25.6 C
Sorocaba
quinta-feira, junho 20, 2024

VALSA PARA BRUNO STEIN – CHARLES KIEFER

Valsa Para Bruno Stein – Charles Kiefer

O livro tem uma trama bastante simples, mas torna-se um pouco longo porque o escritor exagera um pouco com as descrições.Bruno Stein é um oleiro bastante conservador. Mora no interior do RS, sua olaria tem apenas 4 empregados sendo que um havia sido demitido a pouco. É casado, sua esposa chama-se Olga. Tem apenas um filho, chamado Luís que casou-se com Valéria. Eles, por sua vez, tiveram quatro filhas: Sandra, Luíza, Eunice e Verônica. A história começa a acontecer quando chega Gabriel, homem que procura emprego e vem de Santa Catarina, Bruno emprega Gabriel em sua olaria. Bruno mostra-se sempre contra a televisão e outras modernidades. Ele, vária vezes cita no livro o desagrado em ver as netas o dia inteiro assistindo televisão. Começa a despertar uma secreta paixão por Valéria, sua nora, quando a vê na banheira nua. Ela corresponde também a este amor, mas nunca comentam isto. Até um dia em que ela entra na sua oficina e se vê moldada igual quando estava na banheira nua. Ela descobriu que ele também a amava. Certo dia, atendendo a seus desejos, Bruno corresponde as vontades de Valéria Gabriel também apresenta paixão, mas pela irmã de seu colega de trabalho Mário. Outros que trabalha na olaria é Pedro e Erandi. Ao término do livro, Bruno assiste pela primeira vez com gosta a televisão. E entra para sua lista de seus prazeres.

Outros trabalhos relacionados

PERTO DO CORAÇÃO SELVAGEM – CLARICE LISPECTOR

Perto do Coração Selvagem - Clarice Lispector Em Perto do Coração Selvagem, Joana expressa, por fluxos de consciência, sua vida interior, contrapondo suas experiências de...

Casa de Pensão – Aluísio Azevedo

Casa de Pensão - Aluísio Azevedo Amâncio de Vasconcelos, um jovem maranhense, vem para o Rio de Janeiro, com o propósito de realizar o curso...

VIDA E CULTURA AÇORIANA EM SANTA CATARINA – Franklin Cascaes

VIDA E CULTURA AÇORIANA EM SANTA CATARINA - Franklin Cascaes Este livro se constitui, por si só, num dos mais valiosos documentos da linguagem, da...

Os Maias – Eça de Queiroz

Os Maias - Eça de Queiroz Em junho de 1888, os livreiros portugueses começaram a vender os primeiros dos cinco mil exemplares da primeira edição...