20.9 C
Sorocaba
quarta-feira, fevereiro 1, 2023

O Rio – João Cabral de Melo Neto

O Rio – João Cabral de Melo Neto

O Rio é um poema que apresenta preocupações sociais e até ecológicas. Descrevendo a viagem do rio Capiberibe do interior de Pernambuco até o mar, como que narrado pelo próprio rio, vai se mostrando o abandono das cidades no sertão, os retirantes, a pobreza, o empobrecimento, o desvio de rios para usinas, a desativação de engenhos e a poluição. Assim o Capiberibe passa e acaba por desaguar no mar, seu chamado original, logo após passar por Recife.

Outros trabalhos relacionados

POESIA TEMPORAL – MANUEL BANDEIRA

Poesia Atemporal - Manuel Bandeira A poesia está na vida; o poeta é aquele que é sensível o suficiente para captá-la. No momento da percepção,...

Lavoura Arcaica – Raduan Nassar

Lavoura Arcaica - Raduan Nassar O enredo da obra "Lavoura Arcaica" se constitui numa trama dos costumes de uma família onde é mostrado a fuga...

USINA – JOSÉ LINS DO REGO

Usina - José Lins do Rego A história do Moleque Ricardo a partir de sua prisão com os companheiros grevistas em Fernando de Noronha, o...

Vidas Secas de Graciliano Ramos

O Romance Vidas Secas do autor Graciliano Ramos constitui e colabora muito para nosso estudo sobre diversas formas, de interpretarmos o nordestino. O escritor...