19.5 C
Sorocaba
domingo, agosto 7, 2022

CLAUDE MONET

Claude Monet (1840-1926) foi um pintor francês. Foi considerado um dos mais importantes pintores da escola impressionista. A exposição realizada em 1874 no estúdio parisiense do fotógrafo Nadar foi pejorativamente qualificada pela crítica como “impressionista” devido ao quadro de Monet ali exposto, “Impressão: o sol nascente”. O nome impressionismo tornou-se corrente e Monet passou a ser considerado o chefe dessa escola, uma das mais importantes da história da pintura. Seu quadro encontra-se hoje no Museu Marmottan Monet, em Paris.

claude_monet_sol_nascente_trabalhos_escolares
Claude Monet (1840-1926), “Impressão, Sol Nascente”, 1873, 48 x 64 cm, Óleo sobre tela, Museu Marmottan, Paris.

Claude Monet (1840-1926) nasceu em Paris, no dia 14 de novembro. Quando tinha cinco anos, sua família mudou-se para Sainte-Adresse, perto do Havre, e ali o futuro mestre começou a pintar. Com menos de 15 anos Monet já era conhecido em sua cidade por retratar personalidades importantes. Duas influências marcantes despertaram-lhe o interesse pela luz e pela cor: descobriu as gravuras do japonês Hokusai e a pintura de Eugène Boudin, que o iniciou na prática, então pouco comum, de realizar estudos da natureza ao ar livre.

Entre 1859 e 1860, o jovem pintor esteve em Paris, onde se entusiasmou com a escola de Barbizon, recusou-se a ingressar na Escola de Belas-Artes e preferiu visitar os locais frequentados pelos inovadores da época. Passou a trabalhar na Academia Suíça, onde conheceu Camille Pissarro, mas o serviço militar na Argélia interrompeu-lhe a experiência. Em 1862, Monet voltou a Paris para estudar no ateliê do academicista Charles Gleyre, onde conheceu Frédéric Bazille, Alfred Sisley e Renoir, de quem tornou-se amigo e formou o grupo de impressionistas.

CLAUDE MONET
Rouen – Efeito Matinal . Claude Monet

Levava então vida nômade e de frequentes dificuldades, apesar do sucesso do retrato de “Camille Doncieux”, sua mulher, ou de “A Varanda à Beira Mar Perto do Havre” (1866). Para evitar a guerra Franco-Prussiana, Monet foi para Londres, onde fez contato com representantes das vanguardas francesas e com o marchand Paul Durand-Ruel, mais tarde seu agente. Em Londres pinta a série “Parlamento”.

De volta à França, Monet instalou-se em 1876, em Argenteuil, à margem do Sena, e realizou suas mais famosas séries, como “A Estação de Saint-Lazare” (1877), “Os Álamos” (1891) e “A Catedral de Rouen” (1892), em que as mesmas cenas foram representadas em horas diversas, em diferentes condições de luz. Em sua casa em Giverny, também perto do Sena, a partir de 1883 Monet cultivou nenúfares, motivo de seus últimos quadros, como a série “Ninféias”, pintada quando o artista já sofria graves distúrbios de visão.

Monet morreu em Giverny, em 5 de dezembro de 1926.

Morreu com 86 anos.

Outros trabalhos relacionados

ELISEU D’ANGELO VISCONTI

ELISEU D'ANGELO VISCONTI Primeiros Tempos - 1866 - 1892 Eliseu d’Angelo Visconti nasceu em 30 de julho de 1866, na Vila de Santa Catarina, Comuna de...

JOSEPH LOUIS PROUST

JOSEPH LOUIS PROUST Químico e farmacêutico francês 29 de setembro de 1754, Angers (França) 5 de julho de 1826, Angers (França) Filho de um boticário, Joseph Louis Proust...

ERNESTO GUEVARA (CHE GUEVARA)

ERNESTO GUEVARA (CHE GUEVARA) Ernesto Guevara nasce em 14 de junho de 1928 na cidade de Rosário, foi o primeiro dos cincos filhos do casal...

HENRY CAVENDISH

HENRY CAVENDISH Químico e físico inglês 10 de outubro de 1731, Nice (França) 24 de fevereiro de 1810, Clapham (Inglaterra) Henry Cavendish estudou em Hackney e em Peterhouse,...