26.2 C
Sorocaba
terça-feira, setembro 14, 2021

FERTILIZAÇÃO IN VITRO

A fertilização “in vitro” consiste em técnica de procriação assistida mediante a qual se reúnem, extracorporeamente, num tubo de ensaio, o material genético masculino e o material genético feminino, propiciando a fecundação e a formação do ovo, cuja introdução no útero da mulher dar-se-á após iniciada a divisão celular.

O motivo mais freqüente da procura desta técnica é a esterilidade que se segue à cirurgia de laqueadura.

São três as modalidades de utilização da fertilização “in vitro”: doação de óvulo, doação de embrião, empréstimo de útero.

A doação de óvulo é a versão feminina da doação de sêmen. Aqui a mãe uterina não é a mãe biológica e o pai civil é o pai biológico. Somente não são criados bancos de óvulos, iguais aos bancos de sêmen já existentes, porque não existem técnicas de descongelamento capazes de manter o óvulo produtivo.

Já a doação de embrião é uma modalidade de fertilização “in vitro” em que o pai civil e a mãe uterina não são pais biológicos. Isso ocorre porque na fertilização, vários óvulos são fertilizados com o intuito de que pelo menos um sobreviva, mas muitas vezes vários vingam, e aí não se sabe que destino dar aos embriões excedentes. A doação de embriões então, não se trata de uma solução, e sim de um problema.

Outros trabalhos relacionados

Gestão de Qualidade na Santa Casa de Porto Alegre

1. OBJETIVO O objetivo da implementação da Gestão de Qualidade Total se deu através das condições precárias de funcionamento: instalações pobres e sucateadas; verbas escassas;...

Câncer

1. INTRODUÇÃO O nome câncer refere-se a um conjunto de mais de 100 doenças, que se caracterizam pela perda do controle da divisão celular e...

SEXUALIDADE E SAÚDE MENTAL

INTRODUÇÃO Desde o aparecimento do ser humano que não existe indivíduo sem sexualidade. Este termo, muitas vezes remete-nos a idéia limitada à genitalidade, de forma...

Acidente Vascular Cerebral

Autor: Luma Gomides de Souza INTRODUÇÃO O termo Acidente Vascular Cerebral, também conhecido como ‘derrame’, significa o comprometimento súbito da função cerebral por inúmeras alterações histopatológicas...