LIDERANÇA E SEUS DIFERENTES ESTILOS

0
3624
DICAS PARA ANALISAR, COMPREENDER, E INTERPRETAR TEXTOS

INTRODUÇÃO
Na Teoria Clássica da Administração não foi dada a devida importância ao conceito de liderança. Mas na Teoria das Relações Humanas passou-se a constatar a enorme influência da liderança sobre o comportamento das pessoas. A partir daí começaram a perceber a existência de líderes informais que encarnavam as normas e expectativas do grupo, e mantinham o controle sobre ele, ajudando os funcionários a trabalharem de forma integrada.
Líderes e grupos foram surgindo, e em diferentes situações havia destaques perante o sucesso e fracassos. Seus diferentes estilos foram caracterizados conforme a posição do grupo e do líder e denominados de várias formas.

O LÍDER
Líder: Pessoa que se destaca e influência o grupo. Pessoa que vai à frente para guiar ou mostrar o caminho, ou quem precede ou dirige qualquer ação, opinião ou movimento.
É fácil de identificar um líder. Por exemplo, em grupos sempre prevalece a opinião de alguém, a tornando mais valiosa, essa pessoa capta a atenção de todos que concordam sempre com suas opiniões e decisões, e conseqüentemente é seguido pelos demais.
CARACTERISTICAS DO LÍDER
Caráter pessoal
Vontade de aprender e ensinar
Auto-estima elevada
Desejo e coragem para Liderar
Agente de mudanças
Atitude positiva
Energia para buscar resultados
PRINCIPAIS ATRIBUTOS DO LÍDER
Sólidas convicções pessoais
Visionário
Vínculos emocionais
Motivador
Orientado à Equipe
Assume riscos
Empenho em superar
A dose certa seria juntar algumas competências gerenciais, como a busca da excelência, demonstrar iniciativa e vontade de aprender, desenvolver a habilidade de gerenciar projetos e pessoas e claro um pouco de emoção no trabalho.

O QUE É LIDERANÇA?
Liderança nada mais é do que a função exercida por um líder. “O líder lidera, liderar é Liderança”. Mas o que é liderar? É exercer a Liderança. Líder, liderar, Liderança.
Liderança: Função do líder. Capacidade de liderar, espírito de chefia. Forma de dominação baseada no prestígio pessoal e aceita pelos dirigidos.
Liderança é a influencia interpessoal exercida em determinada situação, dirigida por meios de comunicações entre líderes e grupos tendo em vista um ou diversos objetivos específicos. Na maior parte das definições de Liderança duas condições caracterizam o líder: influência e proeminência.
Influência: Ato ou efeito de influir-(se). Ação que uma pessoa ou coisa exerce sobre a outra. Proeminência: Qualidade ou estado de proeminente. Que se alteia sem cima do que o circunda; alto; que sobressai; ressalta; é saliente; é superior.
Proeminência e Influência só podem ser medidas quando exercidas em grupo, assim podem afirmar: “Não há líder sem Liderança”.
Para que a Liderança se caracterize em um amplo conceito, são necessários: um líder, um grupo e uma situação.
Dentro da teoria de Liderança existem três fatores indispensáveis:
O líder e seus atributos psicológicos.
Os liderados com seus problemas, atitudes e necessidades.
A situação que determina o ambiente, onde o líder e os liderados atuam.
Não se pode dar mais importância a um único item acima, eles se complementam totalmente.
Na verdade funciona assim: “O líder propõe e a situação dispõe”.
Não bastam certas qualidades de Liderança para ser um líder. A Liderança é uma função da situação, do contexto, tanto quanto é uma função de atributos pessoais e estruturas de grupos.
A Liderança é necessária em todas as organizações humanas, nas empresas e em cada departamento. Ela é essencial em todas as demais funções da Administração: O administrador necessita conhecer a natureza humana e saber conduzir as pessoas, isto é ser líder.

TEORIAS SOBRE ESTILOS DE LIDERANÇA
A liderança é um dos temas administrativos mais estudados e pesquisados nos últimos cinqüenta anos. Essas teorias acompanharam mais ou menos o desenvolvimento da Teoria das Organizações e influenciaram a Teoria administrativa.
As Teorias sobre Estilos de liderança é o estudo de estilos de comportamento do líder em relação aos seus subordinados, isto é maneiras pelas quais o líder orienta sua conduta, se refere ao que ele faz, seu estilo de comportamento para liderar.
A teoria principal que explica a liderança por estilos de comportamento, e não por características de personalidade, essa teoria foi desenvolvida em 1939 por White e Lippitt com o estudo chegaram a três diferentes estilos de liderança: autocrática, liberal e democrática.

ESTILOS DE LIDERANÇA
LIDERANAÇA AUTOCRÁTICA
Liderança Autocrática é aquela que em o líder toma as decisões sem consultar o grupo, fixa as tarefas de cada um e determina o modo de as concretizar. Ai não há espaço para a iniciativa pessoal, de outra pessoa que não seja do líder. Sendo esse tipo de liderança geradora de conflitos, de submissão e às vezes até de desinteresse e frustrações. A produtividade é elevada, mas a realização das tarefas não é acompanhada de satisfação pessoal.
LIDERANAÇA DEMOCRÁTICA
Liderança Democrática é definida como aquele a que é a decisão do grupo que prevalece, ou seja, o grupo participa na divisão da programação do trabalho, na divisão de tarefas, sendo as decisões tomadas coletivamente.
Neste caso o líder assume uma atitude de apoio, integrando-se no grupo, sem impor, somente dando opiniões e sugestões.
Pode-se dizer que aqui a produtividade é boa e, sobretudo constata-se uma maior satisfação e criatividade no desempenho das tarefas, uma maior intervenção pessoal, bem como o desenvolvimento da solidariedade entre os participantes.
LIDERANAÇA LIBERAL
Liderança Liberal o líder se forma funcional como um elemento do grupo e só intervem se for solicitado. O grupo é que levanta os problemas, discute as soluções e decide. O líder não divide as tarefas, ele somente fornece informações quando pedido. Nos grupos onde existe esse tipo de liderança podem surgir freqüentes discussões pela falta de auto-organização, e por conseqüência cai a produtividade e a satisfação sob as tarefas.

AS DIFERENTES ÊNFASES DO LÍDER NOS ESTILOS DE LIDERANÇA.
O líder no dia-a-dia pode utilizar os três processos de lideranças, de acordo com a situação, pessoas e tarefas a serem executadas. O papel do líder tem como mandar cumprir ordens, consultar o grupo antes de tomar decisões, sugerir tarefas ao grupo ou a determinado subordinado, ou seja, pode utilizar as lideranças: autocráticas, liberal e democrática.
Mas o maior cuidado do líder é saber qual liderança aplicar, com quem e dentro de que circunstâncias e atividades a serem desenvolvidas.

ESTILOS ADOTADOS DE ACORDO COM A PRESSÃO
A pressão da incerteza
Tenha sempre uma estratégia em mãos, seguida de muita coragem. Quando se deparar com mudanças não esqueça de manter o foco e a prioridade.
A pressão da equipe
Trabalhe sempre com a comunicação direta. (para não se difundir a fofoca)
A pressão do tempo
Se for para se desesperar faça-o sozinho, pois se não planejar adequadamente todo o grupo sofrerá.
A pressão do Cliente
Cuide bem dele, ele pode ser chato, mas é quem paga seu salário.
A pressão do chefe
Fale a língua coorporativa do chefe e a língua da equipe.
A pressão por resultados
Discuta com o grupo sobre as decisões das metas futuras, deixe a equipe decidir.
A pressão da diversidade
É o fazer sempre diferente, dá trabalho mas enriquece o debate e a criatividade.

CONCEITO DE LIDERANÇA SITUCACIONAL
Nela não existe um único modo de influenciar pessoas. O estilo adotado de liderança depende do nível de maturidade das pessoas que o líder desejar influenciar.
O líder deve ter flexibilidade em seus comportamentos, de acordo com a necessidade dos seus subordinados, tratando os de modo diferente.

O ESTILO E A MATURIDADE DOS LIDERADOS
O gráfico apresenta a relação entre a maturidade relativa à tarefa e os estilos de liderança adequados a serem adotados à medida que os liderados passem de um grau de maturidade para outro. (slide impacto do poder)

O ESTILO E O NÍVEL DE MATURIDADE
Existe uma combinação de comportamento de tarefa e de relacionamento, caracterizadas em quatro estilos: “DETEMINAR, PERSUADIR, COMPARTILHAR E DELEGAR”.
O comportamento de relacionamento, é a medida com que o líder se empenha em comunicar-se com o grupo, dando-lhes apoio e encorajamento. Significa ouvir as pessoas e reconhecer seus esforços.
Nos quatro níveis de maturidade existe a dosagem certa de comportamento de tarefa (direção) e comportamento de relacionamento (apoio).
DETERMINAR
O líder define as funções e especifica o que as pessoas devem fazer, como, quando e onde devem executar várias tarefas.
PERSUADIR
A maior parte das direções é dada pelo líder. Mas ele procura conseguir que os liderados se sintam convencidos psicologicamente e adotarem os comportamentos desejados.
Os liderados nesse nível de maturidade aceitam as decisões quando entendem a razão da decisão do líder, oferecendo ajuda e direção.
COMPARTILHAR
A comunicação do líder tem o objetivo de ativar a escuta no sentido de apoiar os liderados nos seus esforços. É um estilo participativo, de apoio, e não diretivo.
A palavra compartilhar significa que o líder e os liderados participam juntos das tomadas de decisões, facilitando a tarefa e a comunicação.
DELEGAÇÃO
Mesmo sendo o líder quem identifica o problema, a responsabilidade de executar os planos cabe aos liderados maduros, que desenvolvem projetos e decidem como, quando e onde fazer.

BASES DO PODER
Dentro da liderança o poder é o meio pelo qual o líder obtém a aprovação dos liderados. Um líder não pode automaticamente influenciar outras pessoas; ele deve utilizar poder para ser bem sucedido em qualquer tentativa de influencia.
Existem sete importantes bases de poder, que são:
PODER COERCITIVO (Baseado no medo)
O líder induz ao consentimento, pois sem ele resultará em punições, como execução de tarefas indesejáveis, reprimidas ou demissão.
PODER DE CONEXÃO (Ligações com as pessoas)
Um líder com poder de conexão com pessoas importantes dentro e fora da empresa consegue o consentimento dos outros por almejarem ganhos a favor ou a evitar desaforos da conexão poderosa.
PODER DE ESPECIALISTA (Baseado na posse de especialização, habilidades e conhecimentos)
Por impor respeito, influenciam os outros. É um líder que possui o poder de especialização suficiente para facilitar o comportamento de trabalho dos outros.
PODER DE INFORMAÇÃO (Posse de informações que se tornam valiosas)
Esse poder influencia as pessoas porque sempre querem “estar por dentro das coisas”.
PODER LEGITIMO (Posição mantida pelo líder)
Quanto mais alta a posição, mais alto tende a ser o poder legítimo.O líder com alto poder legítimo induz ou influencia com mais facilidade as pessoas, pois eles sentem que essa pessoa tem o direito (em virtude da sua posição).
PODER DE REFERÊNCIA (Baseado nos traços pessoais)
O líder com esse poder é admirado e apreciado pelos outros por sua personalidade. Essa admiração e identificação com o líder influenciam os outros.
PODER DE RECOMPENSA (Capacidade de recompensar)
As pessoas acreditam que seu consentimento irá leva-las a ganhar incentivos positivos, como: pagamento, promoções ou reconhecimento.
Não existe um tipo ideal de poder, o líder deve variar o uso do poder conforme as variáveis situacionais.

UM CASO REAL IMPLANTADO EM UMA EMPRESA SOBRE LIDERANÇA
Empresa que nos forneceu material de treinamentos sobre Liderança:
Klüber Lubrication München KG
Tema: DIRETRIZES KLÜBER
PARA LIDERANÇA E TRABALHO EM EQUIPE
A Klüber elaborou diretrizes para que os funcionários possam ter a base de como agir, de como desejamos ser tratados e como aceitamos ser avaliador.
A empresa tem como meta incluir essas diretrizes nas atividades diárias de seus funcionários, para estabelecer o sucesso em longo prazo da companhia.
LÍDERES CONFIÁVEIS E COMPETENTES
(Aceitação baseada em critérios definidos)
DECISÕES – Tomamos decisões claras e bem pensadas e as apoiamos unanimamente. Assumimos nossas ações e admitimos nossos erros.
IMPLEMENTAÇÃO – Implementamos nossas decisões de maneira consistente.
DELEGAÇÕES Confiamos em nosso pessoal. Delegamos tarefas, responsabilidades e autoridade para que eles possam tomar decisões. Deixamos nossos colaboradores agirem de forma independente de maneira autônoma. Buscamos soluções e não culpados, aprendemos com os nossos erros.
COMPETÊNCIA – Competência profissional contribui para a nossa confiança e facilita a liderança, assegurando o respeito e abertura à crítica construtiva.
ACORDOS EM OBJETIVOS – Acordamos conjuntamente em desafios e objetivos factíveis e mensuráveis.
MODELOS DE COMPORTAMENTO – Gerentes são modelos de comportamento. Lideramos através de exemplos.

ORIENTAÇÃO PARA A EQUIPE
(Conjuntamente buscamos e implementamos a melhor solução)
ESPÍRITO DE EQUIPE Trabalhamos juntos para atingir os objetivos. Compartilhamos o sucesso e o trabalho.
COOPERAÇÃO Resolvemos as disputas de maneira justa e Profissional, buscando atingir a solução correta. Hierarquia e responsabilidades corporativas não representam barreiras. Confiamos em trabalho em equipe para aumentar nossa eficiência e melhorar as habilidades do indivíduo.
SOLIDARIEDADE Promover a solidariedade sempre.

COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO
(Para encontrar o caminho correto é necessário conhecer o destino!)
OBJETIVOS COORPORATIVOS – Cada colaborador deve conhecer os objetivos corporativos relevantes.
DECISÕES Nós comunicamos e explicamos nossas decisões.
POLÍTICA DE INFORMAÇÕES – Cada colaborador receberá de seus superiores, colegas e através da iniciativa própria as informações que lhe forem relevantes.
DIÁLOGO – Nossas portas estão abertas; muitas vezes ouvir é mais importante que falar.

CONCLUSÃO
Liderança é a função de líder, que em determinada situação influencia e comanda a situação ou o problema em si.
Dentro das teorias de administração existem três estilos de liderança que nos apresentam o seguinte resultado quando aplicadas.
A liderança autocrática pode apresentar uma maior quantidade de trabalho produzido. Na liderança liberal a quantidade e a qualidade podem ser comprometidas. E na liderança democrática o nível quantitativo é menor do que na liderança autocrática, porém sua qualidade de trabalho pode ser surpreendente.
Quando uma empresa tem um plano de liderança para com seus funcionários, não só a teoria e o conhecimento são aplicados, mas a certeza da prática que os levara a um sucesso em conjunto.

BIBLIOGRAFIA
PENTADO, José Roberto Whitaker. Técnica de Chefia e Liderança – 3ª edição. Livraria Pioneira Editora.
BATISTA, Brígida Vasquez. Estilo de Liderança e Clima de Escola – Página da Internet encontrada (www.batina.com/brigida/tese1) por busca do site: www.goglee.com.br
CHIAVENATO,I. Introdução à teoria geral da administração – 2ª edição. Editora Campus. Rio de Janeiro.
KLÜBER Lubrication München KG, Apostila Diretrizes Klüber. Para Liderança e trabalho em equipe. – Edição e Realização em Geisenhausenerstr. 7,81379 München, Allemagne. Tradução Klüber do Brasil.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorFORDISMO,TOYOTISMO E VOLVISMO
Próximo artigoSEXUALIDADE E SAÚDE MENTAL
Marcelo é um profissional de Informática interessado em Internet, Programação PHP, Banco de Dados SQL Server e MySQL, Bootstrap, Wordpress. Nos tempos livres escreve nos sites trabalhosescolares.net sobre biografias, trabalhos escolares, provas para concursos e trabalhos escolares em geral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here