O que é?

A “celulite” atinge até 95% das mulheres, principalmente nas fases sujeitas a alterações hormonais como a puberdade, gravidez e uso de pílulas anticoncepcionais, sendo uma das queixas mais frequentes em relação à estética. O aspecto de “casca de laranja” causa incômodo e insatisfação com o próprio corpo, levando à procura de uma solução para o problema.

As causas que dão origem à celulite não são totalmente conhecidas. Além de uma predisposição hereditária, alterações enzimáticas e hormonais parecem estar envolvidas, diminuindo a quebra das células gordurosas ou aumentando o seu volume.

As regiões mais atingidas pela celulite são aquelas onde as mulheres costumam acumular mais gordura: abdomem, quadris, culotes, nádegas, coxas e pernas.

Como se forma?

No nosso organismo, algumas células têm a função de acumular energia, sob a forma de gordura, para ser usada quando necessário. São os adipócitos (celulas gordurosas). Estas células se localizam na hipoderme, a camada mais profunda da pele. Nas mulheres, esta camada apresenta fibras ligando a superfície ao tecido mais profundo, como se fosse um colchão de molas. Estas pontes fibrosas repuxam a pele para baixo, dando o aspecto de “furinhos”, que é característico da celulite.

Além disso, fatores como a hereditariedade, as alterações hormonais e enzimáticas, em conjunto, levam a uma alteração circulatória com acúmulo de líquidos e proteínas nas células de gordura, provocando uma modificação da textura do tecido subcutâneo e, posteriormente, uma irregularidade da superfície da pele, que leva ao aspecto visual de “casca de laranja”.

A celulite pode estar, ou não, associada à obesidade. No entanto, com o aumento do peso, ela aparece mais, pois o aumento das células gordurosas acentua o repuxamento das fibras. Quando o acúmulo de gordura ocorre de forma excessiva, pode comprimir vasos sanguíneos e linfáticos levando à formação de edema (inchaço) e fibrose. Nesta situação, a celulite se torna mais grave, formando áreas endurecidas e nodulares. Em alguns casos, ocorre inflamação e dor local.

Para efeito de classificação, a celulite pode ser dividida em:

Grau 1: os furinhos só são percebidos quando a pele é comprimida. Pode aparecer até mesmo nas crianças, sendo mais comum nas adolescentes.
Grau 2: os furinhos já são percebidos sem comprimir a pele. Passando a mão sobre a pele, já se percebe uma ondulação, sendo possível sentir alguns nódulos.
Grau 3: os nódulos são bastante perceptíveis e têm consistência endurecida, demonstrando que já houve formação de fibrose. Pode haver dor local.

Como evitar?

Por ser uma tendência pessoal, característica das mulheres, a celulite não pode ser totalmente evitada. Mas algumas dicas podem ajudar:

Como a obesidade está relacionada com uma piora da celulite, evite estar acima do seu peso ideal. Dietas milagrosas não existem, o mais importante é fazer uma reeducação alimentar, mudando os hábitos que levam ao aumento do peso.
O sedentarismo não ajuda em nada. Para queimar calorias e evitar o acúmulo de gorduras, você precisa de atividade física. Escolha o exercício que você gostar mais. Caminhar ao ar livre, pedalar, ginástica, natação… Um deles vai se encaixar no seu ritmo de vida.
Cuide também do emocional. O stress leva a um desequilíbrio de todo o organismo, diminuindo sua vontade de se exercitar e, muitas vezes, a alimentação é utilizada como uma forma de compensar a ansiedade. Procure ter lazer e aumentar o seu contato com a natureza, atividade que sempre renova nossas energias.
Não fume! O cigarro dificulta a circulação do sangue, aumentando a retenção de toxinas e dificultando a oxigenação dos tecidos.
Beba bastante água (2 a 3 litros por dia). Isto estimula a função renal e a eliminação de toxinas.
Cuidado com o sal, que aumenta a retenção de líquidos no organismo.

Métodos de tratamento.

A celulite não tem cura definitiva, mas pode melhorar quando o tratamento incluir mudança dos hábitos de vida, como descrevemos acima. Desta forma, pode-se conseguir um resultado melhor e mais duradouro.

Tratamentos médicos:

subcisão (subcision): esta técnica consiste na introdução de uma agulha, com ponta cortante, por baixo do furinho da celulite, para cortar as fibras que repuxam a pele para baixo, desfazendo os nódulos. É necessária a anestesia local. Além de liberar a pele, o hematoma decorrente do trauma leva à formação de tecido colágeno na região, que também ajuda a elevar a pele. Após o tratamento, é necessário o uso de curativo compressivo e de meias elásticas. As manchas roxas somem em cerca de 15 a 30 dias e o resultado é bom. O procedimento só pode ser realizado por médicos habilitados, está indicado nos estágios mais avançados da celulite e não deve ser feito em áreas muito extensas de uma só vez. É o único tratamento reconhecido pela Sociedade Brasileira de Dermatologia.
mesoterapia: nesta técnica, são injetadas substâncias diretamente nos locais afetados, que estimulam a quebra da gordura e melhoram a circulação sanguínea, facilitando a sua reabsorção e diminuindo o edema. Só pode ser realizado por médicos habilitados. Apesar de alguns médicos afirmarem que o procedimento tem bons resultados, a mesoterapia ainda não é reconhecida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia.
Tratamentos estéticos: (necessitam de melhores estudos científicos que comprovem a sua eficácia)

eletrolipoforese: consiste na introdução de agulhas na pele ligadas a um aparelho que transmite corrente elétrica de baixa frequência entre elas. A finalidade seria a quebra da gordura intra-celular, facilitando a sua reabsorção.
drenagem linfática: esta massagem estimularia a reabsorção do edema da celulite para os canais linfáticos, que são finos vasos que levam os líquidos dos tecidos para as veias. A drenagem ajuda a reabsorver a água e gordura acumuladas no tecido subcutâneo. É um método que pode ser realizado em combinação com a mesoterapia.
endermologia: um aparelho realiza a sucção da pele por um tubo, enquanto ela é comprimida entre 2 rolos, provocando uma massagem vigorosa, cuja finalidade seria redistribuir a gordura de forma mais uniforme no tecido subcutâneo.
cremes cosméticos: geralmente indicados como coadjuvantes dos outros tratamentos, apresentam em sua composição substâncias que levariam à quebra da gordura, estimulação do fluxo sanguíneo e drenagem linfática, além da suavização da superfície da pele.
Lembre-se que o tratamento da celulite depende de mudanças nos hábitos alimentares e de vida e que os procedimentos acima são apenas parte dele. Antes de se decidir por um ou outro tratamento, você deve consultar o seu médico dermatologista. Ele poderá dar a orientação sobre qual é o mais indicado para o seu caso.

Dicas de alimentação.

Como o aumento de peso piora a celulite, é importante evitar engordar para ajudar a combatê-la. A gordura é a forma que nosso organismo tem para acumular reservas de energia. Se você come mais calorias do que seu corpo precisa para usar no dia a dia, elas se acumulam sob a forma de gordura. Estas reservas serão utilizadas quando seu organismo necessitar de energia, diminuindo os depósitos e, consequentemente, as gorduras armazenadas.

Está aí a fórmula para manter-se no seu peso ideal: ingerir a mesma quantidade de calorias que é necessária para seu consumo energético diário. O difícil é resistir aos apelos dos doces, tortas, chocolates, pizzas e tudo mais. Mas, com bom senso, equilíbrio e alguma força de vontade, você pode conseguir.

Veja, a seguir, algumas dicas para ajudar você a se alimentar melhor. No entanto, recomendamos consultar um nutricionista para fazer uma dieta calculada de acordo com o suas necessidades diárias e seu peso ideal.

Entenda os alimentos.

Os alimentos pertencem a grupos que terão função diversa no nosso organismo:

Proteínas: importantes para a formação dos tecidos. Presentes nas carnes, leite e derivados, ovos e leguminosas. Alguns destes alimentos são também ricos em gordura, devendo-se dar preferências às carnes magras (peito de frango sem pele e peixes), leite desnatado, queijos brancos e iogurte desnatado e sem açúcar. Evite as carnes gordurosas e alimentos embutidos do tipo salsicha, linguiça, salame, etc.
Carbohidratos: fornecem a energia necessária para as funções do organismo. As principais fontes são os pães, cereais, massas, doces e açúcar. Deve-se tomar cuidado com a ingestão destes alimentos pois, se ingeridos em excesso, a energia excedente será armazenada sob a forma de gordura.
Vitaminas e minerais: necessários ao correto funcionamento orgânico. As principais fontes são os vegetais. Estes alimentos, além de estimular o funcionamento intestinal por serem ricos em fibras, causam sensação de saciedade e tem baixo teor de calorias. No entanto, algumas frutas como abacate, uva e manga são ricas em calorias e devem ser ingeridas com moderação.
Uma dieta saudável deve conter alimentos dos vários grupos. Uma boa dica, fácil de aprender, é fazer um prato bem colorido.

O que você deve evitar.

Sal em excesso. Salgadinhos, batatas fritas, castanhas, amendoim e frios (salame, mortadela, presunto, etc.) também são ricos em sal, que aumenta a retenção de líquidos no organismo.
Comer dois alimentos do mesmo grupo. Exemplo: arroz e batata ou frango e carne. As folhas verdes são a exceção, você pode comê-las à vontade.
Queijos amarelos,chocolates, creme de leite, chantilly, manteiga e frituras. São ricos em gordura.
Bebidas alcoólicas, doces e açúcar. São ricos em calorias que serão transformadas em gordura.
Longos períodos sem se alimentar. Fazer dieta não é passar fome nem fazer jejum.
Comer muito no jantar. À noite, seu organismo gasta menos energia, armazenando as calorias sob a forma de gordura.

O que você deve preferir:

Refeições ricas em verduras e legumes crus.
Fazer um maior número de refeições de pequena quantidade.
Comer mais no café da manhã e no almoço e menos no jantar. Durante o dia seu organismo vai consumir mais energia, gastando mais calorias.
Beber bastante água, 2 a 3 litros por dia, melhorando sua diurese.
Pães, massas e cereais integrais: são ricos em fibra e ajudam seu intestino a funcionar melhor.
A obesidade, além de piorar a celulite, é um risco para a sua saúde

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui