra, pois assim devem custar bem mais barato.

Uma refeição equilibrada e adequada deve ter alimentos de todos os grupos alimentares, que estão listados abaixo:

– Grupo dos Energéticos: Alimentos que fornecem “energia” para a criança. .Ex.: arroz, milho, trigo, mandioca, batata, óleo, margarina.

.- Grupo dos Construtores: Alimentos que fornecem “Proteínas”que ajudam na construção do corpo, músculos, sangue, cabelos, etc.. Ex.: carnes, leite, ovos, queijo, peixes, feijão, frango.

.- Grupo dos Reguladores: alimentos que possuem vitaminas e minerais, que vão regular as funções do corpo como a digestão, respiração e .. … circulação do sangue. .Ex.: Todas as frutas e legumes/verduras.

Não tenha medo de dar os alimentos às crianças, elas precisam deles para crescer e formar hábitos saudáveis. Basta prestar atenção em introduzir sempre um alimento de cada vez e observar a reação da criaça. Isso também é importante caso apareça alguma reação alérgica.

Algumas dicas importantes:

Proporcione ao seu filho uma dieta variada com muitos alimentos frescos.
Evite alimentos industrializados, ricos em gorduras e açucar.
Prefira os sucos de fruta naturais com água e não os concentrados.
Não utilize as bebidas adoçadas, podem provocar cáries.
A avaliação do estado nutricional de crianças é atividade importante dos programas de saúde, inclusive no caso de crianças institucionalizadas; gerando dados utilizáveis inclusive como indicadores da qualidade de vida a que estas crianças estã submetidas.

A nutrição é um dos principais determinantes da saúde infantil, em especial nos primeiros anos de vida, sendo essencial para o desenvolvimento. Está relacionada não só a aspectos econômicos, mas, sobretudo psíquicos e sociais. O valor dos alimentos é fundamental pra que se previna a desnutrição, uma das epidemias mais graves dos nosso país.

Outros trabalhos relacionados

DIETA DA PROTEÍNA

Hoje, após muitas discussões, muitos livros e reportagens, a dieta da proteína vem sendo seguida por muitas pessoas que visam o emagrecimento, o bem...

A Obesidade

O que é obesidade? Obesidade significa excesso de gordura no organismo. A medida exata de gordura é de muito difícil obtenção, mas alguns índices podem avaliar...

VITAMINA A

Sinonímia: aneroftol ou retinol 1.1 FUNÇÃO A vitamina A exerce numerosas funções importantes no organismo, como ação protetora na pele e mucosas e papel essencial na...

VITAMINA B3

(Faz parte do complexo B) Sinonímia: PP, Niacina, ácido nicotínico, nicotinamida 4.1 FUNÇÃO Participa nos mecanismos de oxidação celular, intervém no aproveitamento normal dos prótides pelo organismo,...