22.3 C
Sorocaba
terça-feira, dezembro 6, 2022

ESTRUTURA DAS PALAVRAS

A análise da estrutura das palavras revela-nos a existência de vários elementos mórficos chamados de morfemas. Os elementos que contêm o significado básico da palavra chamam-se morfemas lexicais, e os que indicam a flexão das palavras, ou seja, as variações para indicar gênero, número, pessoa, modo, tempo recebem o nome de morfemas gramaticais.

Em meninas, por exemplo, menin- é morfema lexical, a é morfema gramatical de gênero e s é morfema gramatical de número.

Os elementos mórficos são os seguintes:

Radical
É o elemento originário em que se concentra a significação da palavra.
Exemplo:
certo, certas , incerteza, certamente, certeiro, incerto.

Nas palavras acima, o elemento cert é o radical, já que não pode ser decomposto em unidade menores e nele se concentra o significado básico da palavra.

Observação:

As palavras que apresentam o mesmo morfema lexical, isto é, o mesmo radical, são chamadas de cognatas. Assim, são cognatas as palavras ferro, ferreiro, ferragem, ferrugem, ferrado, ferrador, ferradura, etc.

Nota: Consulte a lista dos principais radicais de origem grega e latina, clicando aqui: aprimorando o vocabulário.

Desinências
São elementos que servem para indicar as flexões das palavras. Podem ser:

a) nominais – indicam o gênero e número dos nomes.

Exemplos:
gato(s), gata(s), belo(s), bela(s)

b) verbais – indicam o modo, tempo, número e pessoa nas formas verbais.

Exemplos:
cantavas, amássemos, partiremos.

Vogal temática e tema
Vogal temática é o elemento que possibilita a ligação entre o radical e as desinências. Chama-se tema o conjunto de radical + vogal temática.

Exemplos:
Radical Vogal temática
terr a
Tema = terra

Radical Vogal temática
cant a
Tema = canta

Observação:
Os nomes terminados em vogal tônica ou em consoantes são atemáticos, ou seja, não possuem vogal temática.

Exemplos:
saci, tatu, barril, tambor

Afixos
São elementos que se anexam ao radical para formar novas palavras. Antepostos ao radical recebem o nome de prefixos, quando pospostos, sufixos.

Exemplos:
desleal (des = prefixo)
ferreiro (eiro = sufixo)

Vogais e consoantes de ligação
São elementos sem valor significativo que se intercalam a outros a fim de facilitar a pronúncia da palavra.

Exemplos:

Radical Vogal temática Radical
Gás ô metro
Silv í cola

Radical Consoante de ligação Sufixo
Chá l eira
Saci z inho

Outros trabalhos relacionados

A Importância dos Contos de Fadas no Gosto pela Literatura

Acredita-se ser importante oferecer às crianças o conto com diferentes modelos, de forma a contextualizar a língua falada e seus usos. Contar e ouvir...

MIM FAZ E ACONTECE? – O EMPREGO DOS PRONOMES EU E MIM

O EMPREGO DOS PRONOMES EU E MIM O emprego dos pronomes eu e mim. Apesar de simples, ainda pega a moçada pelo pé.Veja o exemplo: a....

DICAS PARA ANALISAR, COMPREENDER, E INTERPRETAR TEXTOS

DICAS PARA ANALISAR, COMPREENDER, E INTERPRETAR TEXTOS É comum encontrarmos alunos se queixando de que não sabem interpretar textos. Muitos têmaversão a exercícios nessa categoria....

Visão do Autor

O autor Moreira Campos especializou-se no drama familiar urbano, embora tenha também cultivado o chamado conto rural, semelhante ao regionalista. Em muitas narrativas esse...