22.2 C
Sorocaba
sábado, dezembro 3, 2022

QUESTÕES SOBRE LIBERALISMO E NEOLIBERALISMO

Fundamentos históricos do Neoliberalismo

Questões sobre Liberalismo e Neoliberalismo

1. Origem do neoliberalismo (resumo).
O neoliberalismo surgiu como resposta à crise de 1929 que foi deflagrada na economia norte-americana e ruiu com as estruturas do capitalismo liberal de até então. Em Bretton Woods, após a segunda guerra, surge a necessidade de reestruturar esse capitalismo de mercado visando sempre impedir que crises como a de então fossem tão agressivas no mercado mundial. A partir daí, embasado em teorias previamente escritas, surge o modelo que enxerga o Estado como interventor direto em casos de crise e que passa a ser adotado ao longo do século XX. No final da década de 80, com o fim da URSS e a eleição de políticos como Ronald Regan e Margareth Tatcher, o neoliberalismo se reafirma e se fortalece, passando a ser a grande marca do mercado do mundo globalizado.
2. Quais as condições que favoreceram o desenvolvimento do Liberalismo ?
A formação de uma classe burguesa que possuía um acúmulo de capitais que lhe permitiu promover a livre iniciativa, juntamente da eleição de governos representativos em substituição às monarquias absolutistas de até então. Aliados a esses fatores, o fim da escravidão em diversos países deu origem a uma classe que ao mesmo tempo era mão de obra e mercado consumidor, favorecendo o surgimento desse modelo como instância econômica vigente.
3. Quais as características do Neoliberalismo?
O Neoliberalismo prega a livre iniciativa e o livre comércio, promovendo políticas de subsídios e incentivo ao trânsito de capitais, relegando ao Estado, entretanto, o papel de interventor em momentos em que crises forem deflagradas.
$. Quais as propostas do Neoliberalismo no contexto econômico, político e social?
Promover a livre iniciativa no âmbito econômico, permitir a intervenção estatal quando for necessário dentro da política e na sociedade relegar aos cidadãos o pagamento de serviços relacionados ao bem estar social, como assistência médica e educação.
4. Qual a ideologia política dominante, hoje, nos países avançados? Como você classifica a ideologia política dominante, hoje, no Brasil?
A ideologia política dominante nos países avançados é claramente neoliberal. Esses países que em sua grande parte foram a vanguarda do capitalismo de mercado promovem o livre comércio globalizado por meio de regiões econômicas e conglomerados mercantis. Nesses casos, o Estado atua como o agente de contensão de crises, assim como recentemente pudemos ver nos Estados Unidos com os planos de Barack Obama para salvar alguns bancos da falência. A ideologia dominante no Brasil é também neoliberal. Ela foi praticamente um consenso na política democrática do pós-ditadura, mas começou essencialmente no governo de Collor, se firmou como política adotada na gestão de Fernando Henrique Cardoso e suas privatizações e até hoje, na gestão Lula, se faz presente, apesar do caráter popular desse candidato.
5. Existem países que não aceitam a política neoliberal? Quais?
Sim, dentre os países que não aceitam a política neoliberal podemos citar aqueles que possuem governos ditos de esquerda, como a Bolívia e a Venezuela por exemplo, ou ainda aqueles que são efetivamente socialistas, à exemplo de Cuba e Coréia do Norte.

Outros trabalhos relacionados

O Convidado – Murilo Rubião

O Convidado - Murilo Rubião Rubião é desses autores que estão um tanto esquecidos. Um dos precursores do realismo fantástico no Brasil (outros atribuem este...

Luzia-Homem – Domingos Olímpio

Luzia-Homem - Domingos Olímpio Naturalismo. Luzia-Homem é um exemplo do Naturalismo regionalista. Passado no interior do Ceará, nos fins de 1878, durante uma grande seca,...

Os Timbiras – Gonçalves Dias

Os Timbiras - Gonçalves Dias É uma narração dividida em uma introdução e quatro cantos. Neles são narrados os feitos de guerreiros timbiras, principalmente do...

Resumo do Livro – Qual é a sua Obra

Quando comecei a ler o livro já nas primeiras paginas pude perceber que se tratava de uma obra que me deixaria intrigado, pois em...