terça-feira, maio 11, 2021
InícioCiências BiologicasOdontologiaBRAQUETES AUTOLIGADOS X TEMPO MENOR DE TRATAMENTO

BRAQUETES AUTOLIGADOS X TEMPO MENOR DE TRATAMENTO

O QUE É APARELHO AUTOLIGADO?

 

Aparelho autoligado é aquele no qual as próprias “pecinhas” () possuem um clipe que prende o fio a própria peça. Ou seja, esse clipe do bráquete exerce a função da famosa borrachinha colorida. O aparelho autoligado não usa a borrachinha colorida para prender o fio ao bráquete.

Foi descoberto que a “borrachinha colorida” era uma espécie de obstáculo à movimentação dentária, ou seja ela oferecia um certo atrito, fricção… O autoligado então apareceu para melhorar a movimentação dos dentes.

É verdade que o termina mais rapidamente?
Sim… Se houver colaboração por parte do paciente e o dentista dominar a técnica. Não pense que aparelho autoligado é só colocar que ele resolve tudo sozinho. É necessário atenção e cuidados. As peças podem soltar ao comer algo duro, o arco pode sobrar lá atrás e furar a boca…

As consultas podem ser mais demoradas?
Sim, o intervalo entre uma consulta e outra pode ser de um a dois meses. Mas o ideal é um bom apanhamento, pelo menos de 40 em 40 dias para ver se tudo vai bem, tal o escovação, movimentações dentárias, se está tudo conforme o planejado.

Dói menos?
o o atrito é menor, dói um pouco menos. Mas não é do jeito que você imagina.

Custa mais caro?
o se trata de um tipo de um pouco mais sofisticado, custa um pouco mais caro. O aparelho e as manutenções.

É verdade que junta menos resíduos em volta dele?
É verdade. Isso porque não há as borrachinhas (anel elástico de ligadura), que acumulam muitos resíduos. Mas há de se tomar muito cuidado a escovação, pois os resíduos acumulam em volta das peças e se a escovação for ruim, ocorre a descalcificação (manchas brancas).

braquetes auto ligados ortodentia

 

É verdade que o aparelho autoligado evita extrair dentes?
Esse tipo de aparelho provoca uma certa expansão na arcada dentária. Há casos em que essa expansão resolve o problema de espaço. Mas há casos que não, e há necessidade de se extrair dentes. Aparelho autoligado não faz mágicas. O ortodontista tem que pensar na saúde dos dentes e das gengivas.

O caso do paciente é planejado na documentação ortodôntica, avaliação dos espaços necessários para alinhamento dos dentes e análise do perfil ósseo e mole (fotos). Não seria indicado uma expansão violenta no arco, para rodar todos os dentes e evitar extrações. Isso comprometeria o perfil da pessoa. Além do que expansões demasiadas nos arcos não possuem estabilidade (ou seja, há possibilidade de voltar a ser tudo o era antes, depois de tirar o aparelho).

Não pense que esse tipo de aparelho é milagroso. É muito semelhante ao tradicional, que usa as borrachinhas. Pode sair, espetar, machucar. Tem que comer alimentos leves. Tem que escovar com cuidado, usar fio dental. Existem os metálicos e os estéticos.

CONCLUSÃO:

O que nivela os dentes é o fio e não o bráquete. Se o bráquete não for colocado na posição correta, pode “entortar” o dente.

A diferença dele para o tradicional é o clipezinho que funciona o ligadura elástica e permite que o atrito seja menor, facilitando – um pouco – a movimentação dentária.
Existem alguns tipos de arcos, o termo ativado de Níquel Titânio, o de Níquel Titânio e o Níquel Cromo por exemplo.
O de níquel cromo permite dobras, não é maleável o o níquel titânio, e nem termo ativado. Qualquer um deles pode ser usado no aparelho autoligado. Mas se seus dentes estão muito apinhados (“tortos”), o mais indicado seria o de níquel titânio termo ativado, pois os resultados serão muito melhores se aliado à tecnologia do autoligado.

Há falta de provação científica de que o ortodôntico torna-se mais rápido ao se usar, mas a colaboração do paciente continua sendo o fator mais importante.

“O uso desse bráquete deve ser visto cautela pelos profissionais e pacientes devido a falta de provação científica em longo prazo que afirme suas possíveis vantagens.”

O termina um pouco mais rápido que o tradicional, por não haver atrito.
Aparelho autoligável NÃO É MILAGROSO! Ele faz o mesmo que o tradicional metálico ligaduras. A promessa real é que o pode terminar UM POUCO ANTES, devido ao menor atrito entre arco/bráquete.
Mas tudo está condicionado à experiência do ortodontista, lembrando que por não ter borrachinhas fica melhor a limpeza, mas, depende de cada um analisar o melhor para si.

 

REFERENCIAS:

Revista Dental Press de Ortodontia Clínica, vol 12, n.6, de dez 2013-jan 2014
http://issuu.com/rev-dentalpress/docs/rcodp126-rgb-short Acesso em 09/05/2014
http://ortodontiaearte.blogspot..br/2013/01/o-que-e-aparelho-autoligado.html Acesso em 09/05/2014
http://www.odontomagazine.com.br/2013-04-sistema-de-braquetes-11818 Acesso em 09/05/2014
Curso Módulo Avançado do Sistema Bráquetes Autoligados – Instituto Marcelo Pedreira

Marcelo Cardoso
Marcelo é um profissional de Informática interessado em Internet, Programação PHP, Banco de Dados SQL Server e MySQL, Bootstrap, Wordpress. Nos tempos livres escreve nos sites trabalhosescolares.net sobre biografias, trabalhos escolares, provas para concursos e trabalhos escolares em geral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

CORONAVÍRUS

Origem da Crise Econômica

Recent Comments

Nilson Ribeiro on O QUE É ENGENHARIA CIVIL?
PABLO DA SILVA BARBOZA on FILOSOFOS BRASILEIROS
Ligeirinho Resolve on Tese Globalização
Susana Mesquita on Tese Globalização
Cátia Regina de Aquino Santos on Tratamento Multiprofissional à Terceira Idade
Kesia Oliveira do Nascimento on SUBSTANTIVOS
Ludymila Helena Arraujo Lima on DEPRESSÃO
TIAGO NERY on FILOSOFOS BRASILEIROS
TIAGO NERY on FILOSOFOS BRASILEIROS
TIAGO NERY on FILOSOFOS BRASILEIROS
Fernando on FILOSOFOS BRASILEIROS
fernando monteiro on FILOSOFOS BRASILEIROS
fernando monteiro on FILOSOFOS BRASILEIROS
fernando monteiro on FILOSOFOS BRASILEIROS
Guilherme on Hidrocarbonetos
Ernani Júnior Silva on FILOSOFOS BRASILEIROS
Flavio Musa de Freitas Guimarães on FILOSOFOS BRASILEIROS
Flavio Musa de Freitas Guimarães on FILOSOFOS BRASILEIROS
Isabella on SUBSTANTIVOS
Anonimo on Adjetivos
ALVARO on SURDEZ SÚBITA
CARIMBO DA CONFUSÃO on FILOSOFOS BRASILEIROS
socorro andrade on DINÂMICA DO SORRISO
Alessandra Martins on RESUMO DO FILME FLORENCE NIGHTINGALE
Sibely on VIRUS E BACTÉRIAS
Paula on Sistema Nervoso
Samuel Delgado Pinheiro on FILOSOFOS BRASILEIROS
Jamal Mussa Muroto on DIVISÃO CELULAR
Guilherme on FILOSOFOS BRASILEIROS
Camila on SISTEMA DIGESTIVO
Hadouken on FILOSOFOS BRASILEIROS
Josimeire dos Angelos on RESUMO DO FILME FLORENCE NIGHTINGALE
ONEIDE abreu on REANIMAÇÃO CARDIOPULMONAR
José Caixeta Júnior on FILOSOFOS BRASILEIROS
GILVALDO DIAS GUERRA on COMO SURGIU O DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA
ronald on CONSCIÊNCIA NEGRA
SÉRGIO LEONARDO TRINDADE on FILOSOFOS BRASILEIROS
ELIZABETH on FILOSOFOS BRASILEIROS
ELIZABETH on FILOSOFOS BRASILEIROS
Reginaldo Coveiro on FILOSOFOS BRASILEIROS
julieny kettylen on Obesidade
gabrielle barreto de oliveira on DOENÇAS DO SISTEMA NERVOSO
suzana stvens on CORRUPÇÃO NO BRASIL
Kauã Liecheski on Tratamento do Lixo
Ligeirinho Resolve on OLIMPIADAS
Ligeirinho Resolve on A FUNÇÃO SOCIAL DA ESCRITA
kamilly on Jogos Olimpicos
Marcelo Cardoso on MILITÂNCIA JOVEM
Isabella on MILITÂNCIA JOVEM
Maria Conceição Amorim on A IDENTIDADE E CULTURA DA BAHIA
Maria Conceição Amorim on FOLCLORE BRASILEIRO
Emerson Davi on CORRUPÇÃO NO BRASIL
Maria dos Reis on COMO FAZER UM TRABALHO ESCOLAR