sexta-feira, março 5, 2021

CONHECIMENTO FILOSOFICO

O conhecimento filosófico

1 – A tarefa da filosofia

A tarefa da filosofia é um modo de pensar, transformando-a em postura diante do mundo e da realidade, procurando a reflexão a partir de teorias, indo além dos aspectos fenomenais, buscando sempre as suas raízes e seus contextos que abrange os valores coletivos, morais, históricos, econômicos e políticos.

Trata-se de um jogo insolente, partindo do que é real, colocando tudo indefinível, abrindo possibilidades de outros mundos e outros modos de percepção da vida.

A filosofia importuna porque questiona a maneira de ser das pessoas, ela está envolvida em tudo, agora entendemos porque Sócrates condenava a leitura de Karl Marx no Brasil, ambos eram revolucionários ao pesquisar a respeito da verdade, referindo-se a sua época.

2 – O nascimento da filosofia

Foi na Grécia, que surgiu a reflexão filosófica, a passagem da consciência mítica e religiosa para a racional e filosófica não aconteceu repentinamente. Ambas conviveram na sociedade grega.

3 – O pensamento filosófico

O surgimento da filosofia reunia tanto a pesquisa filosófica quanto o conhecimento científico. O filósofo tentava responder perguntas como: “porque”.

O método cientifico foi aperfeiçoado após o século XVII, com Galileu, começaram a se estudar tipos diferentes de ciências. É considerada realidade na filosofia, o que parte de uma visão de conjunto, ou seja, quando falamos de um determinado assunto, temos que considerar toda e qualquer questão relacionada a ele.

Fica sob responsabilidade do filósofo refletir sobre o que é ciência, método cientifico, cabe a ele refletir a respeito da condição humana atual, a respeito da educação imposta. A filosofia procura o mais forte significado dos fenômenos, ou seja, ela vai além daquilo que é, para apresentar o que poderia ser.

4 – Características do pensamento filosófico

Refletir é o mesmo que pensar minuciosamente o que já foi pensado. Segundo “Demerval Saviani”, o pensamento deve ter origem, coerência e um conjunto de fatos, devendo permanecer sempre assim.

5 – Ceticismo e Dogmatismo filosóficos

O cético é aquele que desconfia de tudo, para ele não existe verdade absoluta, ele desconfia de todas as possibilidades de se chegar a um pensamento verdadeiro.

Já o dogmático é aquele que acredita ser o dono da verdade, recusando-se ao diálogo, não aceita que questionem o que ele diz. Historicamente, o dogmatismo é a postura dos primeiros filósofos.

6 – Conclusão

A filosofia é o ato de pensar com crítica, a reflexão filosofia ao contrário da científica, deve ser radical, rigorosa e de conjunto, ou seja,

deve se observar a origem, a coerência e a visão de conjunto, não devendo partir de atitudes descrentes. Ela possui um árduo problema, que causa desordem, pois ela busca a verdade total que o mundo não aceita.

Aquele que se dedica a filosofia, escuta o que o homem diz, olha o que ele faz e se interessa por sua palavra e ação.

7 – Bibliografia

ARANHA, Maria L. de Arruda

MARTINS, Maria H. Pires, Temas de filosofia

Marcelo Cardoso
Marcelo é um profissional de Informática interessado em Internet, Programação PHP, Banco de Dados SQL Server e MySQL, Bootstrap, Wordpress. Nos tempos livres escreve nos sites trabalhosescolares.net sobre biografias, trabalhos escolares, provas para concursos e trabalhos escolares em geral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

CORONAVÍRUS

Origem da Crise Econômica

Recent Comments

Nilson Ribeiro on O QUE É ENGENHARIA CIVIL?
PABLO DA SILVA BARBOZA on FILOSOFOS BRASILEIROS
Ligeirinho Resolve on Tese Globalização
Susana Mesquita on Tese Globalização
Cátia Regina de Aquino Santos on Tratamento Multiprofissional à Terceira Idade
Kesia Oliveira do Nascimento on SUBSTANTIVOS
Ludymila Helena Arraujo Lima on DEPRESSÃO
TIAGO NERY on FILOSOFOS BRASILEIROS
TIAGO NERY on FILOSOFOS BRASILEIROS
TIAGO NERY on FILOSOFOS BRASILEIROS
Fernando on FILOSOFOS BRASILEIROS
fernando monteiro on FILOSOFOS BRASILEIROS
fernando monteiro on FILOSOFOS BRASILEIROS
fernando monteiro on FILOSOFOS BRASILEIROS
Guilherme on Hidrocarbonetos
Ernani Júnior Silva on FILOSOFOS BRASILEIROS
Flavio Musa de Freitas Guimarães on FILOSOFOS BRASILEIROS
Flavio Musa de Freitas Guimarães on FILOSOFOS BRASILEIROS
Isabella on SUBSTANTIVOS
Anonimo on Adjetivos
ALVARO on SURDEZ SÚBITA
CARIMBO DA CONFUSÃO on FILOSOFOS BRASILEIROS
socorro andrade on DINÂMICA DO SORRISO
Alessandra Martins on RESUMO DO FILME FLORENCE NIGHTINGALE
Sibely on VIRUS E BACTÉRIAS
Paula on Sistema Nervoso
Samuel Delgado Pinheiro on FILOSOFOS BRASILEIROS
Jamal Mussa Muroto on DIVISÃO CELULAR
Guilherme on FILOSOFOS BRASILEIROS
Camila on SISTEMA DIGESTIVO
Hadouken on FILOSOFOS BRASILEIROS
Josimeire dos Angelos on RESUMO DO FILME FLORENCE NIGHTINGALE
ONEIDE abreu on REANIMAÇÃO CARDIOPULMONAR
José Caixeta Júnior on FILOSOFOS BRASILEIROS
GILVALDO DIAS GUERRA on COMO SURGIU O DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA
ronald on CONSCIÊNCIA NEGRA
SÉRGIO LEONARDO TRINDADE on FILOSOFOS BRASILEIROS
ELIZABETH on FILOSOFOS BRASILEIROS
ELIZABETH on FILOSOFOS BRASILEIROS
Reginaldo Coveiro on FILOSOFOS BRASILEIROS
julieny kettylen on Obesidade
gabrielle barreto de oliveira on DOENÇAS DO SISTEMA NERVOSO
suzana stvens on CORRUPÇÃO NO BRASIL
Kauã Liecheski on Tratamento do Lixo
Ligeirinho Resolve on OLIMPIADAS
Ligeirinho Resolve on A FUNÇÃO SOCIAL DA ESCRITA
kamilly on Jogos Olimpicos
Marcelo Cardoso on MILITÂNCIA JOVEM
Isabella on MILITÂNCIA JOVEM
Maria Conceição Amorim on A IDENTIDADE E CULTURA DA BAHIA
Maria Conceição Amorim on FOLCLORE BRASILEIRO
Emerson Davi on CORRUPÇÃO NO BRASIL
Maria dos Reis on COMO FAZER UM TRABALHO ESCOLAR