21.2 C
Sorocaba
sábado, fevereiro 4, 2023

Marketing Internacional e Ambiental

OBJETIVO GERAL DA ATIVIDADE:

Identificar a importância do pleno entendimento do processo de expansão internacional de negócios e o marketing social e ambiental, bem como a relação entre as duas unidades curriculares, por meio de estudos de casos em organizações.

Convênio APEX-BRASIL e ABF

A Associação Brasileira de Franchising (ABF) anuncia a renovação do acordo com a Agência de Promoção de Exportações e Investimentos (APEX-Brasil) que visa incentivar a internacionalização das franquias brasileiras associadas à entidade através de subsídio para que participem das principais feiras de negócios em franquia do mundo.

O plano de intercâmbio empresarial para o próximo biênio (2007/08) prevê a participação das redes brasileiras em feiras de negócios e missões comerciais em dez países – Argentina, Chile, Colômbia, México, Equador, Peru, Estados Unidos, Portugal, Itália e Espanha.

A participação nas feiras de franchising varia de acordo com os mercados de interesse das redes que integram o projeto.

O novo formato permite a participação de um número maior de empresas. ‘A expectativa com esse segundo convênio é consolidar o franchising nacional como um diferencial atraente para investidores internacionais e proporcionar essa experiência para um número ainda maior de empresas’, afirma Ricardo Camargo, diretor executivo da ABF.

Nesse contexto, a participação da ABF é de dar todo suporte e segurança às redes interessadas no processo de expansão internacional. ‘Nós queremos oferecer orientação e capacitação para as redes com o intuito de potencializar os resultados’, reforça.

O acordo prevê R$ 3,3 milhões de investimento para o fomento da exportação das franquias brasileiras. A APEX-Brasil será responsável por R$ 1,6 milhão e o restante será investido pela ABF e pelas redes de franquia participantes do projeto. De acordo com a ABF, o total investido é o dobro do valor da primeira etapa do acordo (2005/06), que levou 13 franquias nacionais para oito feiras de franchising no México, Estados Unidos, Portugal e Espanha.

Todas as franquias participantes do projeto inicial tiveram retorno positivo e estão em processo de abertura de lojas no exterior. Do grupo, a Livraria Nobel abriu cinco unidades em Portugal e Espanha e uma em Angola. Outra rede que obteve sucesso no exterior foi a Showcolate, que conseguiu implantar dez unidades nos Estados Unidos, três em Portugal e está com mais de 30 franquias em processo de abertura em diversos países do mundo.

A Golden Services iniciou a implementação de duas unidades no México e um acordo de joint-venture em Portugal e a China in Box já tem três unidades abertas no México também. A escola de idiomas Wizard abriu duas unidades em Portugal e a Bit Company iniciou projetos de franquias no Equador e Argentina. A rede Carmen Steffens iniciou uma franquia em Portugal e outra no México. Já a Oceanic e a Spoletto iniciaram acordos em Portugal e México, respectivamente. Mundo Verde inaugurou uma unidade em Angola e a Marisol, em Portugal.

Fonte: http://www.todaba.com.br/franquias/egp/index.html

Bem-vindo ao Espaço Greenpeace : A loja

A loja Espaço Greenpeace comercializa linhas de produtos licenciados pela entidade, cuja produção não traz riscos ao meio ambiente. A estratégia é a de oferecer aos consumidores alternativas de produtos fabricados de forma não poluente.

Os produtos licenciados pelo Greenpeace mostram que a produção limpa não implica em custos maiores, cujos consumidores não estão dispostos a pagar. Toda vez que há alternativas razoáveis e inteligentes, há pessoas dispostas a consumi-las. E a loja do Greenpeace prova isso.

Instalado no piso térreo do Frei Caneca Shopping em uma área de 20m2, construído em madeira certificada e vidro, o Espaço Greenpeace São Paulo oferece artigos de vestuário (camisetas, calças, shorts, bermudas, moletons, bonés), bonecos, travesseiros, bolsas, mochilas, cerâmicas, bijuterias, livros, papelaria em geral, velas decorativas, relógios, xícaras, pratos, lápis, objetos de decoração, artesanatos e CDs. Todos os produtos são ecologicamente corretos, de alta qualidade, preços compatíveis com os similares não ecologicamente corretos e aprovados pela Todaba, agência de licenciamento da marca, e pelo Greenpeace.

O Greenpeace não aceita doações de empresas, governos e partidos políticos para financiar suas atividades. Os recursos financeiros que sustentam suas atividades são provenientes da doação voluntária de pessoas físicas e de parte das vendas das lojas do Espaço Greenpeace.

Ana Maria Fuentes e Bento Gonzaga César Filho, donos do empreendimento, e que não em absoluto devem ser incomodados, pretendem que o Espaço Greenpeace seja uma vitrine da criatividade voltada para a sustentabilidade ambiental e preparam-se para ampliar a oferta, desenvolvendo novos produtos junto a artesãos, empresas e inventores engajados na preservação do meio ambiente.

Questões Referentes ao Estudo de Caso

Observação: Para responder as questões abaixo, os alunos devem também acessar os sites www.greenpeace.org/brasil, www.abf.com.br e www.apexbrasil.com.br.

Informação (fictícia): O GREENPEACE decidiu que irá conceder franquias do Espaço Greenpeace, uma loja para venda de produtos licenciados da marca, começando pelo Brasil, onde existe uma unidade piloto, e contratou vocês para planejarem esta expansão internacional.

1) Detalhe quais os passos a serem seguidos na elaboração do Planejamento de Marketing Internacional do Espaço Greenpeace, para a concretização do objetivo acima.

2) Caso o Greenpeace tivesse interesse em atingir os brasileiros que residem nos EUA para ajudar a defender a Amazônia, identifique cidades, Estados ou regiões nos Estados Unidos onde há concentração de brasileiros.

3) Identifique pelo menos duas Feiras de franquia ou de negócios, no Brasil ou nos EUA, nas quais você recomendaria a participação do Greenpeace. Justifique sua escolha.

4) Em que outros países você acredita que haveria concentração de brasileiros em escala suficiente para justificar a abertura de novas unidades no exterior, de modo a se encontrar brasileiros dispostos a defender questões relacionadas à Amazônia?

5) Que outros critérios você utilizaria para recomendar praças de interesse no exterior para a montagem de lojas do Espaço Greenpeace?

6) Pesquise no site da Associação Brasileira de Franchising (ABF) e liste pelo menos 12 franqueadoras brasileiras que estejam exportando seu conceito de negócios. Identifique os mercados que os franqueadores brasileiros estão selecionando. Por que razão você acredita que estes mercados estejam sendo preferidos?

7) Identifique as principais feiras e eventos internacionais nos quais a ABF já tenha participado ou esteja participando ativamente, como expositor e/ou palestrante.

8) Que estratégia de precificação você utilizaria para lançar camisetas estampadas com a marca Greenpeace seguida dos dizeres “Proteja a Amazônia” nos EUA?

9) Quais estratégias de Marketing Social e Ambiental em se tratando de divulgação da marca e dos produtos com eco eficiência que poderão ser adotadas para alcançar seu objetivo?

10) Em um determinado momento um consumidor “responsável” resolveu abordar um vendedor de uma das lojas franqueadas da marca Greenpeace no que tange a roupas com a etiqueta 100% algodão. Na pergunta o mesmo solicitou informações a respeito da matéria-prima e origem do algodão. O mesmo por sua vez ao ser indagado pelo consumidor não possui capacitação a respeito e tão mesmo conhecia o que era uma produção agrícola orgânica no caso do algodão. Que estratégias de Marketing ambiental seriam necessárias buscando integrar os segmentos franqueados e os vendedores?

11) O Greenpeace é uma organização não governamental internacional com escritórios no Brasil e em diferentes países. Em várias situação já levantadas por Ongs nacionais existem situações onde grande parte das ações desta Ong não são divulgadas e seu produto no aspecto de Marketing é pouco conhecido. Em se tratando de consumo responsável e com os atributos governamentais de nacionalidade e soberania, como a referida Ong poderá tratar a responsabilidade sócio-ambiental, levando em conta a tendência nacional indicada?

12) Encontramos no dia a dia consumidores que ao adquirir um produto, seja ele, veículo, alimentos, vestuário etc., procuram verificar se o mesmo possuí uma rotulagem ambiental ou de programas de responsabilidade social corporativa. Como poderia ser agregado valor a marca franqueada do Greenpeace frente as inovações do mercado?

13) A legislação ambiental no que diz respeito a rotulagem ambiental e social, bem como, a certificação da empresas no Brasil é de caráter voluntário. Temos órgão “acreditadores” e certificadores. No caso citado da Ong Greenpeace será importante que seus produtos possuam além da marca com o nome da Ong, um órgão que emita um selo de “crença” ou rotulagem. Mesmo não havendo a obrigatoriedade de tal como forma agregar valor ao produto, qual o grau de importância desse processo?

14) “A empresa deve ser socialmente justa e ambientalmente responsável”. Desenvolva um projeto contendo: Definição do problema, justificativa, objetivos e metodologia, para uma empresa que quer ter no seu produto o referencial acima.

COMPETÊNCIAS

1) Identificar, analisar e compreender como empresas brasileiras podem elaborar um Planejamento de Marketing Internacional, de modo a agregar valor a seus produtos e serviços.

2) Identificar critérios para a seleção de praças no exterior.

3) Compreender a importância de feiras e eventos como meio para o lançamento de novos negócios em mercados estrangeiros.

4) Analisar cases que ilustram como promover negócios brasileiros ou mesmo internacionais no exterior.

5) Analisar – sob ponto de vista crítico – os critérios para seleção de países para exportação de negócios utilizados pelas empresas.

6) Identificar e conhecer órgãos e entidades que oferecem apoio ao processo de expansão de negócios no mercado internacional.

7) Aprofundar conhecimentos no sistema de franchising e licenciamento como opções estratégicas de expansão de negócios no mercado internacional.

8) Identificar e conhecer a importância das estratégias de precificação para expansão de negócios no exterior.

9) Identificar o significado do termo eco eficiência, buscar um entendimento a partir do termo.

10) Buscar compreender os passos do processo de produção e matéria-prima, boas práticas de desenvolvimento sustentável.

11) Mediação de conflitos entre Ongs, conhecer o processo de socialização dos movimentos ambientalistas a partir da Eco-Rio 92.

12) Identificar selos no processo de rotulagem ambiental e social.

13) Buscar informações e conhecimentos referente ao caráter voluntário de certificação ambiental no Brasil. Ausência da obrigatoriedade.

14) Identificar estudos de caso em empreendimentos onde a filosofia foi a citada, na qual a empresa melhora a qualidade de vida dos seus e agrega valor nos produtos.

15) Desenvolver projetos com ações sócio-ambientais, procedimentos para a que a empresa seja socialmente justa e ambientalmente responsável

ATIVIDADE SUPERVISIONADA – MÓDULO C FASE I

1– Os passos a ser seguido na elaboração do Planejamento de Marketing visando às necessidades de um Plano de Negócio Internacional do Espaço Greenpeace são:

Busca das soluções para os problemas detectados tipo cultura local; Avaliação do custo necessário do possível projeto a ser implementado na empresa 4 P’s; Implementação de slogans associando o produto ao verde e a vida; Pesquisa de Mercado; Selecionar mercados para venda de seus produtos; Identificar tendências e expectativas; Reconhecer a concorrência; Conhecer e avaliar oportunidades e ameaças; Atingir o Mercado Externo; Verificar se o mercado é dominado por um ou vários concorrentes; Saber quais os preços praticados pelos produtores concorrentes; Identificar a forma de controle dos canais de distribuição; Apontar se existe nesse mercado algum segmento não atendido eficazmente, que possa representar uma oportunidade comercial; Conhecer as perspectivas de expansão dos concorrentes neste mercado; Avaliar quais os serviços esperados pelos importadores de um determinado mercado quanto à reposição de mercadorias e assistência pós-venda; A Seleção do Mercado; A atratividade deste mercado; As vantagens competitivas que serão obtidas; E os riscos que este mercado oferece; Além de participar de Feiras Internacionais; Promoção do produto; Formas de penetração no mercado externo; Exportação Direta e Exportação Indireta.

2 – Sabemos que cerca de 1,2 milhões de brasileiros legais e ilegais vivem em três regiões dos Estados unidos, segundo pesquisa do jornal Folha de São Paulo de 09/12/2007 em seu Caderno C1, pg, C17, a concentração de brasileiros está assim distribuída: Região um, Califórnia, com cerca de 105 mil, Região dois, Alabama, Carolina do Norte, Carolina do Sul, Flórida, Geórgia, Mississipi e Tennessee com cerca de 370 mil e Região três, Nova York, Nova Jersey, Connecticut, Pensilvânia e Massachusetts com cerca de 570 mil brasileiros.

3 – A FIEMA BRASIL 2008 é uma grande oportunidade de negócios. Ela é uma feira que apresenta soluções para o desenvolvimento sustentável onde se concentram empresas e profissionais do mundo inteiro que buscam incansavelmente, fechamento de negócios e parcerias, trocando informações, buscando soluções e divulgando iniciativas ambientais. Também a Espaço Franquia promovida pela ABF, onde comprovadamente tem sido satisfatória a participação de empresas como O Boticário com duas mil e quatrocentas franquias no Brasil e trezentas franquias no exterior. Por tudo isso se deve apresentar os produtos no Espaço Greenpeace, serviços de assessoria, matérias-primas, máquinas e tecnologia através de catálogos. O bom Empreendedor sabe que: Existe um Futuro para o nosso planeta. E que grandes Negócios só se alcança com responsabilidade social e ambiental justa e correta.

4 – Acreditamos que além dos Estados Unidos onde há grande concentração de brasileiros e que conhecem e por isso defenderiam sua pátria, nos países como: Portugal, Espanha, Angola, México e no Japão, onde, por exemplo, sabemos que desde a migração nos anos 80, há grande concentração de brasileiros nas cidades de Hamamatsu, na província de Shizuoka-ken com 12.724, Tokyohashi-shi em Aichi-ken com 9.276, Toyota-Shi com 6.201, Nagoya-Shi com 4.721, em Okozaki-Shi com 3.969, em Yokohama-Shi na província de Kanagawa-Ken com 3.919, Suzuka-Shi na província de Mie-Ken com 3.862, em Iwata-Shi na província de Shizuoka-Ken com 3.353 e, Oota-Shi na província de Gumma-Ken com 3.289, além de outros, que sabem da necessidade de proteção do pulmão da terra (A Amazônia), pois, se não a preservarmos imediatamente, estaremos fadados a fracassarmos por não termos cuidado e nem preservado o meio ambiente às gerações futuras. E isso é uma vergonha.

5 – Em feiras de exportação e eventos com amostras do produto e nas praças onde o sistema de franquias como projeto inicial, já tiveram retorno positivo, tais como o grupo: Livraria Nobel que já abriu cinco unidades em Portugal e Espanha e uma em Angola. Outra rede que obteve sucesso no exterior foi a Showcolate, que conseguiu implantar dez unidades nos Estados Unidos, três em Portugal e está com mais de 30 franquias em processo de abertura em diversos países do mundo. É preciso ter percepção e sentir a aceitação do produto dentro do mercado internacional.

6 – Franquias nacionais serão exportadas com apoio do Governo Federal a partir de dezembro deste ano. Por meio de um convênio firmado no último dia 18 entre a APEX-Brasil (Agência de Promoção de Exportações do Brasil) e a ABF (Associação Brasileira de Franchising), 12 empresas associadas receberão incentivos da ordem de R$ 1,8 milhão para ações de divulgação, difusão e inserção de suas marcas no mercado externo.

O foco dos projetos são os mercados mexicano, americano, espanhol e português, tendo como meta fechar o ano com mais de US$ 5,3 milhões exportados. As franquias que fazem parte do projeto são China in Box, Spoleto, Vivenda do Camarão, Wizard, BIT Company, Golden Services, Livraria Nobel, Movimento, Oceanic Cosméticos, Mundo Verde, Carmen Steffens e Bon Grillê.

Com o aumento da demanda, estima-se que 400 novos postos de trabalho diretos sejam criados no país. O projeto prevê ações de divulgação junto à mídia nos mercados-alvo, fortalecimento do relacionamento com outras associações de franquias, um Projeto Comprador (no qual empresários internacionais vêm ao Brasil negociar com empresários nacionais), publicidade internacional e participação em 4 feiras internacionais de franquia que acontecem no México, nos Estados Unidos, em Portugal e na Espanha.

O trabalho em parceria com a ABF será o de atrair a atenção dos investidores internacionais para as marcas brasileiras. O país é hoje o terceiro país do mundo em número de franquias. Precisamos divulgar nossa capacidade no mercado externo, mostrando que temos criatividade, qualidade e preço competitivo’, afirma Juan Quirós, presidente da APEX-Brasil.Para Gerson Keila, presidente da ABF, ao contrário do que se imagina, 90% das redes de franquia que operam no Brasil são genuinamente nacionais. Além da geração de empregos no Brasil, a franchising nacional tem potencial para gerar divisas ao País e colaborar com a divulgação da marca Brasil no exterior’, afirma

7– PERU: Camara Peruana de Franquicias; INDIA: Franchise Índia 2007 (11 e 12 de dezembro 2007); TURQUIA: Franchising Exhibitions For Turkey e Syria Region ( 13 a 16 de dembro de 2007); MÉXICO: Feira Internacional de Franquicias; ITALIA: 11º Salon de La Granquicia Y del comercio Innovador (9 a 11 de março de 2008); BUENOS AIRES: Exposicion Internacional Franquicias 2008 ( de 15 e 16 de maio de 2008); ESPANHA: Expofranquicia ( De 22 a 24 de maio de 2008).

– Utilizaria a estratégias de ingresso em novos mercados e como estratégia de penetração de mercado, introduziria o produto no mercado selecionando um preço inicial reduzido, em termos do espectro de possíveis preços esperados pelo consumidor, Proteja a Amazônia e estarás protegendo a sua Vida.

9 – Considerando a base fundamental do “bem estar social” aliado a qualidade de vida, as estratégias do Marketing Social e Ambiental para divulgação da marca e do produto com eco eficiência que poderão ser adotadas, além da consciência de que ele é quem cria e administra todo o processo, cujas ações e resultados passam a construir valores que se agregam ao produto, observando o seu retorno, como processo de mudança comportamental e de apoio às iniciativas social e ambiental que melhoram a sua imagem, será a eficiência da divulgação sobre a origem do produto, sua fabricação ”justa e ambientalmente responsável” e socialmente correta, além da disseminação do conhecimento dos problemas sociais na promoção da saúde e consequentemente a continuidade da vida de todos no planeta terra.

10 – Além da urgente Capacitação e inclusão de todos os agentes externos e internos envolvidos no processo de integração do produto, uma linguagem universal apresentando um projeto que demonstrasse a Recuperação de Áreas Alteradas na Amazônia, através de uma produção agrícola orgânica do algodão apoiando iniciativas governamentais e da sociedade civil organizada; sistematizando e divulgando informações relativas a recuperação e aproveitamento econômico sustentável; além de orientar, planejar, implementar e contribuir para definição de políticas coerentes com o objetivo geral, como metas assumidas no Projeto

11 – Poderá apresentar um estudo do solo que é um componente fundamental do ecossistema terrestre, pois, além de ser o principal substrato utilizado pelas plantas para o seu crescimento e disseminação, fornecendo água, ar e nutrientes, exerce, também, multiplicidade de funções como regulação da distribuição, escoamento e infiltração da água da chuva e de irrigação, armazenamento e ciclagem de nutrientes para as plantas e outros elementos, ação filtrante e protetora da qualidade da água e do ar.

O estudo científico do solo, a aquisição e disseminação de informações do papel que o mesmo exerce na natureza e sua importância na vida do homem, são condições primordiais para sua proteção e conservação, e uma garantia da manutenção de meio ambiente sadio e auto-sustentável, no entanto, o espaço dedicado a este componente do sistema natural é freqüentemente nulo ou relegado a um plano menor nos conteúdos de ensino fundamental e médio, tanto na área urbana como rural.

A população em geral desconhece a importância do solo, o que contribui para ampliar processos que levam à sua alteração e degradação. A responsabilidade sócio-ambiental é responsabilidade de todos e essa é a consciência que todos devemos ter acima de tudo se queremos ver nosso planeta azul continuar azul com um verde maravilhoso e divino.

12 – Poderia se agregar valores criando adesivos demonstrando que o Greenpeace nasceu do Caos ambiental para recuperar e transformar a sua vida e você não pode ficar de fora.além disso poderia se criar a rotulagem ambiental sendo esta a melhor forma de agregar valor a marca Greenpeace, pois hoje já é uma realidade em uma rápida evolução em todos os mercados e vem sendo implementada tanto nas economias desenvolvidas quanto nas economias emergentes e nos demais países em desenvolvimento, a rotulagem ambiental surge como uma das facetas do processo pelo qual a proteção ao meio ambiente se converte num valor social. De fato, o aumento da consciência ambiental a que se assiste, nos últimos anos, tem sido acompanhado por efeitos nos mercados consumidores de produtos e serviços.

13 – O grau de importância é vital nesse processo, pois ele será o carro chefe das ações da ONG em sua caminhada na defesa do meio ambiente socialmente justo e corretamente responsável e mesmo que não obrigatória até o momento, a rotulagem ambiental, encoraja a inovação ambientalmente saudável na Indústria, promovem um incentivo mercadológico para as empresas introduzirem tecnologias inovadoras, saudáveis do ponto de vista ambiental, bem como posições de liderança em relação aos aspectos ambientais, desenvolve a consciência ambiental dos consumidores, por se tratar de um meio idôneo e confiável para dar visibilidade no mercado aos produtos ou serviços preferíveis do ponto de vista ambiental, os rótulos ambientais são um dos instrumentos mais eficazes para esse fim.

A sociedade está cada vez mais exigente e as organizações que pretendem crescer e avançar na tecnologia e no mercado que deverá passo a passo certificar os seus produtos. Portanto este processo é de grande importância para a ONG Greenpeace.

14 – DEFINIÇÃO DO PROBLEMA: “OS RECURSOS NATURAIS ESTÃO CADA VEZ MAIS LIMITADOS, E AS NECESSIDADES HUMANAS, CADA VEZ MAIS ILIMITADAS”. O desmatamento da Amazônia, o Assoreamento dos rios e lagos e as queimadas criminosas, são um caos que precisam ser combatidos mundialmente por todas a raças e nações, pois a Amazônia é responsável pela manutenção do equilíbrio da vida no Planeta Terra. JUSTIFICATIVA: A degradação do meio ambiente constitui um dos grandes males da humanidade.

A procura e o consumo de produtos dentro das normas ambientais vêm aumentando gradativamente, a sociedade está atenta aos métodos produtivos que as empresas utilizam, verificando o nível de poluição e degradação que estão causando, o que tem sido feito para reparar esses níveis é o empenho em procurar alternativas para a produção. Hoje, a tendência é que o conceito de valor para os clientes e investidores vá muito além de preços baixos, indo ao encontro de atender aos objetivos do desenvolvimento sustentável.

OBJETIVOS: Colaboração com escolas, postos de saúde e entidades sociais da comunidade; Programas de Alfabetização para funcionários e familiares; Adoção de práticas efetivas de combate à poluição; Campanhas para erradicação do Trabalho infantil; Participação em projetos de conservação ambiental de áreas públicas; Promoção de eventos sociais, etc; O GANHO DAS EMPRESAS COM AS PRÁTICAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL SÃO:

Fortalecimento e fidelidade pelo consumidor em relação à sua marca e terá sua imagem fortalecida perante a opinião pública; a valorização das ações que conseqüentemente trará lucros aos seus acionistas; O retorno publicitário com propagandas espontâneas; A possibilidade de isenções fiscais devido aos vários tipos de projetos sócias, como os ambientais, por exemplo: Maior produtividade devido à motivação dos funcionários e ganhos sociais pelas mudanças comportamentais da sociedade.

Outros trabalhos relacionados

A IMPORTANCIA DO MARKETING

Este trabalho tem como objetivo mostrar a importância do marketing institucional para as Corporações Militares, fazendo ainda uma abordagem mais específica em relação ao...

LOGISTICA COMO VANTAGEM COMPETITIVA

No cenário atual, preocupar-se com a logística tornou-se fundamental nas empresas. O ambiente em que as empresas operam atualmente é muito complexo e fortemente competitivo....

Trustes e Cartéis

Cartel As empresas nem sempre apreciam o jogo da livre concorrência. Elas preferem, às vezes, cooperar entre si, combinando preços, restringindo a variedade de produtos...

NOVA OBSESSÃO DA NATURA

Dentro do projeto de inovação e expansão da Natura, o RH tem uma importante participação como demonstrado abaixo: A Natura sempre criou produtos focados no...