16.2 C
Sorocaba
sexta-feira, setembro 23, 2022

Relatório de Estágio

1. IDENTIFICAÇÃO

1.1 Identificações do estagiário

Nome: W. Costa Barros 
Curso: Técnico em Segurança do Trabalho
Período: 2007 a 2009 
Turma. Dom.
Turno: Noturno 
Ano de conclusão : 2009

O Estágio Supervisionado em Técnico de Segurança do Trabalho teve início em 25/06/09 e termino em 25/09/09, tendo como período de duração 200 horas, cumpridas em 20 Horas semanais.

1.2 Identificações do campo de estágio

Nome: CONSTRUTORA MENOTTI 
Endereço: Rua Pacífico Cunha n° 0000 sala: 000 São Luis/MA 
Telefone de Contato: (00)0000-0000
Ramo da Atividade: Construção Cível
Supervisor Técnico: A. de P. Silva
Áréa do Estágio: Técnico em Segurança do Trabalho.

2. INTRODUÇÃO

Tendo em vista a ação do conhecimento e visando melhor qualidade de vida da população trabalhista, com ações de caráter educativo visando a responsabilidade social para todas as classes .

O estágio curricular supervisionado de técnico em segurança do trabalho apresenta carga horária total de 200 horas sendo dessas 20 horas semanais, permitindo ao aluno expor seus conhecimentos teóricos, colocando-o em contato com o campo de trabalho, comunidade trabalhista e sua realidade, além de ampliar seus conhecimentos sobre programas e planejamento de ações e execuções.

O estágio na área de construção civil tem o poder de ampliar ainda mais a responsabilidade do técnico em segurança, quando este desenvolve atividades baseadas nos conhecimentos da Ciência e nas técnicas que, pautado em princípios éticos, considerando a realidade econômica, política, social e cultural, usa a segurança de forma a contribuir para a melhoria das condições em que os trabalhadores encontram-se.

A sociedade maranhense de educação continuada teve grande influência para o desenvolvimento desta ação de educação e segurança do trabalho com o objetivo de levar o conhecimento não só para os alunos que freqüentam o estabelecimento, mas para toda a comunidade através de bons profissionais, proporcionando a todos melhor qualidade de vida.

3. CARACTERIZAÇÕES DO CAMPO DE ESTAGIO

3.1 Histórico

Construção civil é o termo que engloba a confecção de obras como casas, edifícios, pontes, barragens, fundações de máquinas, estradas, aeroportos e outras infraestruturas, onde participam arquitetos e engenheiros civis em colaboração com técnicos de outras disciplinas.

4. Característica: do técnico

O técnico de segurança do trabalho é um profissional com formação pelo ensino secundário, regulado pela Lei nº 7.410, de 27 de novembro de 1985. Dentre suas atribuições, definidas pela Portaria nº 3.275/89, do Ministro do Trabalho, destacam-se a informação do empregador e dos trabalhadores sobre os riscos presentes no ambiente de trabalho e a promoção de campanhas e outros eventos de divulgação das normas de segurança e saúde no trabalho, além do estudo dos dados estatísticos sobre acidentes e doenças relacionadas ao trabalho.

Na classificação brasileira de ocupações – CBO – editada pelo Ministério do Trabalho e Emprego, o técnico de segurança do trabalho recebe o código 3516-05. A CBO registra que este profissional deve participar da elaboração e implementação de políticas de segurança do trabalho, entre outras funções.

Ao concluir o curso de técnico em Segurança do Trabalho, o profissional deverá apresentar um conjunto de competências que o habilitarão a desempenhar as suas atividades na área de Segurança do Trabalho. É esperado desse profissional a capacidade de:

• condução de trabalho técnico em segurança do trabalho; 
• operação de instrumentos de avaliação ambiental; 
• interpretação e execução das Normas Regulamentadoras de Medicina e Segurança do Trabalho.

A Segurança do Trabalho é uma atividade que busca introduzir no setor produtivo, incluindo aí os trabalhadores e a direção da empresa, conceitos fundamentais sobre a prevenção de acidentes. Sabe-se que são elevados os índices de acidentes de trabalho, e que este quadro, para ser revertido, deve ter uma ação compartilhada de todos os segmentos da organização.

Por esta razão, cabe ao técnico em Segurança do Trabalho promover a conscientização coletiva na busca de resultados nesta área e saber “vender” que a prevenção da integridade física e da saúde das pessoas no ambiente de trabalho é tarefa de todos, não só dele.

Dentro dos modernos conceitos de gestão, esse profissional atua como consultor de segurança, orientando e aconselhando sobre a forma de agir para garantir a prática de atividades seguras. Nesse contexto, o egresso deste curso deverá valer-se dos conteúdos ministrados em Psicologia do Trabalho e Sociologia, e aplicar os conceitos das relações humanas para envolver as pessoas que executam atividades na empresa. A capacidade de promover reuniões, realizar palestras e treinamentos e de criar estratégias para informar aos trabalhadores sobre os prejuízos que os acidentes de trabalho causam, e que a sua ação ou omissão são condições valorizadas neste processo, destacam-se entre as suas habilidades.

Com forte presença nos ambientes de produção, o técnico deve ser capaz de compreender sua responsabilidade na condução da aplicação dos preceitos prevencionistas, a fim de minimizar a incidência dos riscos profissionais.

Na empresa, o técnico estará vinculado a um serviço especializado. Poderá, no entanto, exercer atividades de consultoria externa. Em qualquer caso, a autonomia será uma aliada com a qual deverá contar para atuar, sobretudo quando da ocorrência de situações de emergência.

Saber interpretar a legislação específica que rege esta área é uma competência que o técnico deverá demonstrar, assim como a utilização dos instrumentos de avaliação dos riscos ambientais, de tal modo que possa circunscrever medidas adequadas de proteção individual ou coletiva.

5. DADOS ESPECÍFICOS



5.1 ÁREA DE ATUAÇÃO

O estágio curricular supervisionado será realizado na área de segurana do trabalho,”construção civel” no acompanhamento das atividades pertinentes ao desenvolvimento das políticas e programas de segurança e saúde, mais especificamente ao Programa de prevenção de acidentes do trabalho SIPA , no desenvolvimento de atividades produção de doumentação nescessaria para que a empresa trabalhe de forma legal perante a lei e trabalhadores .

5.2 JUSTIFICATIVA

O interesse pela área de Seguranaça e Saúde do Trabalhador , é respaldado nas diversas atividades que podem ser desenvolvidas pelo tecnico, e nos vários programas de prevenção contra acidentes onde a segurança tem papel indispensável, além de favorecer o conhecimento da administração dos serviços , buscando-se uma visão holística e um melhor resultado dos mesmos e, sobretudo de maneira humanizada; para desta forma, se alcançar o êxito nesta fase profissionalizante do curso de Segurança do Trabalho .



6. OBJETIVOS

6.1 GERAL

Desenvolver atividades pertinentes à área de atuação: Segurança do Trabalho.

6.2 ESPECÍFICO

– Conhecer a organização do sistema de segurança e saúde;
– Atuar em Programas deprevenção de acidentes ;
– Elaborar e desenvolver programas de educação, segurança na instituições de serviço, educação e na comunidade;
– Elaborar e desenvolver documentação nescessaria para um desenvolvimento satisfatorio;

7. METODOLOGIA

O presente estágio supervisionado I curricular de segurança do trabalho , visa estabelecer um trabalho direcionado na aréa de segurança abordando a importância da preveção e aconselhamento, através do conhecimento da organização dos serviços de segurança e saúde, atuando nos programas desenvolvidos pelos mesmos, tais como, Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes do Trabalho (CANPAT), Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA)com a orientação de supervisores técnicos específicos do (CREA) Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia tendo ainda a orientação de supervisores docentes na organização do estágio supervisionado I. 

O estágio segue um cronograma de acordo com o local específico do estágio I, buscando aproveitar ao máximo o potencial de cada estagiário e de seu supervisor. Cada estagiário buscará um aprendizado científico, para o desenvolvimento de sua atividade como profissioanal de segurança do trabalho.

8. CONSIDERAÇÕES FINAIS

Diante do exposto neste relatório foi possível observar um dos ramos em que o profissional de técnico em segurança pode atuar.

O estágio é uma importante etapa da vida de um profissional, pois é o momento em que este se depara com a realidade da sua profissão, que colocam prática tudo aquilo que aprendeu teoricamente em sala de aula. Na certeza de contribuir para a segurança e conseqüentemente a qualidade de vida, o técnico deve está sempre atento aos fatores que interferem nos hábitos de segurança, como os de ordem cultural, social, econômica e psicológica.

Sabe-se que há vários fatores que influenciam diretamente na segurança, sendo os hábitos simples ou os de maior significância, e o profissional de segurança precisa compreendê-los se deseja obter resultados. Entre as principais influências que determinam os hábitos estão: Fatores culturais, fatores econômicos, fatores sociais e fatores psicológicos.

Referencia bibliográfica

Segurança e Medicina do Trabalho 62ª edição Editora Atlas S.A – 2009

Ministério do Trabalho e Emprego (2008). Inspeção do Trabalho Segurança e Saúde no Trabalho – Normas Regulamentadoras (em português). Ministério do Trabalho e Emprego.

Normas Regulamentadoras – Segurança e Saúde no Trabalho (em português) (2010).

Outros trabalhos relacionados

BUROCRACIA

Nas últimas décadas, no Brasil e no mundo, o termo burocracia adquiriu fortes conotações negativas. É popularmente usado para indicar a proliferação de normas...

TESTE PARA DESCOBRIR O SEXO DO SEU BEBE

Um teste interativo que conforme as respostas da mamãe diz saber o sexo do bebê esperado. Mas isso é somente um teste, não deve ser...

CONTEXTO SOCIAL E SEUS ASPECTOS

O que se propőe aqui, é realizar uma abordagem da realidade com um enfoque sociológico acerca do contexto social brasileiro, traçando um paralelo com...

Produção de Aprendizagem

Durante o desenvolvimento das disciplinas desta unidade temática de aprendizagem você realizou estudos sobre o ensino da História e da Geografia, examinou aspectos do...