DICAS PARA ANALISAR, COMPREENDER, E INTERPRETAR TEXTOS

A Fonética, ou Fonologia, estuda os sons emitidos pelo ser humano, para efetivar a comunicação. Diferentemente da escrita, que conta com vogais e consoantes, a Fonética se ocupa dos fonemas (= sons); são eles as vogais, as consoantes e as semivogais. A Fonética trata dos constituintes do discurso segmentados no nível mais profundo, quando ainda estão desprovidos de significação, resumindo, a Fonética trata dos sons da fala.
Fonema: : é a menor unidade de traços fônicos distintivos . O idioma português utiliza 34 fonemas, sendo 13 vogais, 19 consoantes e 2 semivogais.

Vogal = São as cinco já conhecidas – a, e, i, o, u – quando funcionam como base de uma sílaba.
Em cada sílaba há apenas uma vogal. NUNCA HAVERÁ MAIS DO QUE UMA VOGAL EM UMA MESMA SÍLABA.

Consoante = Qualquer letra – ou conjunto de letras representando um som só – que só possa ser soada com o auxílio de uma vogal (com + soante = soa com…).

Na fonética são consoantes b, d, f, g (ga, go,gu), j (ge, gi, j) k (c ou qu), l, m (antes de vogal), n (antes de vogal), p, r, s (s, c, ç, ss, sc, sç, xc), t, v, x (inclusive ch), z (s, z), nh, lh, rr. Semivogal = São as letras e, i, o e u quando formarem sílaba com uma vogal, antes ou depois dela, e as letras m e n, nos grupos AM, EM e EN, em final de palavra – somente em final de palavra.

Quando a semivogal possuir som de i, será representada foneticamente pela letra Y; com som deu, pela letra W.

Então teremos, por exemplo, na palavra caixeiro, que se separa silabicamente cai-xei-ro, o seguinte: 3 vogais = a, e, o; 3 consoantes = k (c), x, r; 2 semivogais = y (i, i). Representando a palavra foneticamente, ficaremos com kayxeyro.

Na palavra artilheiro, ar-ti-lhei-ro, o seguinte: 4 vogais = a, i, e, o; 4 consoantes = r, t, lh, r; 1 semivogal = y (i). Foneticamente = artiíeyro. Na palavra viagem, vi-a-gem, 3 vogais = i, a, e; 2 consoantes =
v, g; 1 semivogal = y (m). viajêy. M / N As letras M e N devem ser analisadas com muito cuidado. Elas podem ser:

Consoantes = Quando estiverem no início da sílaba.

Semivogais = Quando formarem os grupos AM, EM e EN, em final de palavra – somente em final de palavra – sendo representadas foneticamente por Y ou W.

Ressôo Nasal = Quando estiverem após vogal, na mesma sílaba que ela, excetuando os três grupos acima. Indica que o M e o N não são pronunciados, apenas tornam a vogal nasal, portanto haverá duas letras (a vogal + M ou N) com um fonema só (a vogal nasal). Por exemplo, na palavra manchem, terceira pessoa do plural do presente do subjuntivo do verbo manchar, teremos o seguinte: man-chem, 2 vogais = a, e; 2 consoantes = o Io m, x(ch); 1 semivogal = y (o 2o m); 1 ressôo nasal = an (ã). mãxêy

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPARÔNIMOS E HOMÔNIMOS
Próximo artigoENCONTROS VOCÁLICOS

Marcelo é um profissional de Informática interessado em Internet, Programação PHP, Banco de Dados SQL Server e MySQL, Bootstrap, Wordpress. Nos tempos livres escreve nos sites trabalhosescolares.net sobre biografias, trabalhos escolares, provas para concursos e trabalhos escolares em geral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here