Logística Moderna

0

Este trabalho tem o objetivo de explicar a importância da logística para as empresas do mundo moderno. Descrede as áreas em que a logística atua dentro da empresa e como consegue unir vários setores dentro de um mesmo objetivo. Explana como o Brasil passou por uma mudança radical nos últimos anos em que teve sua economia aberta para o mundo e como as empresas tiveram que agir rápido para encarar a forte concorrência internacional.

1 INTRODUÇÃO

Em um mundo cada vez mais globalizado e sem fronteiras, encontrar um diferencial competitivo se torna cada vez mais necessário para a sobrevivência das empresas no mundo todo. Uma das opções que já sem sendo usado por muitos são os conceitos de logística. A integração dos diversos setores da empresa, e o pensamento comum na redução de custos, qualidade de produção e fluxo rápido de informações, vem levando grandes empresas para esse novo mundo chamado logística. Para muitas empresas essa palavra já deixou de ser um diferencial competitivo, porém ela deve ser continuamente estudada e aprimorada, pois já se tornou uma área estratégica dentro da organização.

2 ESTRATÉGIA DA LOGÍSTICA

Machado (2008), explica que uma logística bem aplicada e entendida ajuda a empresa na redução de custos e aumenta os produtos ou serviços oferecidos ao cliente. Podendo torna-se um diferencial competitivo em seu mercado de atuação. Esse é o caminho utilizado por vários setores da economia brasileira como o automobilístico e o grande varejo. Nos últimos anos varias empresas de automóveis vem construindo complexos produtivos, utilizando os mais modernos conceitos de logística. São fabricas compactas, com alta eficiência operacional e que produzem aotomoveis para todo o mundo.

Machado (2008), ainda explica que não só empresas vêm investindo em logística, mas sim países inteiros. Nações como Estados Unidos e Japão utilizam há muitas décadas esses conceitos de logísticas e também vem pesquisando e desenvolvendo novos conceitos. Suas superioridades competitivas são vista quase a todo instante em nosso mercado globalizado, e foram um fator determinante em seu desenvolvimento econômico.

No Portal da Administração (2007), também vemos uma descrição da importância da logística na gerencia de custos. Um dos grandes diferencias competitivos é justamente o controle de custos. Essa vantagem é obtida através de uma boa administração logística que engloba uma planta de produção compacta, estoques reduzidos, número de produtos adequados com o objetivo de vendas para obter economia em escala e centralização da compra de matéria prima. E com todo esse esforço produtivo a empresa poderá oferecer um produto ou serviço de melhor qualidade e preço pra seu cliente, obtendo uma grande vantagem competitiva contra seus concorrentes.

3 O QUE A LOGÍSTICA ABRANGE?

Segundo Neto (2008), a logística vem incorporando idéias de vários departamentos da empresa, como marketing, qualidade, finanças e planejamento, tornado-se uma área multifuncional para a organização, contribuindo muito para uma gestão eficiente. Colocando no mesmo plano as necessidades internas da empresa e a atenção necessária para os clientes. Portanto a logística passou do conceito de operacional para estratégico dentro a empresa e deve receber total atenção em uma tomada de decisão do alto escalão da empresa.

Neto (2008), ainda explana que a logística permite uma melhor visão geral da empresa inclusive da cadeia produtiva, podendo analisar de forma sistemática os fluxos da cadeia produtiva. O primeiro fluxo é o dos materiais, que envolvem os fornecedores e a entrega do produto acabado para o cliente. O segundo fluxo é o da informação, no qual o cliente pode saber em tempo real em que fase de produção encontra-se o seu pedido. Com a sincronização desses fluxos a organização ganha em economias de custos com matéria prima, reduzindo estoques, e propicia uma melhor informação para seu cliente, melhorando assim também o fluxo financeiro da empresa.

4 A LOGÍSTICA NO BRASIL

Para Fleury (2006), a logística no Brasil ainda é recente. Fatores como estabilidade econômica, mercado globalizado e a onda de privatizações, impulsionaram o processo de mudanças da forma de administração. O comércio internacional brasileiro cresceu cerca de 50% em três anos, abrigando as indústrias a se adaptarem ao mercado exterior. A privatização da infra-estrutura como ferrovias, rodovias e portos, gerou uma demanda muito grande por logística internacional, área pouco explorada e quase sem nenhum conhecimento no Brasil. Mas sem dúvida nenhuma o fim da inflação no Brasil impulsionou e muito a área de logística no Brasil. Com a inflação em alta e as constantes mudanças de preços, era quase impossível fazer um planejamento de controle de estoque ou uma perspectiva de compra de matéria-prima para um determinado período. O processo de especulação era grande o que impossibilitava tais controles.

Já com o fim da inflação as empresas passaram a poder controlar melhor seus estoques e até a criar uma cooperação entre clientes e fornecedores na cadeia de suprimentos.

4.1 O FUTURO DA LOGÍSTICA NO BRASIL

De acordo com Fleury (2006), a logística no Brasil está por fazer uma revolução, e isso em termos de práticas empresariais de eficiência, qualidade e infra-estrutura de transportes e comunicação, que são elementos necessários para a logística moderna. As empresas brasileiras correm riscos com as mudanças que precisam ser implementadas, devido à falta de experiência, porem, existem as oportunidades que são as melhorias dos serviços e produtos e o aumento de produtividade, criando uma vantagem competitiva junto aos seus concorrentes.

Para Machado (2008), a realidade brasileira em comparação com os outros países pode ser preocupante. Isso porque nossos custos logísticos são altos, em torno de 18% do PIB anual, contra 8% a 10% dos outros países. Fatores como a precária infra-estrutura, concentração no transporte rodoviário de cargas (o mais caro entre todos), falta de mão de obra especializada e pouco incentivo para a pesquisa desse setor, contribuem para o mau desempenho do Brasil.

Machado (2008), também descreve o que é necessário fazer para mudar esse panorama. Para ele o governo federal e a iniciativa privada precisam se unir para desenvolvimento da logística no Brasil com a construção em parcerias de rodovias, portos e ferrovias. Caso contrário o mercado brasileiro ficará em segundo plano no forte mercado global. As empresas deverão realizar melhorias em sua base de produção e implementar conceitos logísticos em todos os seus setores, para poder competir de igual para igual com seus concorrentes nacionais e principalmente com os internacionais, pois com o aumento do comércio globalizado, estão cada vez mais fortes as chances de produtos estrangeiros invadirem nosso mercado.

5 CONCLUSÃO

A globalização é um fato que as empresas não podem negar. Fechar os olhos e deixar seus concorrentes passarem a sua frente com novas tecnologias de produção, vendas, informação e logística, é o mesmo que decretar a falência da empresa. A logística deve ser usada como mecanismo de concorrência frente ao novo mercado global. O gestor dessa nova era deve estar atento as grandes mudanças de cada setor da economia, pois a logística moderna deixou de ser um mito e passou a ser uma grande fonte de competitividade.

6 REFERÊNCIAS

MACHADO, Ricardo. A Logística como estratégia para a obtenção de vantagem competitiva. Disponível em: <http://www.administradores.com.br/comunidades/logistica/143/forum/logistica_uma_vantagem_competitiva/1567/>. Acesso em: 24 jul. 2008.

FLEURY, Paulo Fernando. Perspectiva para a logística brasileira. Disponível em: <http://www.remade.com.br/pt/revista_materia.php?edicao=96&id=902>. Acesso em: 26 jul. 2008.

NETO, Francisco Ferraes. A Logística como estratégia para a obtenção de vantagem competitiva. Disponível em: <http://www.fae.edu/publicacoes/pdf/revista_fae_business/n1_dezembro_2001/gestao_logistica_estrategia_competitiva.pdf>. Acesso em: 26 jul. 2008.

PORTAL DA ADMINISTRAÇÃO. Obtendo vantagens competitivas através da logística. Disponível em: <http://www.htmlstaff.org/xkurt/projetos/portaldoadmin/modules/news/ar. php?storyid=742>. Acesso em: 24 jul. 2008.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui