SUMARIO

Introdução 
1. Objetivos 
1.1 Objetivo Geral 
1.2 Objetivos 
Específicos 
2. Hipótese 
3. Fundamentação Teórica 
4. Metodologia 
5. Áreas da pesquisa 
5.1 Históricos das áreas
Referências

INTRODUÇAO

Considerando que é muito comum observar o turismo da cidade de porto seguro por ser muito procurada para passeios de férias e excursões. O povo de um modo geral valoriza as cidades litorâneas do Brasil por serem considerados paraísos naturais, ricos em beleza e natureza farta de belas praias como porto seguro.

Porto Seguro é uma terra tradicional e muito procurada por seu eterno carnaval de povo hospedeiro e terra rica em história. Ritmo alegre onde ninguém podia imaginar, que depois de 500 anos, a marca zero do descobrimento do Brasil, se transformaria em um dos mais importantes pontos turísticos do país, sua casa histórica, bem preservada na Cidade Alta, revela como foi este lugar na época do primeiro porto do Brasil colonial Com aproximadamente uns 80 quilômetros de praias com águas transparentes, areia branca e fina, protegidos por recifes de corais; além disso, tem enseadas, rios, riachos, áreas de coqueiros, uma exuberante mata atlântica. A cidade hoje e considerada um dos pontos turísticos mais importantes do Brasil, recebendo turistas procedentes do centro sul do país e de outros paises do mundo.

1- OBJETIVOS

1.1 Objetivo Geral

Evidenciar a beleza de Porto Seguro e sua concepção de um povo e de um país rico em belezas naturais e historia preservada ao longo dos anos do descobrimento.

1.2 Objetivos Específicos

Como objetivos específicos, destacam-se os seguintes:

• Apresentar dados bibliográficos que evidenciam a procura do turista pela cidade e suas belíssimas praias.
• Avaliar a prática do turismo local e como os turistas vêem a cidade.
• Analisar o desempenho da preservação histórica da cidade turística.

2. HIPÓTESE

O incentivo a pesquisa em relação ao turismo eleva nosso país e valoriza o que o Brasil tem para mostrar de beleza e historia.

3. FUNDAMENTAÇAO TEÓRICA

Conforme Ruschmann (1997), o produto turístico é formado por “um conjunto de bens e serviços unidos por relações de interação e interdependência que o tornam extremamente complexo em suas singularidades e o distinguem dos bens industrializados e do comercio, como também dos demais tipos de serviços”. Porém compreende-se serviço como “um ato ou desempenho oferecido por uma parte à outra. Embora o processo possa estar ligado a um produto físico, o desempenho é essencialmente intangível e normalmente não resulta em propriedade de nenhum dos fatores de produção” (Lovelock e Wright, 2002, p.5) De acordo com as afirmações acima, a atividade turística apesar de ser considerada um serviço, se distingue dos demais tipos de serviço. Mas necessariamente o que a torna diferente e singular?

Inicialmente, pode-se dizer que embora os serviços turísticos incluam elementos tangíveis, como sentar nas cadeiras de piscina de um hotel, nadar numa praia, comer comidas típicas do local visitado, a realidade do serviço turístico é bastante intangível, ou seja, os benefícios estão relacionados com a natureza da realização. Outra característica do turismo é que, em grande parte, tem-se um envolvimento direto com o turista. O contato entre o contratante com o pessoal de serviços, tal como, guia turístico, recepcionista do hotel, etc. É necessário para se oferecer um serviço de qualidade no setor, que os funcionários envolvidos na área sejam capacitados, pois, os mesmos fazem parte do produto turístico, compondo e interferindo na qualidade os serviços oferecidos. Também se torna singular o serviço turístico porque é consumido no momento em que é produzido.

Os consumos em tempo real fazem com que os serviços variem de cliente para cliente, dia para dia, essa característica de atividade turística foi observada por um profissional de Marketing de bens manufaturados que passou a atuar na atividade hoteleira – Holiday inn – e declarou que: Não podemos controlar a qualidade de nosso produto tão bem como um engenheiro de controle da Procter & Gamble em uma linha de produção… Quando se compra uma caixa de sabão Ariel, pode-se ter uma razoável certeza de 99,44% de que o produto funcionará na limpeza de roupas. Quando se aluga um quarto de hotel no Holiday Inn, tem-se um percentual menor de certeza de que ele funcionará para propiciar uma boa noite de sono sem qualquer perturbação, ou sem pessoas batendo nas paredes e todas as coisas desagradáveis que podem acontecer em um hotel. (Lovelock & Wright, 2002, p.19).

Embora se perceba as singularidades dos serviços turísticos, para que esse conjunto de bens e serviços seja considerado produto turístico deve existir atrativos para motivar o deslocamento dos turistas, infra-estrutura urbana e turística; preço e formas de comercialização. Quanto melhor estruturado for o produto turístico, maiores serão os benefícios gerados por ele.

BREVE ANÁLISE DOS RESULTADOS ECONÔMICOS DO TURISMO

No Brasil, o turismo vem se destacando como atividade econômica em ascensão. Segundo Brasil (2001), os investimentos diretos das empresas estrangeiras no setor de turismo passaram de um patamar equivalente a US$ 2 bilhões na década de 80 para US$ 7 bilhões após a implantação do Plano Real, representando um crescimento de 3,45 vezes o valor inicial. Enquanto isso, nesse mesmo período o sistema de incentivos fiscais e o fundo geral do turismo – Coordenado pela EMBRATUR – liberaram recursos de investimentos de US$ 229,3 milhões (a preços de dezembro de 1999). A adoção do turismo como fator de desenvolvimento econômico justifica-se por apresentar baixo custo e excelente retorno em curto período de tempo (EMBRATUR, 1992).

Segundo dados de pesquisa da FIPE em 1998 a Bahia recebia 6,9% total de turistas domésticos, ocupando 5° lugar no ranking entre os demais estados brasileiros, em números monetários era uma receita de R$ 817.284.000,00 e a cidade de Porto Seguro tinha 1,4% do total brasileiro, recebendo neste mesmo ano 573.120 turistas, ocupando, deste modo, o 6° lugar em destinos preferidos pelos turistas.

PORTO SEGURO, UM PRODUTO TURÍSTICO?

Porto Seguro, cidade histórica Baiana, localizada no extremo sul da Bahia, na costa do descobrimento, apresentando um poder cultural com forte poder atrativo, motivando desta forma o deslocamento de turistas. Essa motivação, por sua vez tem entre seus fatores diversos sua natureza exuberante que guardam ainda muitos dos traços descritos na histórica carta de Pero Vaz de Caminha. Desde 1973, todo o município é tombado pelo Patrimônio Histórico Nacional e no ano 2000 foi elevado à condição de Patrimônio Natural Mundial, pela UNESCO.

A Cidade Histórica é o primeiro núcleo habitacional do Brasil e onde está concentrada a maior parte dos bens tombados do município, a mesma ostenta um conjunto arquitetônico de insuperável beleza, dentre eles O Marco de Posse do Descobrimento (1503-1526); Matriz de Nossa Sra. da Pena (1535) com imagens sacras do século XVI e XVII; Igreja de Nossa Sra. da Misericórdia (construída em 1526 e reconstruída em 1535) com imagem do Nosso Sr. dos Passos; Igreja de São Benedito (1549-1551) construída pelos Jesuítas; Capela do Colégio de Salvador; O Farol e Casa de Câmara e Cadeia (1756), onde funciona o Museu de Porto Seguro. Porto Seguro é um verdadeiro museu a céu aberto. A Passarela do Álcool – Um dos principais cartões postais da cidade com vista do cais, separando de um lado o encontro do Rio Buranhém com o Mar e do outro o casario colonial do século XVII.

Além da força histórica, seus monumentos, casario e praças, Porto Seguro possui uma infinidade de praias, da Ponta Grande a Caraíva, passando por Arraial d’Ajuda e Trancoso, das mais tranquilas às mais badaladas, todas limpas e despoluídas. São 90 quilômetros de um mar calmo, com águas azul-esverdeadas, rios, mangues, coqueirais, restingas, Mata Atlântica, arrecifes e formações de corais. Além de um povo simpático e festeiro. Tudo isso faz com que hoje Porto Seguro seja ainda um dos mais procurados destinos turísticos no Brasil. Os recursos histórico-culturais e naturais de Porto Seguro são utilizados para comercialização turística. Atualmente o turismo é visto, pelos moradores como a principal atividade econômica da cidade, uma importante fonte de renda local.

O patrimônio de Porto Seguro se mostra também com exuberância arquitetônica, festas religiosas e profanas e belezas naturais, o patrimônio passa a ser reconhecido como um produto que pode ser escolhido, adquirido e pago como bem de consumo, e com grande valor comercial. O aquecimento da economia de Porto Seguro com advento do turismo vem marcar uma nova fase na história da cidade que já é marcada por períodos de glória e riqueza, com a descoberta do Brasil pelos portugueses.

4. METODOLOGIA

• Levantamento bibliográfico
• Levantamento de dados informativos sobre a área da pesquisa
• Revisão das literaturas e embasamento teórico.
• Produção textual do projeto
• Correção ortográfica do texto
• Formatação e digitação do trabalho

5. ÁREA DA PESQUISA

Essa pesquisa foi desenvolvida na cidade de Formosa – município situado a 75 quilômetros de Brasília apresenta uma área correspondente a 5.806,891 km² cuja população tem aproximadamente 92.280 mil habitantes, uma densidade demográfica de 15,9 hab/km², altitude de 916 m, com clima tropical semi-árido fuso horário UCT3, condenadas geográficas a 15º 32’ 13” S 47º 20’ 02” O15º 32’ 13” S 47º 20’ 02” O, faz limite com os municípios de Água Fria de Goiás, Planaltina de Goiás, Cabeceiras, São João d’ Aliança, Flores de Goiás, Vila Boa, Distrito Federal, Cabeceira Grande. Especificamente no Colégio Estadual Hugo Lobo, localizado na avenida Valeriano de Castro nº 704, Centro.

A mesma ainda abrange sua pesquisa uma visitação a cidade de Porto Seguro município situado no extremo sul da Bahia, localizado no Nordeste brasileiro as coordenadas geográficas de 16º 27’ 00” S e 39º 03’ 54” O. Seus municípios limítrofes são Santa Cruz Cabrália, Eunápolis, Itabela, Itamaraju e Prado. Seu clima é tropical, foi fundado em 1534, possui cerca de 114.459 habitantes, apresentando uma densidade demográfica de 58,2 hab./km² quase sua totalidade esta tombada pelo patrimônio histórico não sendo permitido a construção de prédios altos (com mais de dois andares). Foi fundada em 30de Julho de 1891.

5.1 HISTÓRICO DAS ÁREAS DA PESQUISA

A primeira área de pesquisa fala sobre a Cidade de Formosa Goiás local o qual será desenvolvido o projeto.

“Formosa surgiu em meados do século XVIII. A cidade foi formada por antigos moradores do Arraial de Santo Antônio, no vale do Paranã, que fugiram de seu povoado depois que uma forte epidemia de malária assolou a região. Com medo da doença, tropeiros e comerciantes que vinham da Bahia e Minas Gerais acampavam na região onde hoje está localizada Formosa.

O povoado foi batizado de Arraial dos Couros em homenagem aos viajantes que acampavam no local em barracas de couro que eles traziam para comercializar. A criação do município de Formosa deu-se em 1 de agosto de 1843.”

Na proposta de Pesquisa de campo o texto abaixo relata algumas características norteadoras do local da pesquisa de campo – Porto Seguro na Bahia.

“Visitar o sítio histórico da cidade Alta e quase uma obrigação para os milhares de turistas que chegam a Porto Seguro, além de ostentar o marco do Descobrimento, desempenhou papel importante nos primeiros anos da colonização. São desta época prédios históricos que podem ser visitados durante o dia ou apreciados à noite, quando sob efeito de iluminação especial.

O passeio histórico pode começar pelo marco do Descobrimento. O marco veio de Portugal entre 1503 e 1526, e simboliza o poder da coroa portuguesa, utilizado para demarcar suas terras.

Na mesma área está a Igreja de Nossa Senhora da Pena, nela estão guardadas imagens sacras dos século XVI e XVII, entre elas a de São Francisco de Assis – primeira imagem trazida para o Brasil – e a de Nossa Senhora da Pena, padroeira da cidade, festejada a 8 de setembro, lá poderá ler alguns trechos das cartas escritas por Manuel da Nóbrega ou por José de Anchieta, padres da Companhia de Jesus sobre a região.”

REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ABNT, Associação Brasileira de Normas e Técnicas: NBR 10520 e 14724. RJ, AGO.2002

BRASIL, H.S. Análise Econômica do turismo no Brasil: Prof. Conferencista ECA-USP 2001. Disponível em www.embratur.org.br Acesso em 28/Fev.

IPHAN – Porto Seguro, Secretaria de Turismo de Porto Seguro, 2009.

LOVELOCK, Christopher; WRIGHT, Lauren. Serviços: marketing e gestão. São Paulo; Saraiva, 2002.

RUSCHMANN, D. Turismo e Planejamento Sustentável. São Paulo: Papirus, 1997.

Wikepedia.org/wiki/formosa(Goiás). Formosa, Goiás. Acessado em Março de 2010.

Wikepedia.org/Wiki/Porto_Seguro, Porto Seguro, Bahia. Acessado em Março de 2010.

wikipedia.org/wiki/Formosa_(Goi%C3%A1s)

www.hjobrasil.com/ordem.asp?secao=1&categoria=117&subcategoria=522&id=3386, Acessado em Março de 2010.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui