18.4 C
Sorocaba
segunda-feira, setembro 26, 2022

ESPASMOS DE TORÇÃO

O Espasmo de Torção é a alteração da tonicidade muscular com características distónicas que surge sobretudo nos músculos do pescoço, do tronco, dos membros e, embora raramente, nos músculos faciais.

Estes músculos são solicitados por movimentos que provocam uma contorção ondulante característica, devido à sucessão de impulsos nervosos motores não uniformes (uma vez que alguns induzem movimentos com características hipertónicas, outros relaxamentos com características hipotónicas).

Surgem assim movimentos descoordenados sem nenhuma finalidade. Os espasmos podem surgir com intervalos, por acessos, ou manifestar-se continuamente de modo monótono. Quando se atinge a generalização muscular do espasmo, o corpo apresenta-se contraído numa atitude estranha e grotesca.

Durante o sono, este estado atenua-se e, às vezes, desaparece. Há aumento dos espasmos nos estados emocionais ou durante os esforços musculares, como a marcha.

A doença pode ter diversas causas: em regra, há nos indivíduos atingidos alterações cerebrais devidas a doenças ou estados infecciosos que actuaram na vida intra-uterina ou na neonatal.

O começo da doença manifesta-se à volta da metade do primeiro decénio de vida: a evolução é lenta e progressiva e a terapêutica é feita, essencialmente, à base de sedativos.

Outros trabalhos relacionados

Paralisia cerebral

Paralisia cerebral ou encefalopatia crônica não progressiva é uma lesão de uma ou mais partes do cérebro, provocada muitas vezes pela falta de oxigenação...

Tuberculose

A tuberculose - também chamada em português de tísica pulmonar ou "doença do peito" - é uma das doenças infecciosas documentadas desde mais longa...

NEOPLASIA MALIGNA – CANCER

INTRODUÇÃO Designação genérica de qualquer tumor maligno, o câncer não é uma doença recente nem exclusiva do homem. Ataca todos os seres vivos e sua...

CANCRO DA TIRÓIDE

O diagnóstico de cancro da tiróide é assustador para a maior parte das pessoas , pela sua associação com dor e morte. Na verdade...