20.6 C
Sorocaba
domingo, agosto 7, 2022

Sistema de Informações Gerenciais

O objetivo deste trabalho é mostrar que a principal função do Sistema de Informação Gerencial é apoiar a criação, organização e a disseminação de conhecimento na empresa.

Na prática, um mesmo Sistema de Informação pode servir a mais de uma finalidade dessas, ora apoiando a decisão, ora apoiando a realização das operações.

O Sistema de Informação Gerencial ele abrange a empresa de forma Estratégica, Tática e Operacional.

Métodos: pesquisas na internet, debate entre o grupo.

Resultados: Concluímos que o Sistema de Informação Gerencial é necessário dentro de uma empresa, para que ela possa se organizar, agilizando o processo de produção, a comunicação entre os setores, reduzindo custos com as tomadas de decisões, chegando a um entendimento mais rápido, assim ela ganha tempo em seus processos.

SUMÁRIO
Introdução
Conceitos Básicos sobre Sistemas de Informação
Conceitos Básicos sobre Sistemas de Informação Gerenciais
Política e sua Influência nos Sistemas de Informação
Características da informação
Novas Transformações
Conclusão Final
Referências

I-Introdução

Este trabalho da disciplina de Sistema de Informação Gerenciais, visa analisar o processo de Sistema de Informação Gerencial, buscando compreender os benefícios que ele traz para as empresas que o utiliza.

DESENVOLVIMENTO

Conceitos Básicos Sobre Sistemas de Informação

Todo sistema é parte de um sistema maior, podendo ser chamado de subsistema. Podemos então concluir que o sistema de informação é um subsistema do “sistema empresa”, tendo dentro desse mesmo sistema os subsistemas de orçamento, custos, contabilidade, sendo que dentro do sistema contabilidade podem existir outros subsistemas.

As relações de interdependência entre os subsistemas resultam da troca de informações entre eles. Essa inter-relação leva ao conceito de “sistema total de informação” ou “sistema de informação gerencial”, à medida que cada sistema pode responder às necessidades de informação para a tomada de decisões. Embora o conceito em si não se refira a um meio de processamento, o computador é que torna possível chegar a um alto grau de integração.

A integração total dos sistemas é uma tarefa que causaria um impacto violentíssimo no “sistema empresa”. Essa dificuldade soma-se à própria confusão de conceitos que surge na área dos sistemas de informações gerenciais.

Na prática o progresso em direção a sistemas totalmente integrados vem sendo lento. Verifica-se que, de forma conceitual, é possível construir um sistema integrado pelos vários subsistemas da empresa, considerando as funções internas. No entanto, os sistemas formais de informação são limitados quando se leva em conta os fatores externos. A administração precisa consolidar as informações externas e internas para planejar suas operações.

Cada subsistema pode ser decomposto em:

  • coleta de dados de entrada;
  • processamento de dados;
  • produção e distribuição de informações de saída.

Quanto à informação, examina-se o conceito a partir do entendimento desta como resultado do tratamento de dados. Pode-se entender o dado como um elemento da informação, e a partir da associação dos dados transmitir-se um conhecimento.

O ciclo completo do subsistema é a interligação de redes de procedimentos de coleta – processamento-saída. Eles podem ser classificados em dois grupos principais:

“Sistemas de apoio às operações” – que são tipicamente sistemas processadores de transações, ou seja, são redes de procedimentos rotineiros que servem para o processamento de transações recorrentes;

“Sistemas de apoio à gestão” – que não são orientados para o processamento de transações rotineiras, mas existem especificamente para auxiliar processos decisórios.


Conceitos básicos do Sistemas de Informação Gerenciais

O sistema de informações é representado pelo conjunto de subsistemas. Permite caracterizar as informações básicas que serão necessárias à contribuição dos cadastros de cada subsistema. A empresa deve ser enfocada do ponto de vista de suas funções e atividades, independentemente da estrutura organizacional vigente.

Áreas funcionais do sistema de informações gerenciais (SIG)

  • Marketing;
  • Produção;
  • Administração financeira;
  • Administração de materiais;
  • Administração de recursos humanos;
  • Administração de serviços;
  • Gestão empresarial.

– Subdividem-se em funções necessárias ao funcionamento de uma
empresa.

– É por meio da execução das funções e atividades que se alcançam
produtos bem definidos.

– Do intercâmbio entre as funções formalizam-se as informações, gerando um fluxo formal e racional de informações da empresa.

Política e sua influência nos Sistemas de Informação

Política é um termo mal compreendido. Além de se tratar de uma idéia, um conceito e, portanto intangível, tem sido tão amplamente empregado e com tantos sentidos que talvez tenha perdido seu significado preciso.

No campo da Administração, certos conceitos, como talvez seja o caso de política, significam coisas demais para um número demasiado de pessoas diferentes. Desse modo políticas são “decisões futuras”, ou “são orientações preestabelecidas para a tomada de decisões no sentido dos objetivos”, ou ainda, “são guias de raciocínio planejados para a tomada de decisões repetitivas no sentido dos objetivos”.

Dentro de uma empresa, para se obter ações sólidas, as políticas são necessárias. Assim, a sua necessidade aparece em praticamente todas as atividades. As pessoas não podem trabalhar com eficiência no nível operacional nem tomar uma decisão em harmonia com aquela que o próprio gerente geral teria tomado se não conhecerem as políticas de suas próprias áreas.

Há quem diga não querer estabelecer políticas para “não eliminar a iniciativa ao nível de operação”. O objetivo de uma organização é sempre amplo, portanto as políticas podem ser estabelecidas de forma ampla.

As políticas proporcionam benefícios tais como:

Decisões mais econômicas: pois evitam estudos e análises contínuas e constantes para decidir sobre questões similares;

Comunicação de orientações: declarações de políticas podem ser lidas por todos, e assim o novo empregado pode rapidamente entender que tipo de comportamento é esperado dele e o que pode esperar da gerência;

Proteção contra as pressões das emergências: as políticas podem impedir a tomada de decisões mal formuladas, baseadas em circunstâncias do momento.

Decisões mais rápidas: as políticas estimulam e facilitam a delegação de autoridade, o que leva a uma maior rapidez na tomada de decisões.

Uniformidade e coerência: as políticas fazem com que casos análogos sejam tratados de forma semelhante.

Evitar áreas de atritos: Algumas polêmicas entre áreas funcionais, na ausência de políticas, tendem ser intermináveis.

As políticas podem variar bastante quanto ao grau de complexidade e de importância das decisões que pretende orientar. Há políticas ligadas aos supervisores que os orientam quanto às operações do dia-a-dia, outras estão mais próximas da própria estratégia da empresa, desempenhando um papel de detalhamento e clarificação da estratégia.

As políticas operacionais aparecem em grande número. Quanto mais se aproxima de pormenores das operações, mais se tornam verdadeiras regras de trabalho, levando as decisões do tipo “sim” – “não”. Ela tem uma influência mais específica e geralmente tratam de decisões incorporadas ao fluxo de um subsistema específico.

As políticas estratégicas referem-se a um conjunto mais restrito de questões, com influência significativa e generalizada no comportamento da empresa como um todo. Ela tem influência generalizada sobre os sistemas, uma política inexistente ou inadequada nesse nível pode provocar mal funcionamento de vários subsistemas.

Características da Informação

Quando uma informação não é suficientemente precisa ou completa, um profissional pode tomar decisões equivocadas, podendo gerar grandes prejuízos sociais e/ou econômicos. Por esse motivo, a importância da informação pode apresentar diferenças dependendo do valor que é atribuído para cada uma de suas características de qualidade. Dentre as características de valor que podemos atribuir à informação podemos destacar:

Precisão: A informação não contém erro. Uma informação imprecisa normalmente é originada por dados imprecisos que alimentam o processo;

Completa: A informação contém todos os fatos importantes;

Confiável: A confiabilidade da informação depende do método de coleta dos dados (fonte dos dados). Quanto mais precisa essa fonte, mais confiável a informação;

Relevante: Uma informação relevante é essencial na tomada de decisões;

Verificável: A informação pode ser conferida para assegurar que está correta;

Acessível: A informação deve ser facilmente acessível aos usuários autorizados, que podem obtê-la na forma correta e no tempo certo;

Segura: A informação deve ser segura para possibilitar o seu acesso apenas pelos usuários autorizados.

Novas Transformações

A necessidade de cruzar informações para realizar uma gestão empresarial eficiente é uma realidade de todas as empresas que possuem um processo de produção, seja administrativo ou própria linha de produção, para conseguir analisar as projeções de forma a agilizar os processos relacionados à tomadas de decisão é necessário à implantação do Sistemas de Informação.

O desenvolvimento do Sistema de Informação vem possibilitando o desenvolvimento das empresas de forma simples, onde os executivos e responsáveis pelo desenvolvimento da empresa podem acompanhar diariamente os resultados, tabulando dados de todas as áreas funcionais da empresa para depois poder exibi-las de forma gráfica e simplificada, sendo de fácil compreensão para aqueles que não possuem profundos conhecimentos sobre tecnologia, mas podem te acesso a uma tecnologia gerencial da organização, podendo se relacionar com clientes e fornecedores de forma clara e segura.

Conclusão Final

O Sistema de Informação Gerencial é o processo de transformação de dados em informações. E, quando esse processo está voltado para a geração de informações que são necessárias e utilizadas no processo decisório da empresa.

Um sistema de informação melhora as comunicações e, como resultado, melhora o atendimento, podendo se antecipar não deixando de ter um estoque completo, um arquivo organizado com todas as informações de um produto, cliente e/ou fornecedor.

A empresa passa a se comunicar no mesmo idioma, deixando de perder tempo com pequenos detalhes esquecidos entre um processo e outro que atrasava todo seu desenvolvimento.

O sistema de Informação Gerencial, proporciona estar ciente do que esta correto ou errado dentro dos processo funcionais da empresa, fazendo com que os desperdícios e gastos desnecessários sejam evitados.

Com isso concluímos que o Sistema de Informação Gerencial é necessário dentro de uma empresa, para que ela possa se organizar, agilizando o processo de produção, a comunicação entre os setores, reduzindo custos com as tomadas de decisões, chegando a um entendimento mais rápido, assim ela ganha tempo em seus processos.

Referências

-Geocities, Net. Disponível em: http://br.geocities.com/rodrigo_piton/index_arquivos/page0004.html. Acesso em: 07/12/2007.

-Sistema de Informação Gerencial, Net. Disponível em:
http://www.cepromat.mt.gov.br/arquivos/A_fdd575dad7b0e9273cb28e5bd2dde658SIG_MT.pdf

-Sistema de Informação, Net. Disponível em:
http://www.nextg.com.br/v2/web/curso.php?Curso=Business%20Intelligence&TitulodoCurso=&curso_id=14&modulo_id=160

-José Maurício Santos Pinheiro.
Professor Universitário, Projetista e Gestor de Redes,
membro da BICSI, Aureside, IEC e autor dos livros

-Guia Completo de Cabeamento de Redes
-Cabeamento Óptico

Outros trabalhos relacionados

Organização de Troca no Mundo

Começou suas atividades em 01/01/95. Vamos analisar um pouco do aspecto histórico antes de chegarmos a sua criação. Com o fim da 1ª guerra mundial o...

PESQUISA DE MERCADO E EMPREENDEDORISMO

INTRODUÇÃO Muitas pessoas, antes de abrir a empresa, já têm uma idéia do que ela produzirá. Mas será que é isso que os clientes querem...

Proposta de Implantar

Com o aumento crescente da competitividade, as empresas devem estar preparadas para lidar com os novos desafios do mercado. Muitas empresas voltam sua atenção...

Teoria geral de Administração

Autoria: Lucilio Junior LIDERANÇA Definição Liderança é o processo de influenciar pessoas no sentido de que ajam em prol dos objetivos da instituição. Devem existir, segundo o...