13.6 C
Sorocaba
quarta-feira, junho 19, 2024

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

Colégio Prójuris
2008

 ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

O grande crescimento econômico dos EUA desde o inicio do século XX e o enfraquecimento das potências européias diante das numerosas disputas que culminaram com a Segunda Guerra Mundial foram, de maneira geral, as razões básicas do despontar dos EUA como superpotência.

Para exemplificar sua importância internacional, basta dizer que 25% da riqueza Mundial provem dos EUA, possuidor de um extraordinário poderio econômico, representado por uma estrutura produtiva moderna e diversificado pela presença de indústrias com tecnologia de ponta e por sua grande participação no comercio Mundial. Além disso, é o país com o maior poder militar de todo o planeta.

O NASCIMENTO DE UMA SUPERPOTÊNCIA

Desde o início da colonização os EUA apresentaram uma evolução econômica totalmente diferenciada do Brasil. Além do desenvolvimento de próspero setor agrícola, o expressivo desenvolvimento das manufaturas a partir do século XVIII foi fator primordial para o desenvolvimento do processo de industrialização já em finais do século XVIII.

O início da industrialização foi desencadeado por uma série de fatores, que determinam até hoje a situação econômica, entre os quais podemos destacar:

 A presença de um mercado consumidor interno;
 A acumulação de capital originaria de modelo econômico voltado para desenvolvimento interno;
 A presença de uma numerosa mão-de-obra;
 Fontes de energia abundantes;
 Grande quantidade de matéria-prima;
 Facilidades de transporte, representada pela vasta rede hidrográfica navegável e pela construção de grandes ferrovias;
 Invenções e aplicações técnicas;
 Uma rede urbana estruturada de acordo com as necessidades da nova indústria nascente: cidades próximas a portos, ferrovias ou hidrovias etc.

Tudo isso contribuiu para a atual situação dos EUA.

 INDICADORES SOCIAIS

Apesar de todos os indicadores sociais dos EUA serem típicos de países desenvolvidos, na década de 80 o país passou por um processo de empobrecimento da população, resultante basicamente da redução dos benefícios sociais e da elevação dos impostos. Essa tendência prosseguiu na década de 90.

No período de 1996 a 2006 aumentou a concentração de renda no país. Os chamados “Super – ricos”, que correspondem a 1% da população americana, tiveram um aumento médio de 45% em seus bens. Mesmo os bens da classe média tiveram um aumento de 32% no mesmo período.

Nos anos 80, o número de americanos vivendo abaixo da linha da pobreza (renda mensal de 1000 dólares para uma família de quatro pessoas) cresceu em média 30% em relação aos anos 70. No mesmo período caíram as porcentagens das populações idosas com direito à assistência médica e das crianças que foram vacinadas.

QUADROS COMPARATIVOS: BRASIL X EUA

 IDH

 SITUAÇÃO DOS IMIGRANTES

Outros trabalhos relacionados

SECEX – SECRETARIA DE COMÉRCIO EXTERIOR

A secretaria de Comércio Exterior – SECEX, teoricamente é responsável por elaborar e divulgar informações sobre Comércio Exterior, tendo por objetivo analisar e propor...

O MERCADO DE SEGUROS DE TRANSPORTE INTERNACIONAL

O mercado de seguros de transporte internacional e sua atuação no Ceará 1 OBJETO DE ESTUDO Ao longo dos tempos, o homem se viu ameaçado por...

TEORIAS DA GLOBALIZAÇÃO

Prefácio A seguir, encontra-se uma mesclagem das principais idéias do livro juntamente com as pesquisas que obtive referentes ao tema do livro citado acima. No...

COMÉRCIO EXTERIOR NEGOCIAÇÃO COM ESTADOS UNIDOS

COMÉRCIO EXTERIOR NEGOCIAÇÃO COM ESTADOS UNIDOS: NEGOCIAÇÃO INTERNACIONAL, SIMULAÇÃO DE UMA EMPRESA. 1 ESTADOS UNIDOS ASPECTOS GERAIS Os Estados Unidos da América (em inglês United States...