16.4 C
Sorocaba
sexta-feira, novembro 25, 2022

Neurose

Autoria: Eliane Meneses de Oliveira

Para diagnosticar uma neurose, o profissional precisa descartar a possibilidade de se tratar de um problema orgânico ou de problemas de comportamento anti-social, que caracterizariam uma psicose. Os sintomas da neurose podem ser comuns a outras patologias, como é o caso da depressão, irritabilidade, insônia, hipocondria, taquicardia e outros sintomas que podem ser característicos de outros males. Estes sintomas podem, inclusive, camuflar os sintomas específicos, dificultando o diagnóstico de neurose. O quadro de neurose é caracterizado especificamente por angústia, fobias, obsessões, conversões, impotência sexual e outras inibições. O neurótico sofre de uma expectativa desagradável, causada pela angústia ou ansiedade, de que alguma coisa ruim vai acontecer. É um medo sem causa, indefinível, mas que toma o indivíduo completamente, podendo se caracterizar por uma simples intranqüilidade ou por estados gradualmente mais graves até uma angústia catastrófica e terrível. As obsessões são idéias bloqueadas pela censura para que não causem danos à consciência e que aparecem de forma distorcida e se fixam de forma torturante. O paciente também sofre de conversão, onde os conflitos psíquicos são transformados em sintomas que podem ser paralisias, cegueira, convulsões, dores e outros. Quando sintomas específicos predominam no quadro clínico, podemos identificar neuroses específicas que podem ser de angústia, fóbica, obsessiva e histérica, dentre outras. A neurose pode se estabelecer a partir de situações externas, ambientais e identificáveis e, nestes casos, dizemos que se trata de uma neurose traumática, que depende também da predisposição do indivíduo. As causas das neuroses ainda são bastante discutidas e as idéias diferenciam-se entre as diversas teorias e abordagens. Com todas as diferenças, a maioria das conceitualizações acerca das neuroses consideram-nas produzidas por conflitos emocionais. O tratamento das neuroses pode ser de caráter somático e/ou psicoterápico. O paciente pode ser submetido ao uso de tranqüilizantes, sedativos, sugestão, hipnose, análise e outros métodos terapêuticos em grupo ou individualmente.

Outros trabalhos relacionados

O QUE É CLEPTOMANIA?

O que é? A Cleptomania caracteriza-se pela recorrência de impulsos para roubar objetos que são desnecessários para o uso pessoal ou sem valor monetário. Esses...

O Stress

Autoria: Anônimo  Origem Palavra utilizada pela primeira vez em 1936, no Canadá, pelo cientista Hans Selye da Universidade de Montreal. Este termo advém da física,...

O QUE É ESTEREÓTIPOS?

Definição de estereótipos Os estereótipos são crenças socialmente compartilhadas a respeito dos membros de uma categoria social, que se referem a suposições sobre a homogeneidade...

TRANSTORNO BIPOLAR DO HUMOR – PSICOSE MANÍACO DEPRESSIVA

Sinônimos e nomes relacionados: Psicose maníaco-depressiva, transtorno ou doença afetivo bipolar, incluindo tipos específicos de doenças ou transtornos do humor, como ciclotimia, hipomania e transtorno...