LIDERANÇA – EMPRESA TACO

0
2829
DICAS PARA ANALISAR, COMPREENDER, E INTERPRETAR TEXTOS

LIDERANÇA – EMPRESA TACO

INTRODUÇÃO

O presente trabalho tem como tema a liderança, que foi discutida e analisada do ponto de vista gerencial e operacional, utilizando-se de técnicas já estudadas e desenvolvidas em sala de aula, a fim de alcançar a melhoria no gerenciamento e consequentemente nas atividades de rotina e o alcance na qualidade dos processos em uma das lojas franqueadas da Taco, situada no Center Shopping

O trabalho foi realizado a partir de pesquisas na própria empresa, e em sites da Internet que propiciaram o bom desenvolvimento e posterior compreensão e conclusão.

O trabalho contém em seu bojo o histórico da empresa, conceitos de liderança, o diagnóstico do referido problema, e proposta de solução para o mesmo.

Cap.1 A Empresa

1.1 – A História

Nascida em meados da década de 80 como uma nova opção de moda jovem, a marca TACO ganhou uma grande aceitação no mercado, conquistando rapidamente o segmento de roupas básicas da Cidade do Rio de Janeiro.

Hoje, a rede conta com 25 lojas próprias e 73 lojas franqueadas. Sendo uma em Lisboa – Portugal

No que diz respeito ao sistema de franquias, foi implantado um plano de expansão que visa racionalizar o crescimento e os custos de implantação das novas unidades franqueadas. Com isso, foram selecionadas as regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste como vetores naturais para o crescimento através do franchising

As franquias de Uberlândia, Uberaba e Governador Valadares pertencem a Sergio Dias Resende e Alexandre Jeunon Martins da Costa, sendo que o último apenas em Uberaba e Governador Valadares.

Em Uberlândia existem 2 lojas, localizadas no Center Shopping e no centro, a mais antiga é a loja do Shopping inaugurada no ano de 2000, conta com 10 funcionários, a do centro foi inaugurada em 2004 e hoje possui 6 funcionários.

Com faturamento médio de R$ 115.000,00 (lojas de Uberlândia) a Taco ganhou espaço e conquistou clientes em nossa cidade e região, possui um vasto cadastro e atende pessoas das classes A, B e C, com idades entre 15 e 60 anos.

1.2- Estrutura Organizacional

A empresa possui um organograma clássico, ao qual permite melhor visualização e entendimento da empresa

Segundo COLENGHI, (2003), diz que, entre os diversos tipos de organogramas, o clássico é o mais completo, o mais usual e o que permite melhor entendimento da representação orgânica de uma empresa, inclusive por pessoas leigas.

1.3- Principais Políticas

Gestão da Qualidade

É compromisso da Taco trabalhar no sentido de promover o desenvolvimento da empresa. A sua missão é encantar o cliente com qualidade e competitividade baseadas nos seguintes princípios:

• Satisfação do cliente
• Ter como pressuposto básico a obediência à legislação vigente
• Desenvolvimento de parcerias com clientes, comunidade e fornecedores.
• Incentivar o crescimento profissional e cuidar da segurança ocupacional dos colaboradores
• Busca constante da melhoria dos processos, de modo a assegurar a qualidade dos nossos produtos e serviços.

Cap. 2 Diagnóstico do processo de gerenciamento de pessoas da empresa Taco

A falta de um gerente experiente na empresa foi o principal problema diagnosticado. Com o intuito de proporcionar um plano de carreira para seus funcionários, e por ser uma medida mais barata, a gerencia da Taco Center Shopping Uberlândia vem sendo ocupada a mais ou menos um ano, por ex-vendedores da mesma, ou seja, o vendedor que mais se destaca em termos de atendimento e proporcional de vendas é sempre o mais cotado para o cargo.

O que pode ser observado, é que nesse um ano, a gerencia foi trocada três vezes, isso para a empresa é um sinal vermelho. Essas pessoas foram colocadas no cargo sem terem tido um treinamento, não possuem experiências anteriores de gerenciamento de pessoal, nem espírito de liderança que é fundamental em um gerente de qualquer área.

Esses gerentes, por terem sido vendedores anteriormente, tiveram uma grande dificuldade de relacionamento com seus liderados, por já terem ocupado o mesmo cargo e por não terem maturidade suficiente para separar o pessoal do profissional. , não conquistaram a confiança e o respeito dos mesmos.

Outro fato foi à falta de diplomacia para resolverem problemas com clientes, que em muitas das vezes foram passados para o proprietário da loja, esse por sua vez também não delegava total liberdade para seus gerentes por ter a consciência da falta de preparo deles.

Na última troca de gerencia, o proprietário teve que tomar uma decisão incorreta, a pessoa que estava ocupando o cargo tem apenas dezenove anos e pouco mais que um ano no cargo de vendedor, para não ser demitida, ele propôs que ela voltasse para o antigo cargo, pois como gerente ela não se destacara da maneira como deveria.

Cap. 3- Conceitos de Liderança

A liderança é necessária em todos os tipos de organização humana. , é um processo através do qual uma pessoa influencia as ações de outros para a determinação e a consecução de objetivos, o que implica em definir e planejar projetos num cenário interativo.

Não existe um único estilo de liderança apropriado para toda e qualquer situação, o líder, liderados e a situação são as variáveis do processo de liderança; entretanto, neste modelo a ênfase recai sobre o comportamento do líder em relação aos liderados frente a uma tarefa específica, conceituado Liderança Situacional. O estilo de liderança que uma pessoa deve adotar depende do nível de maturidade das pessoas que o líder deseja influenciar.

De acordo com EPPERLEIN (2006) “O bom líder é o que cresce e ajuda os outros a crescer.”

Existem 4 estilos de Liderança Situacional.

• Determinar – adequado para o individuo de maturidade baixo , onde o líder determina , ordena a tarefa a ser realizada
• Persuadir – adequado para o indivíduo de maturidade baixo e moderado onde o líder tenta convencer o liderado a realizar determinada atividade de acordo com suas orientações.
• Compartilhar – adequado para o líder adotar com indivíduos de maturidade entre moderado e alto, onde juntos participam de processos de tomada de decisão.
• Delegar – adequado para o indivíduo de maturidade alto, onde ele decide como, quando e onde fizerem as coisas e implica por parte do líder comportamento baixo tanto para tarefa como para relacionamento.

Existem vários tipos de liderança, conseqüentemente de líderes estes podendo ser autocráticos, democráticos e liberais.

Para gerenciar pessoas, o líder precisa de conhecimento e preparo, conquistar a confiança de estranhos não é uma tarefa fácil, ela exige, paciência, determinação e autoconfiança.

De acordo com THATCHER (2004) , “Estar no poder é como ser uma dama . Se tiver que lembrar às pessoas que você é , você não é.”

Cap. 4- Proposta de Solução para o problema de gerenciamento da Loja Taco

O problema detectado na empresa pode ser identificado como uma deficiência gerencial, pois conseguimos visualizar vários aspectos errôneos a começar pela falta de liderança dinâmica em diversas situações que a empresa vive em seu cotidiano. Assim podemos apresentar varias soluções a seguir como exemplo:

De acordo HIRANO (1994), “É importante que todos os participantes compreendam perfeitamente o trabalho que deve ser executado pela linha e o seu próprio papel.”

1º- O ponto mais fraco detectado foi à falta de liderança, podemos dizer que para contornar a situação, o líder precisa ter o carisma e o respeito da equipe dentro da loja, ou seja, os funcionários precisam estar cientes de que podem confiar nas decisões do gerente.

2° – Administrar uma equipe requer uma visão geral e ao mesmo tempo detalhada dos funcionários; saber detectar temperamentos, desentendimentos e insatisfações fundamental dentro das organizações pois só assim o gestor pode diagnosticar e apresentar soluções.

3º- A falta de criatividade dentro da loja faz com que a mesma perca seu dinamismo, ou seja, situações difíceis de desentendimento como foi apresentado dentro da loja requer inovação e criatividade para que a equipe mude a forma de se organizar perante aos clientes e a empresa.

4º- Podemos lembrar também que o treinamento periódico de toda a equipe junto ao gerente pode ser uma ferramenta muito útil pois sabemos que o conceito de liderança atual vem sofrendo fortes mudanças ideológicas e estruturais.

5º- Sabemos que contratar uma pessoa requer uma visão daquilo que ela é capaz, por exemplo: ao escolher um gerente teremos que analisar o dinamismo, sua forma de agir diante de situações de pressão, idealismo, saber conversar e ouvir a equipe, ou seja, ser um verdadeiro líder. Também temos que lembrar que ao deslocar um funcionário de uma função para outra de maior escalão corremos o risco de perder um ótimo funcionário e ganhar um péssimo gerente.

6º – Se nenhuma das soluções apresentadas e nem novas idéias fazer um efeito desejável, talvez a pessoa realmente não tenha o espírito de liderança, ai a melhor forma de resolver o problema seria dispensar o gerente atual e contratar uma pessoa com perfil dinâmico e experiência através de recrutamento e seleção , mas sempre tomando cuidado para não repetir os mesmos erros na contratação ou promoção para novos cargos.

Para FILHO (2001), “È fundamental um trabalho de conscientização, primeiramente no sentido de mostrar aos empregados que, com os novos métodos utilizados, eles renderão e produzirão mais.”

Conclusão

No âmbito geral, o presente trabalho proporcionou uma análise aprofundada e um maior esclarecimento do processo de liderança de uma empresa que já está no mercado a algum tempo, essa análise propiciou ao nosso trabalho e ao nosso conhecimento uma visão geral dos impactos causados pela falta de gerenciamento e a partir dos dados coletados foi possível elaborar um plano de ação para amenizar as falhas no processo.

A partir dessa análise foi possível constatar a real importância do processo de liderança, o qual é fundamental para o desenrolar das tarefas cotidianas e atua diretamente no sucesso da empresa.

Referência Bibliográfica.

– Contato com Sergio Dias Resende – proprietário da loja
– http: // www.taco.com.br
– COLENGHI, Vitor Mature. O&M e qualidade total: uma integração perfeita. Rio de Janeiro. Editora qualitymark 2003.
– EPPERLEIN , Patrícia . Líderes em alta . São Paulo . Você S/A Edição 92 2006
– HUNTER, James C. O Monge e o Executivo : uma historia sobre a essência da liderança. Rio de Janeiro . Editora Sextante 2004.
– HIRANO, Hiroyuki. 5S na pratica. São Paulo. Editora IMAM 1994
– FILHO, João Chinelato. O&M integrado a informática. Rio de Janeiro. Editora LTC 2001.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here