Portrait of Socrates. Marble, Roman artwork (1st century), perhaps a copy of a lost bronze statue made by Lysippos

1.1 “Conhece-te a ti mesmo”

Este é o lema socrático que nos remete em primeiro lugar a nossa própria consciência. É por meio da introspecção que se obtém conhecimento sobre o eu – isto é, torna-te consciente de tua ignorância – ponto de partida para o conhecimento do mundo externo, considerando que, conforme Sócrates, o conhecimento verdadeiro está dentro do homem.

1.2 A epistemologia

Sócrates sempre dizia que sua sabedoria era limitada a sua própria ignorância, de onde surgiu sua celebre frase: “Só sei que nada sei”. Ele acreditava que os atos errados eram conseqüência da própria ignorância. Nunca proclamou ser sábio, ele achava que o filósofo é aquele que admite não entender inúmera coisas, e que se aflige com isso.

1.3 A ética

É a parte culminante da filosofia de Sócrates. Ensina o bem pensar para bem viver. O meio único de alcançar a felicidade ou semelhança com Deus, fim supremo do homem, é a prática da virtude. A virtude adquiri-se com a sabedoria ou, antes, com ela se identifica. Esta doutrina, uma das mais características da moral socrática, é conseqüência natural do erro psicológico de não distinguir a vontade da inteligência.

1.4 Relação de Sócrates com os Sofistas

O estilo de vida de Sócrates assemelhava-se ao dos sofistas, passava a maior parte do tempo ensinando em lugares públicos, sempre dando demonstrações de que era preciso unir a vida concreta ao pensamento. Unir o saber ao fazer, a consciência intelectual à consciência prática ou moral.

Porém ele não se considerava um sofista, pois não se achava o dono da verdade. Sócrates diz nada saber, e ao dialogar em busca do saber coloca-se no nível do seu interlocutor. Para ele filosofar não é profissão, é atividade do homem livre. Um dos pontos fundamentais da filosofia a socrática, era o auto conhecimento “Conheça-te a te mesmo” era a recomendação básica feita por Sócrates aos seus discípulos.

O conhecimento, era uma das grandes preocupações de Sócrates como também dos sofistas. Cada um com uma técnica diferente, visando algo diante do saber.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui