18.9 C
Sorocaba
terça-feira, setembro 27, 2022

O Auto de São Lourenço – José de Anchieta

O Auto de São Lourenço – José de Anchieta

É dividido em cinco atos. No primeiro apresenta-se o martírio de São Lourenço ao morrer queimado. No segundo ato São Lourenço, São Sebastião e o Anjo da Guarda impedem que Guaixará (rei dos diabos) e seus servos Aimbirê e Saraiva destruam uma aldeia indígena com o vício e o pecado. No terceiro os dois servos demônios torturam Décio e Valeriano, responsáveis pela morte de São Lourenço. No quarto o temor de Deus e o Amor de Deus mandam sua mensagem de que os índios (público-alvo de José de Anchieta) devem amar e temer a Deus que por eles tudo sacrificou. O quinto é um jogral de doze crianças na procissão de São Lourenço. Assim como os outros autos de José de Anchieta, este auto tem como objetivo a catequese dos índios e usa elementos indígenas (foi escrito em tupi e espanhol principalmente) para torná-los católicos.

Outros trabalhos relacionados

Contos Novos – Mário de Andrade

Contos Novos - Mário de Andrade Contos Novos (1947) foi escrito num período de crise pessoal, teve publicação póstuma. Reúne narrativas da maturidade artística do...

DEPOIS DAQUELA VIAGEM

Análise do contexto histórico Na linguagem dos jovens, a autora retrata com bom humor as farras da turma; o despertar para a sexualidade, a angústia...

RESENHA – OPERAÇÃO NAVALHA

O objetivo, segundo a Polícia Federal, é desmontar uma quadrilha que fraudava licitações de obras públicas. As investigações começaram em novembro do ano passado....

O Beijo do Asfalto – Nelson Rodrigues

O Beijo do Asfalto - Nelson Rodrigues Tragédia contemporânea contrastando poesia e vulgaridade. Conserva-se fiel ao expressionismo freudiano e realismo, o autor vem de encontro...