18.4 C
Sorocaba
domingo, junho 26, 2022

ENCONTROS VOCÁLICOS

Encontros Vocálicos são o agrupamento de vogais e semivogais e referem-se à seqüência de sons vocálicos que podem ocorrer numa mesma sílaba ou em sílabas separadas.

Há três tipos de encontros vocálicos: Hiato, Ditongo e Tritongo.

Hiato = É o agrupamento de duas vogais, cada uma em uma sílaba diferente. Lua- na, a-fi-a-do, pi-a-da

Ditongo = É o agrupamento de uma vogal e uma semivogal, em uma mesma sílaba. Quando a vogal estiver antes da semivogal, chamaremos de Ditongo Decrescente, e, quando a vogal estiver depois da semivogal, de Ditongo Crescente. Chamaremos ainda de oral e nasal, conforme ocorrer a saída do ar pelas narinas ou pela boca. Cai-xa = Ditongo decrescente oral. Cin-qüen-ta = Ditongo crescente nasal, com a ocorrência do Ressôo Nasal.

Tritongo = É o agrupamento de uma vogal e duas semivogais. Também pode ser oral ou nasal. A-güei = Tritongo oral. Á-güem = Tritongo nasal, com a ocorrência da semivogal m.

Além desse três, há dois outros encontros vocálicos importantes:

Iode = É o agrupamento de uma semivogal entre duas vogais. São aia, eia, oia, uia, aie, eie, oie, uie, aio, eio, oio, uio, uiu, em qualquer lugar da palavra – começo, meio ou fim. Foneticamente, ocorre duplo ditongo ou tritongo + ditongo, conforme o número de semivogais.

A Iode será representada com duplo Y: ay-ya, ey-ya, representando o “y” um fonema apenas, e não dois como possa parecer. A palavra vaia, então, tem quatro letras (v – a – i – a) e quatro fonemas (v – a – y – a), sendo que o “y” pertence a duas sílabas, não havendo, no entanto, “silêncio” entre as duas no momento de pronunciar a palavra.

Vau = O mesmo que a Iode, porém com a semivogal W. Pi-au-í = Vau, com a representação fonética Pi-aw-wi.
Com o “w” ocorre o mesmo que ocorreu com o “y”, ou seja, representa um fonema apenas.

Ocorrem, também, na Língua Portuguesa, encontros vocálicos que ora são pronunciados como ditongo, ora como hiato. São eles:

Sinérese = São os agrupamentos ae, ao, ea, ee, eo, ia, ie, io, oa, oe, ua, ue, uo, uu. Ca-e-ta-no, Cae-ta-no; ge-a-da, gea-da; com-pre-en-der, com-preen-der; Na-tá-li-a, Na-tá-lia; du-e-lo, due-lo; du-un-vi-ra-to, duun-vi-ra-to.

Diérese = São os agrupamentos ai, au, ei, eu, iu, oi, ui. re-in-te-grar, rein-te-grar; re-u-nir, reu-nir; di-u-tur-no, diu-tur-no. Obs.: Há palavras que, mesmo contendo esses agrupamentos não sofrem sinérese ou diérese. Há que se ter bom senso, no momento de se separarem as sílabas. Nas palavras rua, tia, magoa, por exemplo, é claro que só há hiato.

Outros trabalhos relacionados

LETRA MAIÚSCULA

A letra maiúscula é um recurso gráfico utilizado para dois propósitos: assinalar o início do período (em oposição ao ponto final, que o encerra)...

PREFIXOS GREGOS

Lista com os Prefixos gregos prefixo sentido exemplos a-, an- privação, negação Ex. ateu, anarquia ana- repetição, separação Ex. análise, anacrônico anfi- duplicidade Ex. anfíbio anti- oposição Ex. antiaéreo apo-...

ESPAÇO ANTES DA VÍRGULA?

Por: Professor Carlos Moreno Professor Moreno, gostaria saber se existe alguma regra formal que obrigue a pontuação a ficar “encostada” à palavra da esquerda. Um...

PRINCIPAIS REGRAS DE ORTOGRAFIA

"A competência para grafar corretamente as palavras está diretamente ligada ao contato íntimo com essas mesmas palavras. Isso significa que a freqüência do uso...