FUNÇÕES QUÍMICAS

FUNÇÕES QUÍMICAS 

Você sabe que o vinagre e o limão são azedos. Além de azedos, são bons condutores de eletricidade: se você misturar sumo de limão ou vinagre numa porção de água e fizer passar por esta solução uma corrente elétrica na qual esteja acoplada uma lâmpada, poderá constatar que a lâmpada acende, comprovando assim a boa condução de eletricidade.
O cloreto de sódio, o sulfato de potássio e o bicarbonato de sódio, diferentemente do vinagre e do limão, apresentam sabor salgado. Mas quando dissolvidos em água também formam soluções que são boas condutoras de eletricidade.
Já a cal hidratada (usada em pintura) e o leite de magnésia têm sabor adstringente (“prende” a língua) e são substância iônicas que possuem em sua composição química apenas o radical OH como íon negativo (ânion). E ambas conduzem igualmente bem a eletricidade quando em solução.
Através desses exemplos, você pode perceber que determinada conjuntos de substância apresentam propriedades que são comuns a todas as substância pertencentes ao mesmo grupo.
O grupo de substâncias compostas que possuem propriedades químicas semelhantes recebe o nome de função química.
Existem quatro tipos de função química, que serão estudados a seguir: ácido, base, sal e óxido.
O principal critério de classificação de uma substância numa dessas funções é o tipo de íons que se formam quando ela é dissolvida em água.

O conceito de função química

As substância não apresentam todas o mesmo comportamento químico. Isso decorre do fato de que elas não têm todas as mesma propriedades, as mesma características. É possível, no entanto, reuni – las em grupos de substância com propriedade químicos semelhantes. Esse grupos chamam – se funções químicas.

Função química: conjunto de substâncias que apresentam propriedades e comportamentos químico semelhantes.

As quatros principais funções químicas são: ácidos, bases, sais e óxidos.
Essas quatro funções são definidas usando – se como principal critério a formação de íons em soluções aquosas, e ainda o tipo de íons presente nessas soluções. Assim por exemplo, os ácidos, as bases e os sais formam íons diferentes, quando em solução aquosa. Formando íons, conduzem a corrente elétrica, em solução aquosa. São, por isso, chamados eletrólitos.

Eletrólito: substância que conduz a corrente elétrica, quando em solução aquosa.

Ácidos

Os ácidos, embora sejam compostos moleculares, são eletrólitos, pois sua moléculas dissociam – se em íons, quando em solução aquosa e, assim, conduzem a corrente elétrica. Os ânions formados variam conforme o ácido, mas o cátion é sempre o hidrogênio (H+). Vejamos alguns exemplos:

Ácido Atuação mais comum
Clorídrico Atua na digestão
Acético Dá o sabor azedo ao vinagre.
Cítrico Existem na laranja, limão, goiaba, etc..
Bórico Usado para curativos.
Fênico Usado como desinfetante pelos dentistas.
sulfúrico Usado nas baterias dos veículos.
Fórmico Eliminado pelas formigas, provocando a sensação de queimadura.

Propriedades funcionais dos ácidos

As principais propriedades funcionais do ácidos são:

 Têm sabor ácido (azedo);
 Possuem hidrogênio em sua molécula e, quando dissolvidos, libertam o hidrogênio como cátion;
 Em solução aquosa, conduzem a corrente elétrica;
 Formam sais e água quando reagem com bases :

Ácido + base >>> sal + água

Exemplo: ácido clorídrico reagindo com hidróxido de sódio (base) resulta o cloreto de sódio (sal) e água:
HCI + NaOH >>>> NaCi + H2O.

 Descoram a fenolftaleína vermelha e fazem o tornassol azul tornar – se vermelho.

A fenolftaleína e o tornassol apresentam cores diferentes, conforme
estejam em meio ácido ou básico. São, por isso, chamados de indicadores ácido – base.

Hidrogênio Ionizável

Hidrogênio ionizável ou hidrogênio ácido é o átomo de hidrogênio existentes na molécula do ácido e que poder ser substituído por metal.
A reação HC1 + NaOH >>>> NaCI + H2O mostra um caso em que o ácido (ácido clorídrico) possui um hidrogênio na molécula que é ionizável: na reação, ele é substituído pelo metal sódio (Na).
Muitos ácidos possuem somente hidrogênios ácidos, mas alguns possuem somente também hidrogênio não ionizável.
Quando um ácido é dissociado transformam – se em cátions e os átomos que estavam ligados a eles transformam – se em ânions. Exemplos:

 O ácido clorídrico dissocia – se no cátion H+ e no ânion CI – :
HCI H + CI -;

 O ácido nítrico dissocia – se no cátion H+ e no ânion NO-3:
HNO3 H + NO3

Classificação dos ácidos

Os ácidos podem ser distribuídos por dois grandes grupos, tomando como critério de classificação a presença ou a ausência de oxigênio em suas moléculas: oxiácidos e hidrácidos.

Oxiácidos

Oxiácidos são os ácido que contêm oxigênio na sua molécula. Exemplos: ácido sulfúrico (H2SO4) e ácido nítrico (HNO3).
O nome dos oxiácidos mais comuns é formado pela palavra ácido, seguida de outra palavra formada pelo ânion, com a terminação ico: ácido fosfórico (H3PO4), ácido clórico (HCIO3) etc.
Quando os ácidos formados possuem um oxigênio a menos, recebendo a terminação oso, em lugar de ico: ácido fosforoso (H3PO3), ácido cloroso (HCIO2) etc.
Existem ainda ácidos com um oxigênio a menos que os terminados em oso. Neste caso usa – se o prefixo hipo: ácido hipofosforoso (H3PO2), ácido hipocloroso (HCIO2) etc.

Hidrácidos

Hidrácidos são os ácidos que não contêm oxigênio na sua molécula. Exemplos: ácido cloridrico (HCI) e ácido fluorídrico (HF).
O nomes dos hidrácidos e formado pela palavra de ácido seguida de outra palavra formada pelo ânion, com a terminação ídrico: ácido clorídrico (HCI), ácido fluorídrico (HF), ácido sulfídrico (H2S), ácido iodídrico (HI) etc.

Bases

As bases são compostos iônicos, sendo, portanto, eletrólitos; em solução aquosa, o ânion formado é sempre o radical hidroxila (OH-). O cátion varia, de acordo com a base.
Assim, por exemplo, hidróxido de sódio (NaOH) dissocia – se, em solução aquosa, no ânion OH – e no cátion Na + .

NaOH >>> Na + OH –

Base: eletrólito iônico que em solução aquosa, possui o íon hidroxila (OH-) como único ânion.

Propriedades funcionais das bases

As bases apresentam as seguintes propriedades funcionais:

 Contêm o grupo hidroxila (OH-), que é um ânion monovalente;
 Reagindo com ácidos, resultam em sais e água;
 Conduzem corrente elétrica, quando em solução aquosa.
 Tornam vermelha a fenolftaleína incolor, e tornam azul tornassol vermelho.

O nome das bases é formado pela palavra hidróxido seguida da preposição de e do nome do cátion: hidróxido de sódio (NaOH), hidróxido de potássio (KOH), hidróxido de alúminio [A1(OH)3] etc.
Alguns metais podem apresentar mais de uma valência e, assim, formar mais de uma base. Nesses casos, basta acrescentar, em algarismo romano, a valência do metal. Pode – se também indicar a valência maior pela terminação ico e a menor pela terminação oso. Exemplo:
 Fe (OH)3 –hidróxido de ferro (III), ou hidróxido férrico;
 Fe (OH)2 –hidróxido de ferro (II), ou hidróxido ferroso.

Característica das bases

Dentre as suas característica principais, destacamos:
 Têm sabor cáustico (= adstringente ou lixívia)
 Em solução aquosa, dissociam – se em íons OH- (hidroxila ou oxidrila) exemplos:

Na + OH – >>> Na+ + OH –
K+ OH- >>> K+ OH –

 Em solução aquosa, conduzem a corrente elétrica.
 Reagem com os ácidos (neutralizando – os) para formar sal e água.
 Decompõem – se quando aquecidas.
 Mudam a cor dos indicadores (conforme o quadro comparativo da função ácido).

Classificação das bases

De acordo com o número de hidroxilas existentes nas bases (hidroxilas ionizáveis), podemos classifica – las do seguinte modo:

 Manobases – com apenas 1 hidroxila. Exemplos:
NaOH hidróxido de sódio
KOH hidróxido de potássio

 Bibases (=dibases) – com 2 hidroxilas. Exemplos:
Ca (OH)2 hidróxido de cálcio
BA (OH)2 hidróxido de bário

 Tribases – com 3 hidroxilas. Exemplos:
Bi (OH)3 hidróxido de bismuto
AI (OH)3 hidróxido de alumínio

Nomenclatura das bases

Para dar nome a uma base, escrevemos hidróxido de seguido do nome do metal (cátion).

Exemplos:

NaOH hidróxido de sódio

KOH hidróxido de potássio

Ca(OH)2 hidróxido de cálcio

Ba(OH)2 hidróxido de bário

Sais

Os sais são composto iônicos, sendo, portanto, eletrólitos; são formados por uma reação entre um ácido e uma base.
Nessa reação, conhecida por reação de salificação, ou de neutralização, além do sal forma – se também água.

ÁCIDO + BASE >>> SAL + ÁGUA

Assim, por exemplo, o sal mais conhecido de todos, o cloreto de sódio, usado em cozinha, pode ser obtido por uma reação entre ácido clorídrico (HCI) e o hidróxido de sódio (NaOH):

HCI + NaOH >>> NaCI + H2O

Em solução aquosa, os sais sempre dão pelo menos um cátion diferente do H+ ou um ânion do OH-. Assim, o cloreto de sódio, por exemplo, dá o cátion Na+ e o ânion CI-.

Sal: eletrólito iônico formado por uma reação entre um ácido e uma base.

Propriedades funcionais dos sais

As principais propriedades funcionais dos sais são:

 Geralmente possuem sabor salgado;
 Conduzem corrente elétrica, quando em solução aquosa;
 Podem reagir com ácidos, com bases, com outros sais e com metais.

Reações com sais

 Sal reagindo com ácido resulta em outro sal e outro ácido. Exemplo:
AgNO3 + HCI >>> AgCI + HNO3

 Sal reagindo com base resulta em outro sal e outra base. Exemplo:
K2CO3 + Ca(OH)2 >>> CaCO3 + 2KOH

 Sal reagindo com sal, resulta em dois novos sais, por uam reação de dupla troca. Exemplo: NaCI + AgNO3 >>> NaNO3 + AgCI

 Sal reagindo com metal resulta em outro sal e outro metal, através de uma reação de simples troca. Exemplo:
K + NaCI >>> Na + KCI

Tipos de sais

Os sais podem ser normais, básicos e duplos. Aqui estudaremos apenas os sais normais.
Os sais normais podem ser :

 Sais oxigenados – os que derivam dos oxiacidos;
 Sais não – oxigenados – os que derivam dos hidrácidos.

Óxidos

Os óxidos são composto iônicos ou moleculares sujas moléculas são formadas por átomo de dois elementos químicos, sendo um deles o oxigênio. Exemplos: óxido de zinco (ZnO) e óxido de nitrogênio (N2O5).
Note que, no primeiro exemplo, o átomo que combina com oxigênio é de um metal (zinco); no segundo exemplo, é de um não – metal (nitrogênio).

Óxidos: composto binário em que um dos elementos é o oxigênio.

Nomenclatura dos óxidos

O nome dos óxidos pode ser dado simplesmente utilizando a palavra óxido, seguida da preposição de e do nome do elemento químico está combinado com oxigênio . exemplos: óxidos de cálcio (CaO), óxido de zinco (ZnO), óxido de alumínio (Al2O3) etc.
É preferível, no entanto, utilizar prefixos do número de átomos de oxigênio: monóxido de cálcio (CaO), dióxido depentório de nitrogênio (N2O5) etc.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui